Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/259056
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Aplicação de metodos de computação flexivel em navegação autonoma de veiculos
Author: Oliveira, Marco Antonio Assfalk de
Advisor: Gomide, Fernando Antonio Campos, 1951-
Abstract: Resumo: A navegação autônoma de veículos é um exemplo bem conhecido e típico de problemas de controle autônomo. Este tipo de controle envolve um ambiente muito complexo e desestruturado. A grande quantidade de parâmetros descarta o uso de um modelo matemático do ambiente. Por isso, o controle autônomo exige métodos de controle que se adaptam constantemente ao ambiente e que utilizam informações locais. O uso de tais métodos incorre em duas considerações: localidade (situ.atedness) e o problema da referência (frame-of-reference). A primeira questão está relacionada com a complexidade do ambiente de operação, a qual não permite a previsão do comportamento global do ambiente. Assim, o agente autônomo deverá ser capaz de agir baseado em informações parciais, provenientes de sua situação local. O segundo problema está ligado ao conhecimento utilizado no projeto do agente (conhecimento a priori). Este conhecimento pré-inserido limita a adaptabilidade do agente ao impor tanto o ponto de vista do projetista (o qual é baseado em sensores e modos de processamento bem diferentes dos do agente) quanto o conhecimento limitado sobre o ambiente deste projetista. Ambos os problemas são resolvidos pelo uso de um método de controle adaptativo e localizado. As propostas mais promissoras provém da área de computação flexível. Computação flexível engloba um conjunto de métodos, desde teoria dos sistemas nebulosos a sistemas evolucionários. Os paradigmas principais são as redes neurais, sistemas nebulosos e um conjunto de métodos conhecido como raciocínio probabilístico. Este último inclui sistemas evolucionários, teoria da complexidade e teoria do caos, entre outros. O poder da computação flexível vem da simbiose de seus múltiplos métodos. Estes sistemas híbridos oferecem as vantagens dos seus componentes e compensam mutuamente as falhas destes componentes. As características mais interessantes incluem auto-organização, processamento de informações imprecisas e capacidade de aprendizagem. Neste trabalho propomos um método de controle autônomo que combina uma rede neural, teoria de sistemas nebulosos e um algoritmo genético. A sinergia destes três paradigmas de computação oferece uma estrutura computacional paralela e robusta com fácil inserção/extração de conhecimento e capaz de aprendizagem não-supervisionada. O método proposto foi aplicado ao problema de navegação autônoma de veículos em um ambiente simulado. Os resultados demonstram que as limitações observadas podem ser atribuídas à quantidade e tipo de conhecimento utilizado na escolha dos parâmetros (Sensores e representação de conhecimento). O método de navegação em si provou ser robusto e confiável, desenvolvendo comportamentos com desempenho comparável aos de um agente projetado heuristicamente. O desenvolvimento futuro deste trabalho será focalizado na investigação de métodos auto-organizados para reconhecimento dos dados ambientais relevantes e nos problemas de otimização do conhecimento a priori e da sensibilidade do método de aprendizagem às especificações dos sensores. Estas pesquisas têm por objetivo libertar o agente de limitações impostas pelo projetista e aumentar a adaptabilidade do agente

Abstract: Autonomous vehicle navigation is a well-known and typical example of an autonomous control problem. This type of control problem involves a very complex, unstructured environment. The great amount of parameters preclude the use of a mathematical model of the environment. Thus, autonomous control demands constantly adapting, locally situated control methods, giving rise to two fundamental design issues: situatedness and frame-of-knowledge. The first deals with the impossibility of predicting the global behaviour of the environment. Instead the autonomous agent must be able to act upon local and limited data. The latter problem refers to the knowledge used in the design of an agent (a priori knowledge). Such pre-installed experience limits the agent's adaptability by imposing the designer's point of view (based on sensors and processing modes far different from those of the agent) and limited knowledge of the environment. Both issues are addressed by implementing an adaptive locally-aware control method. Qne of the most promising approaches comes from the 80ft computing field. Soft computing involves a spectrum of methods, ranging from fuzzy system theory to evolutionary systems. The main bulwarks are neural networks, fuzzy systems and a number of methods known as probabilistic reasoning. The latter includes evolutionary systems, cellular automata, complexity theory and chaos theory, among others. The power and promise of soft computing emerge from the symbiosis of its many paradigms. These hybrid synergetic systems offer the strengths of their components while cross-compensating the components' drawbacks. The most interesting features include auto-organization, imprecise data handling and unsupervised learning capabilities. In this work we propose an autonomous control method that combines a neural- network, fuzzy system theory and a genetical algorithm. The synergy of these three soft computing paradigms offers a parallel robust computing structure with easily extractable/insertable knowledge and capable of unsupervised learning. The proposed method was applied to the autonomous vehicle navigation problem in a simulated environment. The results show that most of the limitations are due to the amount and type of knowledge used in the choice of the vehicle parameters (sensors and knowledge representation). The navigation method itself proved to be robust and reliabJe, deveJoping behaviours comparable to those of a hand-crafted agent. Future work will focus on the issues of the optimum a priori knowledge levels, the sensivity of the learning method to sensor specifications, and on the development of self-organizing methods for relevant environment data recognition. These efforts are geared towards freeing the agent from human-imposed limiting factors while enhancing its adaptability
Subject: Computação
Automação
Redes neurais (Computação)
Sistemas de veículos auto-guiados
Detectores
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FEEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_MarcoAntonioAssfalkde_M.pdf6.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.