Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256722
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Byproducts of araticum and pequi = study of antioxidant activity of bioactive compounds in the protection of oxidative stress = Subprodutos de araticum e pequi: estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo
Title Alternative: Subprodutos de araticum e pequi : estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo
Author: Oliveira, Maysa do Vale, 1988-
Advisor: Pastore, Glaucia Maria, 1953-
Abstract: Resumo: As frutas representam uma fonte de compostos antioxidantes exógenos que, em conjunto com os antioxidantes endógenos, auxiliam no combate ao estresse oxidativo. As dietas ricas em fitoquímicos, tais como os carotenoides e compostos fenólicos, têm sido associadas à redução do risco de diversas patologias como câncer, catarata, degeneração macular e doenças cardiovasculares e neurodegenerativas. Embora haja um grande número de estudos abordando a ação de compostos bioativos em polpa de frutas, que normalmente constitui a parte consumida, outros estudos têm mostrado que os subprodutos ¿ resíduos do processamento industrial - contêm quantidades iguais ou superiores destes compostos. Considerando que o Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo, além de um dos países que mais geram resíduos dessa produção, um dos objetivos deste trabalho foi determinar o teor de fenóis totais e a atividade antioxidante nos extratos da casca e semente de araticum e casca de pequi, subprodutos do bioma Cerrado, antes e após digestão in vitro. Após o processo de digestão, o teor de fenólicos totais foi reduzido em todos os extratos, assim como a atividade antioxidante total, exceto no ensaio ABTS para o extrato digerido da casca do araticum. Estes extratos também foram testados quanto à capacidade citotóxica nas linhagens celulares K562 e NALM6, sem efeito observado. O extrato bruto da casca de araticum foi escolhido para avaliação in vivo da influência e possível proteção à toxicidade induzida pela doxorrubicina, administrada em dose única de 15 mg/kg p.c. no 15º dia de tratamento. Para esta finalidade o extrato foi administrado a ratos Wistar nas doses de 75, 150 e 300 mg/kg p.c. durante 15 dias. Foram avaliados o ganho de peso e consumo de ração dos animais, peso relativo do coração, variações de parâmetros bioquímicos (ALT, AST, ureia e creatinina), quantificação da atividade antioxidante plasmática pelo método ORAC, medida da atividade de enzimas antioxidantes endógenas catalase, superóxido dismutase e glutationa redutase no tecido cardíaco, assim como a histologia dos tecidos cardíaco, hepático e renal. O extrato da casca de araticum mostrou efeitos potencialmente interessantes quando da avaliação dos resultados do ensaio in vivo, embora o extrato não tenha sido efetivo para recuperar o peso corpóreo e o peso relativo do coração no período de 24 h após a administração da doxorrubicina. Do mesmo modo, os resultados de ORAC do plasma e as atividades das enzimas antioxidantes endógenas juntamente com as análises histológicas mostraram resultados promissores

Abstract: Fruits represent a source of exogenous antioxidant compounds that together with the endogenous antioxidants assist in combating oxidative stress. Diets rich in phytochemicals such as carotenoids and phenolic compounds have been linked to reduced risk of several diseases such as cancer, cataracts, macular degeneration, cardiovascular and neurodegenerative diseases. Although there are a large number of studies addressing the action of bioactive compounds in fruit pulp, which constitutes the part generally consumed, other studies have shown that the byproducts - industrial waste processing - contain equal or higher amounts of these compounds. Considering that Brazil is one of the largest agricultural producers in the world, and also one of the countries that most generate waste from this production, one of the objectives of this study was to determine the total phenolic content and antioxidant activity in the peel and seed extracts of araticum, and in pequi peel extract, byproducts of Cerrado biome, prior and after in vitro digestion. After the digestion process, the total phenolic content was reduced in all extracts, as well as total antioxidant activity, except in ABTS assay for the digested extract of araticum peel. These extracts were also tested for cytotoxic capacity in K562 and NALM6 cell lines, with no observed effect. The crude extract of araticum peel was chosen for in vivo evaluation of the influence and possible protection in the toxicity induced by doxorubicin that was administered as a single dose of 15 mg/kg b.w. at the 15th day of treatment. For this purpose, the extract was administered to Wistar rats in doses ranging from 75, 150 and 300 mg/kg b.w. for 15 days. The weight gain and feed consumption of animals, relative heart weight, biochemical parameters (ALT, AST, urea and creatinine), quantification of plasma antioxidant activity by ORAC method, measurement of the activity of endogenous antioxidant enzymes as catalase, superoxide dismutase and glutathione reductase in the cardiac tissue, as well as histology of the heart tissue, liver and kidney were evaluated. Araticum peel extract showed promising effects evaluating the results of the in vivo test, although the extract was not effective to recover the body weight and relative heart weight in the period of 24 h after doxorubicin administration. The results of ORAC from plasma and activity of endogenous antioxidant enzymes combined with histological analysis showed promising results
Subject: Annona crassiflora Mart.
Pequi
Subprodutos
Antioxidantes
Digestão in vitro
Editor: [s.n.]
Citation: OLIVEIRA, Maysa do Vale. Byproducts of araticum and pequi: study of antioxidant activity of bioactive compounds in the protection of oxidative stress = Subprodutos de araticum e pequi: estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo. 2015. 1 recurso online ( xxvi, 102 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/256722>. Acesso em: 27 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_MaysadoVale_D.pdf2.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.