Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/255116
Type: TESE
Title: Ocorrencia, multiplicação e produção de toxina diarreica por cepas mesofilas e psicotroficas de Bacillus cereus, em leite pasteurizado
Author: Cardoso, Angela Libia de Melo Pereira
Advisor: Leitão, Mauro Faber de Freitas
Abstract: Resumo: Nesta pesquisa foi avaliada a ocorrência de Bacillus cereus em amostras de leite comercial pasteurizado, bem como seu potencial de deterioração em função da temperatura de incubação e a capacidade de produção de enterotoxina diarréica nesse substrato. Numa etapa inicial foram analisadas 240 unidades de amostras de leite comercial pasteurizado dos tipos A, B e C, estudando-se a presença e os níveis de contaminação por células vegetativas e esporos de B. cereus mesófilo e psicrotrófico. Os resultados revelaram a presença da bactéria em 116 (48,3%) das unidades de amostra analisadas, com maiores incidências nos leites tipo C comparativamente ao B e A (67,5 50 e 27,5 % de positividade nos tipos C, B e A respectivamente). Predominaram níveis baixos de contaminação, na faixa de 102UFC/rnL,com maiores contagens nas amostras de leite tipo C, comparativamente aos outros tipos. Em nenhuma das amostras analisadas constatou-se a presença de cepas psicrótroficas de B. cereus. Nos ensaios envolvendo a inoculação experimental de amostras de leite seguido de incubação às temperaturas de 5°, 10°, 15° 20° e 30°C, verificou-se a ausência de alterações nas temperaturas mais baixas (5° e 10°C)e o rápido crescimento e deterioração nas amostras mantidas acima de 15°C.As alterações mais pronunciadas foram evidenciadas pela coagulação do leite, nítida separação de fases com reduzidas modificações nos valores de pH e acidez titulável. Comprovou-se a possibilidade seleção de gradativa de cepas capazes de crescimento em temperatura de refrigeração (7°C), partindo-se de cepas originalmente mesófilas; no entanto, o processo de seleção foi lento, sendo que somente após 21 dias de incubação as culturas apresentaram multiplicação mais rápida, com tempo de geração (G) mínimo de 2,17 dias. Quanto à capacidade de produção de enterotoxina por teste imunoenzimático, na maioria das cepas isoladas e testadas foram observados resultados positivos, tanto em meios de cultura como utilizando o leite como substrato. No entanto, nas amostras de leite inoculadas experimentalmente, a produção de enterotoxina somente foi constatada em temperaturas acima de 15°C, não sendo observada nas amostras mantidas sob refiigeração (7° e 5°C), mesmo após 12 dias de incubação.

Abstract: The incidence of Bacillus cereus, its spoilage potential in relation to the incubation temperature and the capacity of diarrheic enteroxin prodution were evaluated in commercial pasteurized milk samples. A total of 240 samples of pasteurized milk types A, B and C were analysed for the incidence and counts of mesophilic and psycrotrophic B. cereus. The results showed the occurrence of B. cereus in the 116 (48.3%) of the examined samples with higher incidence in type C when compared to the types B and A (67,5, 50.0 and 27,5% of positive samples for types C, B and respectively). In most ofthe samples prevaled counts around '10 POT.2' CFU/mL,with higher values in type C milk when compared to types B and A. No sychrotrophic strains were isolated in the examined samples. In the experiments envolving inoculation of B. Bereus in mi1k samples followed by incubation at different temperatures it was noticed that B.cereus was not able to grow at refrigeration temperatures (5° and 10°C) but with fast growth and spoilage activity at higher temperatures (15°, 20° e 30°). The main evidences of spoilage were characterized by coagulation and clear separation of phases but without remarkable changes in pH and total acidity values. In an other experiment it was shown the possibility of gradual selection of psycrotrophic B. cereus strains originating from originally mesophilic cultures. However this selection was gradual and only afier an incubation period of 21 days the selected strains showed multiplication with a minimum "G" value of 2.17 days. Most of the tested strains originaly isolated from commercial milk samples showed capacity of diarrheic enterotoxin production both in culture media and milk samples. However in the inoculated milk samples the enterotoxin prodution was observed only in incubation temperatures above 15°C, without production at 7°C and 5°C even after 12 days of incubation.
Subject: Leite - Pasteurização
Refrigeração
Enterotoxinas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cardoso_AngelaLibiadeMeloPereira_D.pdf20.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.