Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/255635
Type: TESE
Title: Caracterização do plasma sanguineo de frango, visando a sua utilização na alimentação humana
Author: Reyes, M. Teresa Espinosa Del Rio de
Advisor: Constantinides, Spiros M
Constantinides, Spiros M.
Abstract: Resumo: O presente trabalho tem como objetivo o estudo de algumas das propriedades funcionais do plasma de frango, o valor biológico de sua proteínas e sua utilização em panificação. Para este estudo foi utilizado como anticoagulante solução de citrato de sócio, na concentração final de 0,5%. O sangue, coletado durante a sangria dos animais, foi misturado com o anticoagulante, obtendo-se o sangue líquido, que foi centrifugado, separando-se a! massa celular do plasma. O plasma líquido sobrenadante que representa cerca de 70% do sangue total, foi dializado e seco por liofilizaçao. Utilizou-se ainda para comparação, outra amostra de plasma não dializado. Na analise química encontrou-se uma maior concentração de proteína e menor concentração de cinzas no plasma dializado, quando comparado com o plasma não dializado. Foram estudadas as características de solubilidade em meio aquoso e em diferentes faixas de pH. Encontrou-se menor solubilidade das proteínas do plasma não dializado no pH 4,5 com 53% de N solúvel, enquanto que para o plasma dializado foi no pH 5, com 21% de Nitrogênio solúvel. Um aumento da solubilidade das proteínas no pH de mínima solubilidade foi observado na presença de 0,1 ou 0,2 5 M de NaCl. A determinação de albuminas e globulinas nas proteínas do plasma mostra que. 56% das proteínas estão constituídas por albuminas e 44% por globulinas. A análise de aminoácidos mostra que o único aminoácido limitante dais proteínas do plasma de frango, e a isoleucina,cujo conteúdo atinge 93% em relação ao padrão. Também foi estudada a digestibilidade enzimática, com pepsina e pancreatina, encontrando-se 83% de digestibilidade no plasma não dializado e 92% no plasma dializado, o que representa sob este ponto de vista um produto excelente para o consumo humano. No isolamento das proteínas do plasma verificou-se que a mais alta recuperação das proteínas(87%)é obtida quando o plasma e primeiramente alcalinizado ã concentração de 0,2 N de NaOH, e depois precipitadas as proteínas no pH de nínima solubilidade.A analise de aminoácidos desta proteína isole da mostra uma grande deficiência em cistina. Por eletroforese em gel de poliacrilamida foi possível a separação de 9 tipos diferentes de proteína. A eletroforese em gel de poliacrilamida contendo uréia. revelou que pelo menos 5 unidades estruturais constituem as proteínas. Toe eletroforese em gel de poliacrilamida contendo SDS(dodecil sulfato de sódio) , foram separadas 9 frações de proteínas, determinando-se os pesos moleculares dos polipeptideos e encontrando-se um máximo de 115,000 e um mínimo de 24,000. Por eletrofocalização em gel foram separadas 3 frações de proteínas com pontos isoeletricos de 5,7; 5,3 e 4,8. < A avaliação nutricional dos plasmas mostram valores de PERC quociente de eficiência proteica) ligeiramente superiores ao da caseína, ê as curvas de crescimento dos atos alimentados com as dietas dos plasmas foram semelhantes às da caseína, comprovando-se o alto valor biológico das proteínas do plasma de frango. Foram feitos testes de panificação adicionando plasma dializado ou não dializado em diferentes concentrações, observando-se um aumento de volume do pão quanto maior a concentração de plasma dializado, e uma diminuição do volume quando se aumentou a concentração de plasma não. dializado. Comparou-se os valores de PER obtidos com as dietas de pão comum (controle) e com as dietas de pão elaborado com a adição de plasma dializado. Encontrou-se para o pão controle um PER de 0,87, que se elevou para 1,67 com a adição de 2,5% de plasma, e ate 2,02, com a adição de 5% de plasma em relação â farinha. As curvas de crescimento mostram uma grande diferença entre os ratos alimentados com as dietas de pão com farinha não fortificada e aquelas eic que o plasma foi adicionado, levando ã conclusão que houve uma complementação dos aminoácidos de ambas as proteínas

Abstract: The objectives of the present work were to study some of the functional properties of chicken blood plasma, the biological value of its proteins and its utilization in baking. In this study a 0.5% solution of sodium citrate was used as an anticoagulant. The blood which was collected during the bleeding of the animals, was mixed with the anticoagulant, and the liquit, blood was centrifuged to separate the cellular portion from -"he plasma. The plasma, a supernatant fraction which represents about 70% of the total blood volume, was dialyzed and freeze-dried. Another sample of plasma was left undialyzed for comparison. , Proximate analysis showed that-the. dialyzled plasma contained a higher concentration of protein and a smaller concentration of ash in comparison to plasma which was not dialyzed. The solubility' characteristics in aqueous medium were studied in different pH ranges. It was found that the minimum protein solubility of the non-dialyzed plasma occurred at pH 4,5 with 53% of the N being soluble. On the other hand for the dialyzed plasma the lowest solubility occurred at pH 5.0 with 21% of the N being soluble. An increase in solubility of the proteins at the pH of minimum solubility was observed in the presence of 1.0 or 0.25 N of NaCl. The albumins were found to make up 56% and the globulins 44% of the total proteins of the plasma. Amino acid analysis showed that the only limiting aminoacid of the proteins of chicken blood plasma, was Isoleucine, being 93% of the FAO standard, Digestibility of the freeze-dried plasma was studied using pepsin and pancreatine. The digestibility of the non-dialyzed plasma was found to be 83% and for the dialyzed sample 92%. This showed that plasma was an excellent product for human consumption; Upon isolating the proteins of plasma it was shown that the highest recovery of proteins (87%) was obtained when the plasma was first alkali-treated with 0.2 N of Na3H. Subsequently the proteins were precipitated with HCl at the pH of minimum solubility. Amino acid analysis of this protein isolate showed a great deficiency in cystine. Polyacrylamide-gel electrophoresis gave a pattern with nine different types, of. proteins, Urea-gel electrophoresis showed five protein bands while SDS gel electro ,hypothesis (sodium dodecyl sulfate) gave nine protein banda with a maximum molecular weight of 115,000 and a minimum of 21,000. With gel electro focusing 3 fractions with isoelectric points of 5.7, 5.3 and 4.8 were separated. Nutritional evaluation of plasma using the PER ( protein efficiency ratio ) method showed slighthy higher PER values than casein. The growth curves of rats fed on plasma were similar to those of casein-fed rats indicating the high biological value of proteins from chicken blood plasma. Baking tests were conducted by introducing either the dialyzed or the non-dialyzed plasma in the bread at three different levels. Increase in loaf volume was observed with increasing concentration of dialyzed plasma, while a decrease of loaf volume was observed with increasing concentration of non-diatyzed plasma. The PER values obtained with the common bread (control bread) and the bread in which plasma had been added were compared. For the control bread a PER of 0.87 was observed. This was raised to 1.67 upon fortification with plasma at the 2.5% level, and to 2,02 with fortification at the 5% level. The growth curves showed a great difference between rats fed a diet consisting of bread not fortified and those fed a diet consisting of plasma added to the bread. The amino acids of both protein Sources, that of the wheat flour and of the blood plasma appeared to complement one another
Subject: Sangue - Proteinas
Frango de corte
Industria avicola - Subprodutos
Alimentos de origem animal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1976
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reyes_M.TeresaEspinosaDelRiode_M.pdf23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.