Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/258594
Type: TESE
Title: Conforto térmico e consumo de energia em ambientes de um supermercado de médio porte
Title Alternative: Thermal comfort and energy consumption environments in a midsize supermarket
Author: Barbosa, Elisabeti de Fátima Teixeira, 1967-
Advisor: Labaki, Lucila Chebel, 1943-
Abstract: Resumo: O conforto térmico tem sido amplamente pesquisado nos últimos anos, visando melhorar o bem estar das pessoas nos ambientes edificados, e minimizar o uso de energia elétrica para condicionamento artificial. Há algum tempo os estudos se direcionaram ao desempenho do ambiente construído de modo a obter uma boa relação entre pessoa-ambiente, principalmente quando se trata de ambientes de trabalho. No entanto, ainda é desconhecido o nível de conforto térmico proporcionado aos usuários de algumas edificações, principalmente em se tratando de edifícios de supermercados. Nos últimos anos, além de os empresários se preocuparem em garantir condicionamentos apropriados aos alimentos, em assegurar certo padrão de conforto aos seus clientes e propiciar bom nível de produtividade de seus funcionários, eles ainda tem que se preocupar em minimizar custos de energia. Nesse sentido, o levantamento do índice de conforto térmico e do consumo de energia em ambientes de supermercados se mostra importante para o conhecimento da real situação ambiental desse tipo de edificação. Esta pesquisa visou levantar dados do índice de conforto térmico e do consumo de energia no ambiente construído comercial do ramo alimentício. A metodologia empregada envolveu a seleção do supermercado, sua caracterização, o monitoramento das variáveis ambientais: temperatura do ar, umidade relativa, velocidade do ar e temperatura de globo, que permitem, juntamente com os dados relativos às variáveis pessoais, calcular o Voto Médio Estimado e a Porcentagem Estimada de Insatisfeitos. Foram levantados também os dados de consumo de energia. A análise dos resultados permitiu identificar a percepção térmica e o nível de satisfação dos usuários tanto de funcionários quanto dos clientes do supermercado. Os resultados indicam que no mês de maio/2011, 86% dos entrevistados preferiam o ambiente sem alteração e se sentiam confortáveis, e enquanto na área dos refrigeradores 55% dos entrevistados preferiam o ambiente sem alteração, e nesta mesma região, 32% preferiam o ambiente um pouco mais quente, ou seja, não estavam satisfeitos com o local, portanto preferiam mudanças. Os resultados indicam também que a temperatura do ar externo tem mais influência no consumo de energia que o número de usuários no supermercado pesquisado

Abstract: Thermal comfort has been widely researched in recent years to improve the welfare of people in the built environment, and minimize the use of electricity for artificial conditioning. For some time the studies were directed to the performance of the built environment in order to get a good relationship between person-environment, especially when it comes to working environments. However, it is still unknown what level of thermal comfort provided to the users of some buildings, especially in the case of buildings supermarket. In recent years, entrepreneurs have to bothering to ensure appropriate conditions to food, and ensure a certain standard of comfort to its customers and provide good level of productivity of their employees, in addition they still have to worry about minimizing energy costs. In this sense, the survey index of thermal comfort and energy consumption in supermarket environments proves important for understanding the real environmental situation of this type of building. This research examines data index of thermal comfort and energy consumption in the built environment of the commercial food industry. The methodology included the selection of the supermarket, characterization, monitoring of environmental variables: air temperature, relative humidity, air velocity and globe temperature, allowing, together with data on personal variables, calculate the Predicted Mean Vote and estimated Percentage of Dissatisfied. Also, data were collected from energy consumption. The analysis identified the thermal perception and level of satisfaction of users of both employees and customers of the supermarket. The results indicate that in the month of May/2011, 86% of respondents preferred the environment without alteration and felt comfortable, and while in the area of refrigerators 55% of respondents preferred the environment unchanged, and in the same region, 32% preferred the environment a little warmer, or were not satisfied with the location, so preferred changes. The results also indicate that the air temperature has more influence on energy consumption than the number of users in the supermarket researched
Subject: Conforto térmico
Energia - Consumo
Ambientes de trabalho
Supermercados
Produtividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Barbosa_ElisabetideFatimaTeixeira_M.pdf7.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.