Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/260343
Type: TESE
Title: Caracterização qualitativa e quantitativa do efeito de soluções hiporosmoticas de NaCl sobre a força contratil do tecido cardiaco isolado de rato
Author: Bassani, José Wilson Magalhães, 1953-
Advisor: Silva, Mauricio da Rocha e
Turrin, Marina Queiroz do Amaral
Abstract: Resumo: Soluções hiperosmoticas (SH) de NaCl vem sendo utilizadas, com sucesso, no tratamento do choque hemorrágico, em substituição à transfusão sanguínea. No presente trabalho, estudou-se o efeito de tais soluções sobre a força contrátil do tecido cardíaco isolado de rato, estimulado eletricamente, em regime de contração isométrica. O objetivo principal foi caracterizar qualitativa e quantitativamente o efeito inotr6pico das soluções de NaCl, procurando identificar fatores envolvidos em sua gênese. Para isto,realizou-se análise de variância trifatorial envolvendo solutos (NaCl e sacarose), doses (incrementos de 50,100,150 e 200 mOsm/l na osmolalidade do líquido de incubação) e frequências estimulat6rias (4, 16 e 64 est./min.) para diversos parâmetros (Tmax, tTmax,tD e dT/dt) do abalo contrátil, estudou-se comparativamente o curso temporal do efeito inotr6pico de soluções hiperosm6ticas de NaCl, sacarose e cloreto de colina, na ausência e na presença de bloqueio de receptores adrenérgicos e colinérgicos muscarínicos e,finalmente, determinou-se a influência da hiperosmolalidade sobre a estequiometria da troca Na+/Ca++, fator de grande importância para a gênese de tensão no músculo cardíaco. Dos resultados obtidos foram tiradas as seguintes conclusões: a) O efeito inotrópico das SH de NaCl é altamente complexo envolvendo a dependência da frequência, da osmola1idade e do tempo; b) Às SH de NaCl podem produzir efeito inotr6pico negativo ou positivo, dependendo da frequência estimulatoria e da osmolalidade da solução, em contraposição ao efeito inotr6pico sempre positivo das SH de sacarose, nas mesmas faixas de frequência e osmolalidade; c) ÀS SH de NaCl produzem, inicialmente, rápida e potente redução ( de até 50t do valor inicial), seguida de uma fase de recuperação, na tensão máxima desenvolvida (Tmax) pelo tecido cardíaco. À redução inicial de Tmax é causada pelo aumento da concentração de íons Na+ no líquido de incubação. À fase de recuperação, por sua vez, tem sua o corrência condicionada ao incremento de osmolalidade produzido pela aplicação das SH de NaCl e; d) À hiperosmolalidade reduz a estequiometria da troca Na+/Ca++, o que corresponde a urna redução no número de íons Na+ para cada íon Ca++, transportado através das células cardíacas da preparação estudada
Subject: Engenharia biomédica
Eletrônica médica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1987
Appears in Collections:FEEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bassani_JoseWilsonMagalhaes_D.pdf13.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.