Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256344
Type: TESE
Title: Efeito de desidratação osmotica e coberturas comestiveis na qualidade de chips de batata-doce elaborado pelo processo de fritura por imersão
Title Alternative: Effect of osmotic dehydration and edible coatings on quality of sweet potato chips produced by the process of frying by immersion
Author: Fontes, Luciana Cristina Brigatto
Advisor: Collares-Queiroz, Fernanda Paula, 1966-
Queiroz, Fernanda Paula Collares
Abstract: Resumo: O Brasil apresenta a maior produção de batata-doce do continente latino-americano. Uma alternativa interessante para a expansão da cultura e também devido a sua alta perecibilidade seria a utilização da batata-doce como chips que é um mercado que vem crescendo muito por se tratar de um produto de conveniência. O objetivo deste estudo foi desenvolver chips de batata-doce com mínima incorporação de óleo, pela otimização da tecnologia combinada dos pré-tratamentos: desidratação osmótica e aplicação de coberturas comestíveis, antes do processo de fritura por imersão em oleína ou estearina de palma. A estratégia utilizada foi a avaliação sequencial das seguintes etapas: (i) estudo da atuação de diferentes antioxidantes na prevenção de escurecimento enzimático do vegetal; (ii) estudo do efeito das condições operacionais e teor das soluções desidratantes e otimização do processo de desidratação osmótica; (iii) potencial de aplicação de coberturas comestíveis; (iv) otimização do processo de fritura em oleína ou estearina de palma; (v) efeito combinado da desidratação osmótica e coberturas comestíveis antes do processo de fritura e (vi) estudo da vida útil dos chips desenvolvidos. O processo de imersão de batata-doce em solução de metabissulfito de sódio 2,0% constitui-se no método mais eficiente como tratamento preliminar para a inibição do escurecimento enzimático. No processo de desidratação osmótica para chips de batata-doce, as melhores condições operacionais encontradas foram: (i) concentração de glicerol/CaCl2 de 30%/1% (p/p); (ii) concentração de xarope de glicose de 63,75%, (iii) temperatura de 48ºC e (iv) tempo de 120 minutos. De acordo com a caracterização das propriedades químicas e físicas, o filme de alginato é o mais indicado para ser aplicado como cobertura nos chips de batata-doce. No aspecto coloração após a fritura, o filme de metilcelulose é o mais indicado, pois praticamente não apresentou alteração de coloração após o processo de fritura. A otimização do processo de fritura de chips de batata-doce frito em oleína de palma visando à minimização do teor de óleo incorporado e de umidade indicou como condições mais adequadas: (i) temperatura de 160ºC e (ii) tempo de 3 minutos e 30 segundos. O desenvolvimento de chips de batata-doce com baixa incorporação de óleo foi possível devido aos processos combinados (pré-tratamentos) de desidratação osmótica e aplicação de cobertura comestível de metilcelulose, reduzindo em 55,75% a absorção de óleo após o processo de fritura. Os chips de batata-doce controle e tratamento apresentaram algumas diferenças estatisticamente significativas (p<0,05%) nas características físicas e físico-químicas com a estocagem do produto, no entanto, não foi detectada sensorialmente pelos provadores, fazendo com que os chips de batata-doce pudessem ser estocados por 60 dias sem perdas das características sensoriais. Os chips de batata-doce não submetidos aos pré-tratamentos (controle) apresentaram melhores características físicas, físico-químicas e sensoriais durante os 60 dias de estocagem, se comparado aos chips de batata-doce com baixo teor calórico. A textura foi o atributo que mais influenciou negativamente a aceitação e a intenção de compra dos chips de batata-doce. A textura rígida, possivelmente, esteja relacionada com a natureza do vegetal e espessura da fatia utilizada. O emprego de outros processos tecnológicos pode melhorar a textura deste produto, fazendo com que a aceitação e a intenção de compra aumentem

Abstract: Brazil is the greatest sweet potato producer in the Latin American continent. An interesting alternative for the expansion of the culture of this root, that would also help solve problems related to its highly perishable nature, could be the production of sweet potato chips, a market that is growing as a convenience product. The aim of this study was to develop sweet potato chips with minimal oil incorporation, through the optimization of the combined technology of the pre-treatments: osmotic dehydration and application of edible coatings before the process of frying by immersion in the palm olein and stearin. The strategy used was to evaluate the following sequential steps: (i) study the performance of different antioxidants in the prevention of enzymatic browning of vegetables, (ii) study the effect of operating conditions and content of dehydrate solutions and optimization of the process of osmotic dehydration; (iii) potential application of edible coatings, (iv) optimization of the process of frying in palm olein or stearin, (v) the combined effect of osmotic dehydration and edible coatings before the process of frying and (vi) study shelf life of chips.The process of immersion of sweet potato, in a solution of sodium metabisulphite, 2% is in the most efficient method for preliminary treatment and the inhibition of enzymatic browning. In the process of osmotic dehydration for sweetpotato chips, the best operating conditions were: (i) concentration of glicerol/CaCl2 of 30%/1% (w/w), (ii) concentration of glucose syrup of 63.75%, (iii) temperature of 48ºC and (iv) time of 120 minutes. According to the characterization of chemical and physical properties the film of alginate is the most suitable to be used as mulch in sweet-potato chips. On the color after frying, the film of methylcellulose is the most appropriate, because almost showed no change in color after the process of frying. The optimization of the process of frying sweet potato chips fried in palm olein in order to minimize the oil content and moisture showed incorporated as the most appropriate: (i) temperature of 160 ° C and (i i) time of 3 minutes and 30 seconds. The development chips sweet potato with low oil incorporation was possible due to the combined processes (pre-treatments) of osmotic dehydration and application of edible methylcellulose coating, reducing oil absorption by 55.75% after the frying process. The control and treated sweet potato chips showed some statistically significant differences (p<0,05%) in physical and physicochemical characteristics during storage of the product, but, they were not detected in the sensory analysis by the panelists, making it possible to store the sweet potato chips for 60 days without loss of sensory characteristics. Control sweet potato chips showed better characteristics, both in physical and physicochemical analyses, as in sensory analysis, during the 60 days of storage, compared to treated sweet potato chips. Texture was the attribute that showed greatest negative influence on the acceptance and purchase intention of chips sweet potato. The rigid texture may be due to the nature of the vegetable and to the slice thickness used. The use of technological processes could improve the texture of this product, increasing acceptance and purchase intention
Subject: Batata chips
Batata-doce
Desidratação osmótica
Revestimentos para comestiveis
Frituras
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fontes_LucianaCristinaBrigatto_D.pdf5.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.