Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/258380
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Inertização de lodo de esgoto em tijolos ceramicos maciços : aspectos tecnologicos e ambientais
Author: Nuvolari, Ariovaldo
Advisor: Coraucci Filho, Bruno, 1948-
Filho, Bruno Coraucci
Abstract: Resumo: O lodo de esgoto sanitário é gerado nas estações de tratamento de esgoto (ETEs), em quantidades significativas. O seu destino final é um dos mais sérios problemas ambientais, em nível mundial, podendo-se optar por duas linhas gerais de decisão, quais sejam, o descarte controlado ou a utilização. Em termos de descarte, a tendência é a disposição em aterros sanitários. A utilização mais nobre é na melhoria de solos agrícolas, desde que respeitadas as condicionantes ambientais, tipos de solos, culturas, etc. Quando isto não é possível, outras alternativas têm sido estudadas, dentre elas, a inertização em tijolos cerâmicos, objeto desta pesquisa. Nesta, foram utilizados, como matéria prima, um solo argiloso, dois diferentes tipos de lodo (LDl e LD2) e suas cinzas. O LDl, oriundo de um sistema convencional de lodos ativados, foi condicionado com cal e c1oreto férrico e desaguado em filtro-prensa de placas. O LD2, oriundo de um reator anaeróbio de fluxo ascendente foi desaguado em leito de secagem, sem condicionamento químico. Os lodos foram coletados na ETE Jesus Neto, Bairro do Ipiranga em São Paulo e em seguida; destorroados, secos em estufa a 105°C, passados em peneira n° 10 - ASTM (2,0 mm de abertura) e armazenados. Os lodos foram misturados ao solo argiloso (previamente seco ao ar e passado na peneira de 2,0 mm), nas proporções de 10, 20 e 30 % (em peso seco). Parte dos lodos armazenados foram colocados em forno-mufla a 900°C e transformados em cinzas. Estas foram misturadas ao solo nas proporções de 10,20,30 e 40 %. Uma massa cerâmica feita apenas com o solo foi utilizada como testemunho. Os tijolos foram moldados manualmente, secos ao ar por no mínimo 10 dias, em estufa a 105°C por 24 horas e queimados a 950°C. Foram avaliados os parâmetros e condicionantes tecnológicos e ambientais para o emprego dos mesmos na construção civil, tendo-se conc1uido que tanto o LD 1 quanto o LD2, quando utilizados após secagem a 105°C, só podem ser utilizados com até 10 % de lodo na massa cerâmica. As cinzas do LD 1 podem ser utilizadas com até 40 % na mistura com o solo argiloso. No entanto, o uso das cinzas do LD2 foi considerado desaconselhável por causa do nível de radioatividade presente neste resíduo

Abstract: Significant quantities of sewage sludge is produced in the wastewater treatment plants (WTPs). At global level, its final destination is one of the most serious environmental issues, allowing two options to be chosen: the controlled discard or its utilization. In terms of the discard there is a general trend of landfilling utilization. The most noble utilization of the sewage sludge is in the improvement of agricultural soils, since that verified the environmental conditions, soil tipology, crops, eg. When this is not possible, however, other options can be chosen, such as ceramics bricks utilization, which is the subject of the present research. Here, the studies carried out with one clay-soil and two different kinds of sewage sludge (called LD1 and LD2) and their dusts are presented. The LD1 is from a conventiona1 system of activated sludge, dehydrated in plate's press filter, after amended with CaO and FeCl3. The LD2 is from a up flow anaerobic shaped bed reactor (UASB), dehidrated in drier bed and without the inclusion of any chemical substance. After the collection of the two sewage sludges (LD1 and LD2), from the Jesus Neto WTP, Bairro Ipiranga in São Paulo city, the samples were grinded, dryed at 105 °C, sieved with number 10-ASTM sieve (2,0 mm) and stored. They were mixed with clay-soil (previously dried in open-air, grinded and sieved with number 10-ASTM), using 10, 20 and 30 % proportions (dried weight). Part of the sewage sludge was burned at 900°C and became ash, which was also mixed with soil at 10, 20, 30 and 40 % proportions. Another sample, made only with soil, was used as control. The bricks were shaped by hand, dried in open-air for a minimum of 10 days, dried in stove at 105 °C for 24 hours and burned at 950 oC. The technological and environmental parameters for their use in civil construction were evaluated. LD 1 and LD2 can be used in up to 10 % proportions. LD 1 ashes can be used in up to 40 % proportions. On the other hand, for the LD2 ashes, is not advisab1e the use of this material in ceramic bricks, because the results concerning its radioactive content
Subject: Solubilização
Lixiviação
Radioatividade
Material ceramico
Águas residuais
Lodo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: NUVOLARI, Ariovaldo. Inertização de lodo de esgoto em tijolos ceramicos maciços: aspectos tecnologicos e ambientais. 2002. 238p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/258380>. Acesso em: 3 ago. 2018.
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nuvolari_Ariovaldo_D.pdf13.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.