Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256926
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Agricultura familiar e ruralidade em Ouro Fino-MG
Title Alternative: Family farming and rurality in Ouro Fino-MG
Author: Camargo, Regina Aparecida Leite de
Advisor: Oliveira, Julieta Teresa Aier de
Abstract: Resumo: As discussões sobre "novas" ruralidades chamam a atenção para as outras funções, significados e atribuições do espaço rural, não mais visto apenas como local de produção agrícola, mas também como portador de tradições e, sobretudo, de uma natureza a ser conservada. Nesse sentido, a agricultura familiar é evocada como potencialmente mais diversificada, menos daninha ao equilíbrio natural e mais propensa à conservação de uma paisagem compatível com a imagem de mundo rural buscada pelos citadinos. No contexto brasileiro, acreditamos que essa discussão deva ser permeada pela análise de como processos diferenciados de distribuição fundiária e desenvolvimento econômico e o tipo de agricultura resultante geram ruralidades específicas com características como, no caso da agricultura familiar, a manutenção de práticas sociais e de trabalho marcadas pelas relações de parentesco e vizinhança presentes numa sociedade de interconhecimento. É nesse caminho que segue esse trabalho ao analisar a agricultura familiar do município de Ouro Fino - MG através do estudo de um de seus muitos bairros rurais usando como metodologia básica a análise de sistemas agrários. Saber quem são os agricultores familiares, que atividades exercem, que área ocupam, que projetos e esperanças guardam para o futuro e para os filhos pode ajudar a esclarecer que tipo de ruralidade aquela realidade específica gera e qual seu potencial para atrair outras categorias sociais e outras atividades econômicas distintas ou complementares à agricultura. Corroborando com os autores que defendem a existência de pontos de continuidade e ruptura entre a agricultura familiar e o campesinato a pesquisa aqui apresentada examina de que forma a herança camponesa persiste no contexto de uma agricultura familiar modernizada e totalmente integrada ao mercado de insumos e produtos. É essa continuidade com o passado camponês que permite a manutenção de uma paisagem diversificada e atraente e assegura a persistência de laços de solidariedade encontrados nas relações entre os habitantes do bairro e entre comunidades vizinhas tanto na realização do trabalho como por ocasião das festas em louvor ao santo padroeiro

Abstract: The debate about "new" ruralities calls attention to the other functions, meanings and destinations of rural spaces now seen not only as the place for agricultural production, but carrying traditions and a natural richness that must be preserved. In that sense family farming is evoked as potentially more diversified, less dangerous to the natural balance and more prone to keep a rural atmosphere compatible with the image of the countryside seeked by urban people. In the Brazilian context we believe that such debate must be permeated by the analyses of how differentiated processes of land distribution and economic development and the resulting kind of agriculture generate specific ruralities with characteristics such as, in the case of family farming, the maintenance of social and work practices marked by the relations among relatives and neighbours present in a interrelation society. This work follows that path, analyzing family agriculture in Ouro Fino - MG through the study of one of its many rural neighbourhoods and using the agrarian systems analyses as basic methodology. To know who the family farmers are, what are their activities, what area they occupy, what projects and hopes they keep for the future and for their children can help clarify the kind of rurality a specific reality creates and what potential it has to attract other economic activities distinct and complementary to agriculture. Corroborating with authors that defend the existence of points of continuity and rupture between family agriculture and peasantry the research here presented examines the way in which the peasant heritage persists in the context of a modern family agriculture totally integrated in the market economy. It is this continuity with the peasant heritage that allows the permanence and the preservation of a diversified and attractive environment and assures the persistence of solidarity bonds found in work and social relations among local inhabitants and neighbour communities
Subject: Agricultura familiar
Camponeses
Comunidades agrícolas
Cultura popular
Desenvolvimento rural
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FEAGRI - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Camargo_ReginaAparecidaLeitede_D.pdf21.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.