Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256318
Type: TESE
Title: Processamento, caracterização quimica e avaliação nutricional da despesca da Tilapia no Nilo (Oreochromis (Oreochromis) niloticus, Linnaeus) em dietas experimentais com ratos
Author: Sales, Ronaldo de Oliveira
Advisor: Oliveira, Admar Costa de, 1949-
Abstract: Resumo: O presente trabalho teve como objetivo estudar propriedades nutricionais da silagem de tilápia do Nilo (Oreochromis (Oreochromis)niloticus, Linnaeus), através da sua caracterização química e avaliação nutricional com ensaios biológicos em ratos. A silagem foi preparada com 100% da despesca pela trituração dos peixes inteiros, sem a retirada das escamas, barbatanas, guelras e vísceras, pela adição de 3 % do peso do triturado de ácido fórmico a 90%" até a completa liquefação da mistura. A silagem foi armazenada em temperatura ambiente por 180 dias e monitorada através de análises químicas quinzenais. Foram realizadas as seguintes determinações: a) da composição química proximal, que não mostrou diferenças significativas (p > 0,05) entre os tratamentos para as variáveis umidade, proteína, lipídios e cinzas; b) do pH da silagem, que situou-se na faixa de 3,8 durante todo período de armazenagem; c) do aumento do grau de autólise medido pela degradação protéica com o aumento dos" solúveis totais", nitrogênio não-protéico, nitrogênio alfa-amínico e da produção de NH3 durante os primeiros 90 dias de armazenagem; d) do aumento significativo do teor de malonaldeído durante todo o curso da armazenagem; e) das bases voláteis totais que demonstraram progressão lenta no processo de acordo com o período de armazenagem; t) da caracterização nutricional, que mostrou que a silagem de tilápia do Nilo contém todos os aminoácidos essenciais, vários minerais e ácidos graxos essências; g) das análises microbiológicas, mostrando que a contagem de mesófilas apresentou decréscimo significativo entre as amostras com valores inferiores a 103 UFC/g; h) da intensa diminuição da viscosidade simultânea à elevação nos valores de TBARS; i) do estudo das propriedades funcionais, que mostrou que a silagem da despesca da tilápia do Nilo, pode ser usada como complemento protéico incorporado em rações para animais, devido às suas características de solubilidade e hidratação. A maior parte da solubilização do nitrogênio, 68%, indicada pela razão nitrogênio solúvel/nitrogênio total, ocorreu na primeira semana de armazenagem, tendo asilagem se apresentado totalmente liquefeita decrescendo significativamente, entre a silagem nova (30 dias) e a antiga com 90 dias de armazenagem, como ficou demonstrado através da baixa utilização da proteína pelos ratos. Esta redução de qualidade foi devida a uma combinação de autólise e rancificação do material, indicando que o grau de autólise pode ser usado como um critério de qualidade nutricional para a silagem de tilápia do Nilo. A proteína da silagem nova com 20 a 30 dias de armazenamento apresentou escore químico de 96.3% contra 54.5% da silagem antiga com 90 dias de armazenamento, sendo que em todas as silagens nova e antiga, nenhum dos aminoácidos essências foram limitantes com a silagem nova apresentando quociente de eficiência líquida da proteína (NPR) de 2.62, contra 2.85 para a caseína. Inferiu-se desta forma, que a oxidação lipídica teve um papel determinante no comprometimento desses aminoácidos e, consequentemente, na qualidade protéica da silagem. Estudou-se também o efeito do emprego de diferentes níveis de silagens integral e parcialmente desengordurada em rações formuladas para suínos nas fases de crescimento e terminação, usando o rato como modelo experimental, em três etapas, A, B e C, sendo que no Ensaio A, determinaram-se os valores dos 4 tratamentos, Nuvilab, silagem nova, silagem antiga e controle, com a silagem nova apresentando um NPR bem superior as demais dietas a nível de 5%. No Ensaio B, os níveis de silagem adotados foram: 0%, 5%, 10% e 15% com os ratos recebendo rações com 16% de proteína bruta na fase de crescimento, e com 14% de proteína bruta na fase de terminação, com ração base composta de milho, farelo de soja, fosfato bicálcico, sal comum e suplemento vitamínico mineral, sendo que a ração (RC 2 + 5% de silagem) apresentou ratos significativamente mais pesados (p < 0,05) durante os experimentos. No Ensaio C, estudou-se o efeito da avaliação nutricional da caseína com as silagens integral e parcialmente desengorduradas nas proporções de 5%, 10% e 15% com e sem óleo, verificando-se que a combinação de caseína + 5% de silagem sem óleo melhora o valor nutricional da dieta protéica como também o quociente de eficiência protéica líquida (NPR). Utilizou-se o delineamento estatístico inteiramente casualizado, com 6 a 8 repetições, sendo o ensaio conduzido durante 10 dias, com balanço de nitrogênio nos últimos 5 dias, com pesagens a cada 5 dias, com água e dieta "ad libitum", sendo possível detectar diferenças significativas (p < 0,05) entre os tratamentos nas diversas etapas dos ensaios biológicos. Concluiu-se então, que o processo de obtenção da silagem, tecnicamente viável e sugere-se que a "silagem ácida" seja utilizada como complemento protéico para rações tradicionalmente usadas a base de milho e farelo de soja para suínos

