Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/261974
Type: TESE DIGITAL
Title: Estudo quantitativo da técnica IPTM para validação como procedimento de fisioterapia
Title Alternative: Study of quantitative technique PIMT for validation of physical therapy as procedure
Author: Takahashi, Humberto Akira, 1964-
Advisor: Fasolo Quevedo, Antonio Augusto, 1970-
Quevedo, Antônio Augusto Fasolo
Abstract: Resumo: A técnica IPTM (Integração Postural por Terapia Manual) é uma nova abordagem de correção postural já testada empiricamente. Ela baseia-se no tratamento localizado, na regra convexo-convexo. A correção se baseia no realinhamento no lado convexo do desvio postural de um lado contra o formato convexo de um artefato do outro lado, através de movimento passivo oscilatório realizado pelo terapeuta, estando o paciente deitado em repouso. Entretanto, a técnica necessita de um estudo científico controlado para validação como procedimento fisioterápico. Neste estudo, a técnica de correção postural utilizada como comparação foi a RPG (Reeducação Postural Global) fundamentada no conceito Mézières. Diferente da IPTM, a técnica RPG baseia-se no tratamento globalizado, a correção é ativa, os desvios são estirados da cabeça aos pés ao mesmo tempo, acompanhado pelo terapeuta observando, intervindo e corrigindo simetricamente a postura deste paciente. O objetivo do presente estudo foi comparar as duas técnicas iniciando com uma distribuição assimétrica do peso corpóreo entre os retropés do voluntário, sendo um retropé alinhado normalmente e outro valgo, visando através do tratamento o realinhamento do retropé valgo para obter uma distribuição mais simétrica possível entre os retropés. O tratamento durou 4 semanas, uma vez por semana, e os voluntários foram avaliados antes e depois de cada sessão de tratamento. Após 4 semanas da última sessão de tratamento, foi realizada uma reavaliação. No presente estudo participaram 60 voluntários militares, 19,3±1,650 anos, assintomáticos, divididos aleatoriamente em dois grupos de trinta. Um grupo foi submetido ao tratamento convexo-convexo da técnica IPTM, enquanto outro grupo foi submetido ao tratamento com postura global em pé e coluna encostado na parede mediante à técnica RPG. Os voluntários realizaram a aferição do equilíbrio postural estático bipodálico através da análise da simetria de pressão dos retropés em um baropodômetro durante 5 segundos. Para avaliar as diferenças na distribuição assimétrica do peso corpóreo entre os retropés, foram medidas a superfície plantar corpórea (cm2) e distribuição percentual (%) de carga corpórea através da região plantar. Os dados resultantes foram avaliados quanto à distribuição normal através do teste de Kolmogorov-Smirnov. Para avaliação do efeito tempo em relação ao estado inicial em cada grupo e grupo de medidas repetidas, foi usada a estatística de Wilks ANOVA e o teste T pareado. O nível de significância foi de 5%. O resultado demonstrou que na avaliação da superfície plantar corpórea, em ambos grupos foram observadas diferenças significativas entre os grupos (p < 0,05) e entre os tempos, pois apresentaram diferença significativa em relação ao inicial (p < 0,05) e na reavaliação após 4 semanas pós tratamento. O grupo IPTM apresentou melhor resultado (p<0,05) quando comparado ao grupo RPG, pois manteve a sua simetria mais próxima do resultado do final da última sessão de tratamento. Na avaliação da carga corpórea, o convexo-convexo e a postura global não diferiram estatisticamente, tanto no tratamento quanto na reavaliação. Conclusão: a técnica IPTM pode ser validada como procedimento de fisioterapia pois apresentou resultados potencialmente no mínimo semelhantes ao RPG

Abstract: The PIMT (Postural Integration by Manual Therapy) technique is a new way of postural correction which has already been empirically tested. It is based on localized intervention and on the convex-convex rule. Correction is based on realigning the posture deviation by pressing the convex side of this deviation against the convex format of an artifact through passive oscillatory movement made by the therapist while the patient is lying in repose. However, the technique still needs a controlled scientific study to be validated as a physiotherapy treatment. In this study, the postural correction technique used as reference was the GPR (Global Postural Re-education ) based on Mézières concept. In opposition to PIMT, GPR is based on global intervention. The correction is active, the deviations are stretched from head to toe simultaneously, supervised by the therapist who observes, intervenes and symmetrically corrects the patient's posture. This study's objective was comparing both techniques, starting with an asymmetric body mass distribution between the hindfeet of the volunteers, being one normally aligned and the other valgus, with this treatment aiming at realigning the valgus hindfoot to get a weight distribution as symmetrical as possible. Treatment lasts 4 weeks, once a week, and volunteers were evaluated before and after every treatment session. Four weeks after the last session, a reevaluation was held. The volunteers, military, 19.30± 1.650 years old, asymptomatic, were randomly split into two groups of thirty each. One group was subjected to the convex-convex treatment from the PIMT technique. Meanwhile, the other group has subjected to treatment with global posture in standing position with their spines against the wall and being treated with GPR. The volunteers have been throuhg evaluation of static bipodal postural balance through the analysis of pressure symmetry of the hindfeet on a baropodometer during 5 seconds. The differences in the asymmetric distribution of body weight between hindfeet were evaluated by measures of plantar surface body (cm²) and percentage distribution (%) of body load through the plantar area. Data was assessed based on the normal distribution through the Kolmogorov-Smirnov test. To evaluate the effect of time compared to the initial stage in each group and group of repeated measures, Wilks ANOVA and paired T test statistics were used. The level of significance was 5% . Results show that in evaluation of the body plantar surface in both groups, significant differences were observed between groups (p < 0,05) and between times, because significant differences were found compared to the initial values (p < 0,05) and in the reevaluation after 4 weeks of treatment. PIMT group has shown better results (p<0,05) when compared to the GPR group, because it maintained its symmetry closer to the result of the last session of treatment. As for body weight load, the convex-convex and the global posture did not differ statistically, not on treatment nor at the reevaluation. Conclusion: PIMT technique can be validated as physiotherapy procedure, since its results are potentially at least similar to GPR
Subject: Equilibrio postural
Terapia manual
Modalidades de fisioterapia
Extremidade inferior
Postura corporal
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEEC - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Takahashi_HumbertoAkira_M.pdf3.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.