Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/257098
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Desenvolvimento de uma câmara para teste de preferência
Title Alternative: Development of a preference test chamber
Author: Maia, Ana Paula de Assis, 1983-
Advisor: Moura, Daniella Jorge de, 1970-
Abstract: Resumo: Estimar o bem-estar animal com precisão ainda é um desafio enfrentando a campo e nas pesquisas. Os testes de preferência constituem uma ferramenta importante nesta avaliação, uma vez que, a preferência do animal a um ambiente ou determinado recurso pode estar relacionada ao seu bem-estar. Esta tese foi proposta com objetivo de desenvolver e validar duas câmaras para teste de preferência: Câmara de Preferência Ambiental (CPA) e Câmara de Preferência por Passagem (CPP). A CPA foi construída, comissionada e validada e tem como objetivo principal avaliar respostas comportamentais de frangos de corte quanto a diferentes condições de temperatura do ar e amônia. A CPA consistiu em três compartimentos interligados em paralelo por uma porta automática para passagem das aves, e separados por uma parede de acrílico. A câmara possui controle automático de temperatura do ar e concentração de amônia para cada compartimento, sistema de monitoramento do comportamento e sistema de rastreamento das aves por rádio frequência. A CPA foi comissionada quanto à distribuição do ar, temperatura máxima e mínima de operação do sistema, isolamento do ar entre compartimentos, uniformidade dentro dos compartimentos, e acurácia e precisão do controle para cada variável ambiental. Cada compartimento foi capaz de controlar diferentes concentrações de amônia e temperatura, com pequena variabilidade interna, mínima contaminação cruzada e com acurácia e repetibilidade das condições ambientais. Após o teste de comissionamento, um experimento piloto foi conduzido para avaliar o uso da CPA por frangos de corte. Um grupo com nove frangos de corte foram alojados na CPA por 19 dias. O experimento foi dividido em três períodos: habituação à câmara, habituação à porta automática e período experimental, no qual as aves foram submetidas à condição de estresse por calor e termoneutralidade. Durante a habituação à câmara, as aves movimentaram-se a uma taxa média de 7 movimentos/ave/hora. Na presença da porta automática, os movimentos foram reduzidos para uma média de 2,3 movimentos/ave/hora. Conforme esperado, os frangos de corte evitaram o ambiente de estresse, o que indica que a estrutura construtiva da CPA estava adequada para alojamento e movimentação das aves. Já a CPP consiste em duas gaiolas conectadas por cinco túneis de acrílico, equipada com um sistema automático de detecção do movimento das aves. Este sistema foi validado e apresentou acurácia de 87,8% (detectando o movimento e indicando a posição da ave corretamente). A CPP foi validada avaliando o comportamento e a preferência de galinhas a três diferentes tipos de portas de passagem: cortina de vinil, corrente de plástico e painel de acrílico. As aves preferiram as portas de corrente de plástico e cortina de vinil comparado ao painel de acrílico. Os comportamentos avaliados (comer, em pé e deitar) não foram afetados pela presença das portas. Estes resultados indicam que qualquer um dos três tipos de porta testados pode ser utilizado nos sistemas de testes de preferência, os quais, geralmente, separam os ambientes de escolha por portas de passagem. Diante do exposto, concluiu-se que as câmaras de preferência propostas estão adequadas para condução dos testes de preferência

Abstract: On-studies assessment of animal welfare requires a combination of animal-based measures to assess the actual state of welfare accurately. Animal preference may indicate welfare status, making preference testing an important tool for animal welfare research. This doctorate thesis was proposed aiming of developing and validating two preference test chambers: Environmental Preference Chamber (EPC) and Passageway Preference Chamber (PPC). An EPC for broilers was designed, constructed, commissioned and validated. The EPC comprised of three interconnected compartments separated by a bird transit automatic door within a clear acrylic panel. An automatic control of environmental conditions (air temperature and ammonia concentration) was developed, as well as behavior monitoring and bird tracking system. The EPC was commissioned for air distribution, maximum and minimum temperature of operation of the system, air infiltration between compartments, homogeneity within compartments, and also stability of environmental conditions (temperature and ammonia) previously defined. Each compartment was capable of controlling distinct air temperature and aerial ammonia concentrations, with minimal cross-contamination, low internal variability and accuracy and control precision of environmental conditions. Subsequently, a pilot test with animals was carried out to determine the usage of the chamber by the broilers. A group of nine 7-day-old chickens were placed in EPC over a period of 19 days. The trial was divided into three phases: chamber acclimation, automatic door acclimation and treatment application, which birds were exposed to heat stress and thermoneutral condition. During chamber acclimation, broiler¿s moved between compartments at a mean rate of 7 moves/bird/hour. Adding an automatic door, moves were reduced to 2.3 moves/bird/hour. As expected, broilers avoided the heat stress environment. This result may indicate that chamber design was suitable for housing and activities of broilers. The PPC consists of two cages separated by five acrylic tunnels and was equipped with a system to automatically detect and record movement of birds between cages. This system was validated and yielded 87.8% accuracy (detected and correctly determined hen location). The PPC was used to assess laying hen behavior and preference for three different passageway hanging doors: clear vinyl curtains, white plastic chain and clear solid acrylic panel. Results of preference study indicated that hens preferred vertical chains and vinyl strips compared with an acrylic panel. And, overall, hens¿ daily behavior profile was not affected by the presence of doors once they are trained to use the passageways. These findings suggest that any of three types of doors tested may be suitable for using during a preference testing, once it requires a test apparatus with choices separated by doors that the animal must navigate. Therefore, we concluded that preference test chambers proposed are proper to be used
Subject: Animais domesticos - Comportamento
Zootecnia
Ave - Criação
Language: Multilíngua
poreng
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FEAGRI - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maia_AnaPauladeAssis_D.pdf6.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.