Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/255825
Type: TESE
Title: Determinação das propriedades fisico-quimicas e biologicas da propolis produzida por Alpis mellifera na região nordeste do Brasil
Author: Moura, Fabiana Fonseca de
Advisor: Park, Yong Kun, 1930-
Abstract: Resumo: o objetivo deste estudo foi analisar os aspectos fisico-químicos e as propriedades biológicas das própolis produzidas pelas abelhas Apis mellifera na Região Nordeste do Brasil. Para tanto, foram coletadas própolis diretamente em apiários nos Estados da Bahia, Pemambuco, Ceará e Piauí, em um total de 60 amostras. As própolis possuíam coloração amarronzada e consistência mole à temperatura ambiente, sendo extraídas à quente com etanol 80%. Através da Cromatografia de Camada Delgada de Alta Eficiência em Fase Reversa e da Espectrofotometria na Região UV-visível foi possível agrupar as amostras coletadas em 6 tipos de própolis distintas, mais freqüentemente encontradas na Região Nordeste. Estes grupos foram representados pelas amostras CE3, PE3, PE5, BA8, BAII e PIlo Na análise de Flavonóides Totais, os grupos apresentaram diferenças significativas pelo teste de Tukey. O extrato etanólico do grupo PE5 apresentou maior teor de flavonóides (46,87 mg/g), enquanto o extrato etanólico do grupo PE3 mostrou menor teor: < 1 mg/g. A diferença na composição química dos grupos foi detectada pela Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE), na qual os grupos apresentaram uma distribuição dos picos no cromatograma bastante distinta entre si. Além disso, pode-se observar que a maioria dos compostos presentes na própolis do grupo BAII apresentaram característica apoIar. Com relação às análises biológicas, foi observado que nem todas as própolis apresentaram atividade antibacteriana contra os microrganismos Sthapylococcus aureus e Streptococcus mutans. O extrato etanólico de própolis do grupo BAII revelou um alto potencial antibiótico. Os extratos etanólicos de própolis dos grupos BA8, BAII e PE5 apresentaram atividade antiinflamatória, com inibição da enzima hialuronidase em tomo de 50%, sendo que os demais extratos etanólicos dos grupos variaram entre 20 e 30%. A atividade antioxidante foi detectada em todos os extratos etanólicos de própolis dos grupos, exceto no grupo PE3. Os resultados demonstraram diversidade das própolis da Região Nordeste, não somente em relação a sua composição química, mas principalmente, a sua atividade biológica

Abstract: The aim of this study was to analyse the physico-chemical aspects and biological properties of the propolis produced by Apis mellifera in the Northeastem Region of Brazil. lu order to achieve this, the samples were collected directly from the apiaries in Bahia, Pemambuco, Ceará and Piauí States, resulting in 60 specimens. The samples of propolis presented a brown coloration and soft consistancy at room temperature and were extracted with hot 80% ethanol. Using High Performance Thin Layer Chromatography (HPTLC) and Ultraviolet-spectrophotometry (U.V. scanning) it was possible to group the specimens into six different types of propolis, more frequently found in the Northeastem Region of Brazil. These groups are represented by specimens CE3, PE3, PE5, BA8, BA11 and PIl. In the test for total flavonoids, the groups presented significant differences in the Tukey test. The group PE5 had the greatest flavonoid content (46.87 mg/g) whilst the group PE3 had the smallest «1 mg/g). The differences in the chemical composition ofthe groups were detected by High Performance Liquid Chromatography (HPLC), in which the groups showed very different chromatographic peak distributions. Besides this, it was also possible to observe that most of the compounds presented by the propolis of the BA11 group, showed apoIar characteristics. Concerning the biological analyse, it was observed that not all the propolis samples presented antibacterial activity against Staphylococcus aureus and Streptococcus mutans. The BA11 group showed a high antibiotic potential. Groups BA8, BA11 and PE5 presented antiinflammatory activity, showing hyaluronidase enzyme inhibition of about 50%. For the other groups, these values were around 20 and 30%. Antioxidant activity was detected in all groups, except for PE3. The results demonstrated a great diversity in the propolis from the Northeastem Region, not only in their chemical composition but especially in their biological activity
Subject: Abelha-europeia - Brasil, Nordeste
Propole
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moura_FabianaFonsecade_M.pdf14.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.