Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/261420
Type: TESE
Title: A regeneração de sinais MCP de 2,048 Mb/s atraves de uma cadeia de reperidores
Author: Borelli, Walter da Cunha, 1950-
Advisor: Waldman, Helio, 1944-
Abstract: Resumo: Em uma transmissão por técnica MCP através de cabos, os sinais são atenuados e distorcidos. Para uma adequada decodificação dos diversos sinais multiplexados em tempo, é necessário que estes cheguem ao receptor MCP sem praticamente nenhum ruído. Este objetivo pode ser alcançado mediante sucessivas regenerações do sinal ao longo da linha de transmissão. Nesta operação, reconstroe-se o sinal em cada repetidor enviando-o novamente à linha com a relação sinal-ruído melhorada. O inconveniente e que aparece alguma modulação em posição pulsos o que poderá resultar numa decodificação precária muito ruidosa dos sinais. Esta modulação, conheci a como jitter, depende fortemente do modo como o sinal é processado no repetidor, devido ao caráter a1eatório do padrão transmitido. É feito neste trabalho, um estudado repetidor regenerativo e um estudo comparativo de algumas estruturas de código, técnica é economicamente viáveis, para uma transmissão em 2,048 Mbits/seg. As causas do jitter são analisadas, dando-se mais atenção àquelas inerentes ao processo de aquisição de sincronismo em cada repetidor, tais como a inevitável assintonia do circuito de extração de sincronismo, e a conversão de amplitude para fase introduzida por desvios no nível de gatilhamento dos pulsos de relógio. Introduz-se um método computacional de previsão do jitter rms em uma cadeia de repetidores. A estrutura do código de linha, como também as características de fontes de jitter em cada repetidor podem ser supostas, livremente no método. Devido à dificuldade de se medir diretamente o jitter rms, procura-se geralmente medir comum osciloscópio a diferença de fase entre os pulsos regenerados em dois padrões periódicos diferentes. Esta diferença, conhecida como desvio de padrão, é estudada na sua dependência com a assintonia e a conversão de amplitude para fase, e o comportamento deduzido e comparado ao do jitter rms. Conclui-se que o desvio de padrão só e uma boa medida do jitter rms em circunstâncias bastante específicas, não obstante o seu valor no diagnóstico da presença de jitter no sistema

Abstract: Not informed
Subject: Processamento de sinais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1975
Appears in Collections:FEEC - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Borelli_WalterdaCunha_M.pdf3.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.