Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256871
Type: TESE
Title: Métodos de mensuração da turgescência e qualidade pós-colheita de crisântemos
Title Alternative: Methods of measuring the turgidity and postharvest quality of chrysanthemums
Author: Spricigo, Poliana Cristina
Advisor: Ferreira, Marcos David
Abstract: Resumo: Em flores de corte, como crisântemos, a manutenção da turgescência é um dos principais fatores a serem controlados na pós-colheita. A perda de água, e consequentemente da qualidade, acarretam prejuízos tanto a produtores e consumidores e pode ocorrer em diversas etapas desde a colheita até a comercialização. O transporte ou armazenamento a seco, além de não permitir reidratação imediata, compromete a resposta à absorção posterior da água. Hastes que permanecem fora da água após o corte apresentam bloqueio vascular, levando ao entupimento dos vasos xilemáticos. Além desses fatores, a qualidade da água utilizada também influência na conservação pós-colheita. A perda de água está ligada à aceleração de processos que levam a senescência da haste, como aumento na atividade respiratória e na transpiração. Para a avaliação da turgescência em tecidos florais, é utilizado com frequência o teor relativo de água. No teor relativo de água, dentre outras características, é necessário que se faça a destruição da amostra para chegar a um valor estimado em porcentagem de água nos tecidos. Para suprir a necessidade de avaliar a turgescência em tecidos florais sem a necessidade de destruí-la, foi criado o equipamento Wiltmeter®. Por meio da pressão de turgescência ele oferece valores instantâneos da condição hídrica dos tecidos, sem que para isso haja necessidade de destruir a amostra. O objetivo deste trabalho foi avaliar a turgescência de hastes de crisântemos ao longo do manejo pós-colheita, pelos métodos do teor relativo de água (%) e pressão de turgescência (kPa) correlacioná-los e avaliar a mudança de parâmetros de qualidade em decorrência da perda de água. Foram realizadas análises físicas e químicas como: variação da massa fresca, teor relativo de água, pressão de turgescência, taxa de absorção, taxa de transpiração, coloração, carboidratos solúveis e número de botões, flores entreabertas e abertas. Para avaliar as hastes, estas foram submetidas a tratamentos com água destilada e potável, e neste experimento a água potável obteve melhor desempenho na manutenção da turgescência das hastes. Diferentes períodos de armazenamento a seco e posterior reidratação foram avaliados, onde o tratamento testemunha que não foi submetido a seca manteve melhor a hidratação de flores e folhas. Diferentes alturas de corte da base da haste foram testadas, onde o maior corte inicial obteve melhor resultado. Avaliou-se a turgescência em flores de corte ao longo do manejo pós-colheita, evidenciando a eficiência e sensibilidade do Wiltmeter®, sendo possível correlacionar os resultados obtidos com os métodos de teor relativo de água, e também verificar alteração da qualidade das hastes em decorrência da perda de água

Abstract: In cut flowers such as chrysanthemums, maintenance of turgor is one of the main factors to be controlled in postharvest. The loss of water, and consequently the quality, is detrimental to producers and consumers and can occur at various stages from harvesting to marketing. The transportation or dry storage did not allow immediate rehydration, compromising the subsequent response to absorption of water. Stems that remain outside the water after cutting show vascular blockage, leading to clogging of the xylem. Besides these factors, the quality of water used also influence the postharvest conservation. Water loss is linked to the acceleration of processes leading to senescence of the stem, such as increased respiratory activity and transpiration. For the evaluation of turgidity in floral tissues, is often used the relative water content. In relative water content, among other characteristics, it is necessary to make the destruction of the sample to reach an estimated percentage of water in tissues. To meet the need to evaluate the turgidity in floral tissues without the need to destroy it, was created the equipment Wiltmeter ®. By means of turgor pressure values it offers the water status of tissues, without this being necessary to destroy the sample. The aim of this study was to evaluate the turgidity of stems of chrysanthemums during the postharvest management, by the methods of relative water content (%) and turgor pressure (kPa) and correlate them to evaluate the change in quality parameters due water loss. Were performed physical and chemical analysis: variation of fresh mass, relative water content, turgor pressure, absorption rate, transpiration rate, color, soluble carbohydrates and number of buds, flowers and open ajar. To evaluate the stems, they were subjected to treatment with distilled water and tap water, and tap water in this experiment showed the best performance in maintaining the turgidity of the stems. Was also executed various periods of dry storage and rehydration, where the control treatment that was not subjected to drought maintained better hydration of petals and leaves. Also tested were cut at different heights from the base of the stem, where the largest initial cut had the best results. Evaluation of turgidity in cut flowers throughout the postharvest management, demonstrated the efficiency and sensitivity of Wiltmeter®, was possible correlate their results with the methods of relative water content, and also check the deterioration of the stems due water loss
Subject: Perdas apos a colheita
Flores - Fisiologia pós-colheita
Crisantemo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FEAGRI - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Spricigo_PolianaCristina_M.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.