Abstract: The objective of the present work was to study the nutritional properties of Nile's tilapia silage (Oreochromis (Oreochromis)niloticus, Linnaeus) by means of its chemical characterization and nutritional evaluation based on biological assays in rats. The silage was prepared from 100% ground whole fish without the removal of scales, fins, branchia or guts and with the additional 3% of the ground fish weight in 90% formic acid and incubation for 48 hours until the mixture was completely liquefied. The silage was stored at room temperature for 180 days and monitored every other week by chemical analysis. The following determinations were performed: a) the chemical proximate composition which did not show any significant differences (p > 0,05) between the treatment for the variables humidity, protein, lipid, and ash contents; b) silage pH, which remained in the 3.8 range throughout the storage period; c) increase in the degree of autolysis as measured by protein degradation, as monitored by increases in total soluble solids, non-protein nitrogen, alpha-amino nitrogen and production of NH3 during the first 90 days of storage, d) the significant increase in malonaldehyde content throughout storage; e) the overall volatile bases content showing a slow development of the process according to the storage period; f) the nutritional characterization which showed that Nile's tilapia silage contains all the essential amino-acids, several essential minerals and fatty acids; g) microbiological analysis which showed that the mesophyllic count was significantly reduced in those samples with initial count below 103 UFC/g; h) the significant reduction in the viscosity with a simultaneous increase in TBARS values; i) study of the functional properties which indicated that Nile's tilapia silage might be used as a protein supplement for animal feed because of its solubility and hydration characteristics. Most of the nitrogen solubilization, as reflected by the soluble nitrogen/total nitrogen ratio, occurred in the first week of storage at a rate of 68%, when the silage was completely liquified, presenting a significant decrease between the fresh silage and old silage, as evidenced by the low utilization of the proteins by the rats. Such a decrease in quality was due to a combinatipn of autolysis and rancidity of the material, thus suggesting that the degree of autolysis may be used as a nutritional quality criterion for Nile's tilapia silage. Fresh silage protein, stored for 20-30 days showed a chemical score of 96.3% as compared to 54.5% for the old silage, which had been stored for 90 days, mainly due to lipid-protein interaction, although, essential amino-acids were limiting in either the new or old silages; A net protein efficiency ratio (NPR) of2.62 was observed, compared to one of 2.85 for casein The study also included the effects of the use of different levels of whole and partially defatted silage prepared for the feeding of swine during both the growing and terminal stages, by using rats as experimental samples in three different phases, A, B and C. in assay A, the values for the four treatments (Nuvilab, fresh silage, old silage and control) were determined, the fresh silage presented a much higher NPR than those of the other diets at a level of 5%. In assay B, the following silage levels were adopted: 0%, 5%, 10% and 15% the rats food containing 16% of crude protein in the growing stage and 14% in the terminal stage; the basic food consisted of com, soybean bran, dicalcium phosphate, plain salt and a mineral vitaminic supplement. The mixture (RC 2 +5% silage) resulted in .significantly heavier rats (p < 0,05) during the experiments. ln assay C, the effect of the casein nutritional evaluation was studied using whole and partially defatted silage at the rates of 5%, 10%, and 15%, both with and without oil. It was noted that the combination of casein and 5% defatted silage improved the nutritional value of the protein diet, as \Vell as the net protein efficiency ratio (NPR). A totally casualized statistical design was used with 6-8 repetitions and the assay were carried out for 10 days with a nitrogen balance during the last 5 days of the experiment. Weighing was performed every 5 days with both water and diet" ad libitum" which allowed for the detection of significant differences (p < 0,05) between the treatments in the several phases of the biological assays. It follows that the process for obtaining silage is technically feasible and it is suggested that the "acid silage" could be used as a protein supplement in swine feed made from com and soybean bran
Subject: Silagem
Tilapia (Peixe)
Análise
Rato como animal de laboratorio
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sales_RonaldodeOliveira_D.pdf5.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.