Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/257726
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A Influência de Frank Lloyd Wright sobre João Batista Vilanova Artigas = uma análise formal
Title Alternative: Frank Lloyd Wright's influence over João Batista Vilanova Artigas : a formal analysis
Author: Cruz, Débora de Melo da
Advisor: Celani, Maria Gabriela Caffarena, 1967-
Abstract: Resumo: A gramática da forma, um formalismo desenvolvido por Stiny e Gips (1972) na década de 1970, tem sido utilizada principalmente na caracterização de linguagens de projetos. Além desse uso analítico, ela também tem sido utilizada para a síntese de formas. Este trabalho propõe como método comparativo o emprego de regras gramaticais de uma linguagem para a verificação de semelhanças em obras não pertencentes a ela. Caso não seja identificada a aplicabilidade das regras na obra analisada, em tese, pode-se concluir que não existe influência da linguagem na mesma, ou que essa influência é apenas superficial, não afetando sua estrutura compositiva de maneira significativa Alguns críticos da arquitetura moderna brasileira como Bruand (1998), Sanvitto (1992b) e Irigoyen (2002) sugerem a existência de uma influência das casas de pradaria de Frank Lloyd Wright sobre a primeira fase de João Batista Vilanova Artigas. Neste trabalho pretendia-se verificar se esta influência realmente poderia ser comprovada por meio da metodologia acima descrita, que explora a estrutura compositiva dos exemplares. Para isso, as regras referentes às coberturas da gramática das casas da pradaria de Wright, desenvolvidas por Koning e Eizenberg (1981), foram aplicadas no desenvolvimento das coberturas das casas de Artigas. O método não permitiu comprovar a influência compositiva de um arquiteto sobre o outro, ao contrário do esperado. Foi possível concluir que o método proposto é eficiente para a identificação de influências arquitetônicas de maneira clara e objetiva. O experimento realizado sugere ainda possibilidades de aplicação da gramática da forma no ensino de arquitetura, como auxiliar na comparação entre linguagens arquitetônicas

Abstract: Shape Grammar, a formalism developed by Stiny and Gips (1972) in the 1970s, has been applied mainly to characterize design languages. It has also been employed in shape synthesis. The present work proposes as a comparative method the use of grammatical rules of a certain language for the verification of similarities in works not belonging to the same language. In case the applicability of the rules is not identified in the analyzed work, in thesis, one could conclude that such influence of the language does not exist, or that this influence is only superficial, not affecting its compositional structure significantly. Some Brazilian modern architecture critics, such as Bruand (1998), Sanvitto (1992b) and Irigoyen (2002), have suggested that Frank Lloyd Wright's prairie houses have influenced João Batista Vilanova Artiga's early work. This study intends to verify this influence through the method described above, which exploits the compositional structure of the models. For this purpose the rules developed for the roofs of Frank Lloyd Wright's prairie houses were applied to the roofs of Artiga's houses, so that they could be compared. Contrary to expectations, it was impossible to prove the compositional influence of one architect on the other using this method. The proposed method proved to be efficient in indentifying architectural influences clearly and objectively. Thus the experiment suggests the possibility of applying shape grammars in architectural education, as an auxiliary method for comparing architectural languages
Subject: Estruturalismo
Gramática da forma
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cruz_DeboradeMeloda_M.pdf9.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.