Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/259967
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Influência do laser de baixa intensidade na regeneração de gastrocnêmios submetidos a mionecrose por injeção do veneno de Bothrops jararacussu
Title Alternative: Influence of low-level laser therapy in muscle regeneration of gastrocnemius damaged by Bothrops jararacussu venom
Author: Vieira, Willians Fernando, 1989-
Advisor: Baranauskas, Vitor, 1952-2014
Abstract: Resumo: O tecido muscular é o principal afetado nos acidentes com veneno botrópico. O estudo do uso da luz, por meio da irradiação laser de baixa intensidade, busca possibilitar um recurso alternativo ao antiveneno. Camundongos Swiss (Mus musculus) machos, adultos jovens (6-8 semanas), massa corporal média de 22-25 ± 3g, receberam injeção intramuscular (m. gastrocnêmio direito) (20-25?l) do veneno liofilizado (diluído em NaCl 0,9%) de serpente do gênero Bothrops jararacussu (Bjssu) na concentração de 0,83mg/kg [grupos "veneno" (V), "veneno + laser" (VL) e "veneno + laser desligado"(VLP)]. Paralelamente, foi administrada injeção de NaCl 0,9% em animais dos grupos "salina" ["salina" (S), "salina + laser" (SL) e "salina + laser desligado" (SLP)]. A primeira irradiação laser (GaAs-904nm; área de tratamento: 1,0cm²; densidade de potência: 20 W/cm²; densidade de energia: 4 J/cm²; 4J/sessão de tratamento; modo contínuo; ponto único em contato direto; 1min 32s) foi realizada 3h pós-lesão/injeção de Bjssu/NaCl 0,9%, respectivamente nos grupos VL e SL. O tratamento foi repetido após 24, 48 e 72h. Desde o momento pré-lesão, os animais passaram por análise da função motora dinâmica por meio do sistema CatWalk. Terminado o período de 72h, foram sacrificados em câmara de CO2 e o m. gastrocnêmio coletado para análise. As amostras foram processadas e submetidas a técnicas de análise histológica, PCR quantitativa, espectroscopia Raman e FT-IR. Os animais dos grupos V e VLP não realizaram apoio do membro posterior direito (mantiveram postura flexora reflexa) no período de 3h pós-lesão, diferentemente (p<0,05) dos grupos VL, S e SL. A função motora foi reestabelecida em 24h. Na análise histológica foi observada extensa presença de infiltrado inflamatório na região da injeção de Bjssu, principalmente no período de 48h, tanto para os grupos V quanto para os grupos VL. Nos grupos S e SL as características morfológicas do tecido muscular permaneceram similares ao músculo intacto. A área de lesão mionecrótica foi significativamente menor (p<0,05) nos grupos tratados. Foi observada expressão relativa do gene miogenina significativamente maior (p<0,05) no período de 72h, para o grupo VL quando comparado ao grupo V. Por meio das técnicas de espectroscopia Raman e FT-IR foi possível caracterizar o tecido muscular normal e mionecrótico, bem como a influência do laser GaAs nestes tecidos. De maneira geral, podemos considerar que o laser GaAs promoveu melhora da função motora dinâmica, reduziu a área de lesão mionecrótica e influenciou a expressão gênica no modelo de mionecrose induzida por veneno de Bothrops jararacussu

Abstract: Muscle tissue is primarily affected in accidents with Bothrops venom. The study of the use of light through the low-level laser therapy seeks to enable an alternative tool to antivenom. Males Swiss mice (6-8 weeks old), mean body mass of 22-25 ± 3g, received intramuscular injection (right gastrocnemius) (20-25?l) of lyophilized Bothrops jararacussu venom (Bjssu) at a concentration of 0.83mg/kg ["venom" (V), "venom + laser" (VL) and "venom + laser off" (VPL) groups]. Similarly, was administered 0.9% NaCl injection into "saline" groups ["saline" (S), "saline + laser" (SL) and "saline + laser off" (SLP)]. The first laser irradiation (GaAs-904nm; 1.0cm² area of treatment; 20 W/cm² power density; 4 J/cm² energy density; 4J/treatment session; continuous mode; single point; direct contact; 1min 32s) was performed 3h post-injury/injection in VL and SL groups. Laser treatment was repeated after 24, 48 and 72h. From the moment pre-injury, animals underwent for dynamic motor function analysis through the CatWalk system. After the 72h period, animals were sacrificed in a CO2 chamber and gastrocnemius muscle collected for analysis. Samples were processed and subjected to histological analysis techniques, quantitative PCR, Raman and FTIR spectroscopy. The animals in V and VPL groups did not perform support of the right hindlimb (kept flexed in a reflex posture) 3h post-injury, unlike (p<0.05) VL, S and SL groups. Motor function was reestablished in 24h. Extensive inflammatory infiltrate in the Bjssu injection region was observed, mainly in the 48h period for both V and VL groups. Morphological characteristics of muscle tissue in S and SL groups remained similar to the muscle intact. The myonecrosis area was significantly lower (p <0.05) in treated groups. Relative expression of myogenin gene was significantly higher (p <0.05) at 72h period to VL group when compared to V group. Raman and FTIR spectroscopy techniques allowed the characterization of normal and injured muscle tissue as well the influence of GaAs laser on these tissues. In general we can consider that the GaAs laser improved the dynamic motor function, reduced the injury area and influenced gene expression in myonecrosis induced by Bothrops jararacussu venom
Subject: Mionecrose
Expressão gênica
Espectroscopia de laser
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FEEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vieira_WilliansFernando_M.pdf6.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.