Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/258189
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Verdes-dentro e verdes-fora : visões prospectivas para espaços abertos urbanos - privados e publicos - em area habitacional de interesse social
Title Alternative: Inside greens and outside greens : prospective visions for urban open sapces - private and public - in self-built housing
Author: Monteiro, Evandro Ziggiatti, 1967-
Advisor: Kowaltowski, Doris C. C. Knatz, 1944-
Kowaltowski, Doris Catharine Cornelie Knatz, 1944-
Abstract: Resumo: A inserção da vegetação na paisagem urbana tem sido explorada como uma forma simples e eficaz de melhorar a qualidade de vida das cidades. O principal objetivo deste estudo de caso está na investigação da aceitação do verde como catalisador de melhorias na sensação de conforto ambiental e da paisagem nos bairros autoconstruídos de centros urbanos brasileiros. Propõe uma abordagem mais integrada dos espaços abertos, introduzindo o conceito de um sistema ¿verdes-dentro¿ e ¿verdes-fora¿, como forma alternativa e holística de pensar a disponibilidade de áreas verdes na cidade. Os espaços abertos . privados e públicos . de um bairro de autoconstrutores da cidade de Campinas-SP (Residencial São José) foram levantados a partir de fotografias aéreas e caracterizados morfologicamente. O trabalho defende a utilização de uma metodologia baseada no processo de projeto do arquiteto em investigações como esta, que envolvem a forma e a qualidade do espaço físico, tanto no presente quanto no futuro. A partir de uma base de CAD (desenho com auxílio de computador) foram gerados três tipos de desenhos à mão: 1. a situação atual da paisagem; 2. simulação de um futuro provável, de adensamento sem a presença de vegetação e 3. simulação de um futuro desejável, com a inserção de vegetação, criando-se uma imagem chamada de ¿verde pleno¿. Os desenhos tornaram-se substratos importantes para aplicação de entrevistas que procuravam investigar a visão dos moradores sobre a sua comunidade e sobre o seu senso de desenvolvimento futuro do bairro. Esses desenhos, chamados de ¿visões prospectivas¿, foram feitos com base no próprio ambiente do morador, substituindo as analogias com imagens de outros lugares que são comuns em metodologias participativas. As entrevistas focam a relação dos moradores com os espaços abertos de seu próprio lote (verdes-dentro) e com o espaço público (verdes-fora), e a sua percepção de conforto ambiental e de qualidade da paisagem. Os resultados do estudo mostram que, embora os espaços abertos existentes sejam efetivamente pouco aproveitados para uma boa condição do conforto e da paisagem do bairro, o método dos desenhos prospectivos causa identificação imediata do morador com as situações apresentadas. Conclui que muitos dos moradores autoconstrutores exercem um papel ativo na tentativa de melhoria das condições ambientais de seu bairro através da inserção e defesa do verde. Finalmente conclui que a inserção do verde é sempre positiva para a melhoria das condições do ambiente e da paisagem desses bairros, embora não seja ainda conclusivo quanto a sua maior eficácia se aplicada em ambas as categorias de espaços abertos, privados e públicos

Abstract: Nature.s insertion in the urban landscape has been explored as a simple and efficient measure to enhance cities. quality of life. The main goal of this case study is the investigation of the social acceptance of greening Brazilian owner-built residential areas and of its positive effects on environmental comfort perception and on the landscape. The study proposed an increased integration of open spaces in these suburbs, with the introduction of a concept termed ¿spaces outside¿ and ¿spaces inside¿. This concept is seen as an alternative and more holistic form of working with green in urban areas. Open spaces (private and public) of a specific owner-built suburb (Residencial São José) in the city of Campinas, Brazil, were evaluated through aerial photographs and these were morphologically characterized. This work defends a methodology based on the architects. non-verbal language and processes in investigations where it is important to analyze the shape and quality of the physical space, present and future. From this data CAD (Computer Aided Design) base, drawings were produced and rendered by hand to create three scenarios: 1. images of the current situation of the area with its present built-up condition; 2. images of probable future developments of the area without green areas and lacking vegetation and 3, images simulating of a future urban condition with vegetation purposely distributed, creating what might be called the "fully green" possibility or vision. These drawings became important support material for the interviews held with the local population to investigate their views on their community and their sense of the future development of the area. The interview method with images of ¿prospective visions¿ of the specific reality replaced the more common method, used in participatory processes, with typical analog images of other ¿foreign¿ places The interviews focused on the relation of the population with the open spaces on their own lots, ¿inside spaces¿, and with the public green areas, ¿outside spaces¿. The inquiry was centered on the feelings of comfort and the urban landscape quality. The results of the study show that, even though the existing open spaces are little used to improve to environmental comfort conditions and add little to the image of a recommended urban landscape, the method caused an immediate identification of the inhabitants with the situations shown. Concludes that many of the owner-builders do play an active role in trying to improve their district conditions through inserting and taking care of green. And also concludes that greening is always a positive way of improving environmental and landscape quality in low income districts, but the results are not conclusive about its more efficiency when applied to both their open spaces categories: private and public
Subject: Espaços abertos
Planejamento urbano - Campinas (SP)
Habitação popular - Campinas (SP)
Arquitetura paisagística
Plantas - População
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MONTEIRO, Evandro Ziggiatti. Verdes-dentro e verdes-fora: visões prospectivas para espaços abertos urbanos - privados e publicos - em area habitacional de interesse social. 2007. 258p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/258189>. Acesso em: 8 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Monteiro_EvandroZiggiatti_D.pdf52.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.