Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/255003
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação da ingestão potencial dos antioxidantes butil hidroxianisol, butil hidroxitolueno e terc-butil hidroquinona
Author: Bannwart, Gisele C. Maziero C
Advisor: Toledo, Maria Cecilia de Figueiredo, 1953-
Toledo, Maria Cecilia F.
Abstract: Resumo: A ingestão potencial dos antioxidantes fenólicos butil hidroxianisol (BHA), butil hidroxitolueno (BHT) e terc-butil hidroquinona (TBHO) foi estimada com base em dados de consumo nacional de alimentos e nos níveis máximos destes aditivos permitidos pela legislação brasileira. Em uma primeira etapa, a segurança dos limites máximos de cada antioxidante, estabelecidos pela legislação vigente na época do estudo, foi avaliada através do Método de "Budget". Os resultados obtidos indicaram a necessidade de um estudo de ingestão mais detalhado, principalmente para o BHA e o BHT. Foi então estimada a ingestão diária máxima teórica (lDMT) para os três compostos, que resultou em valores inferiores à Ingestão Diária Aceitável (IDA) recomendada pelo JECFA para cada um dos antioxidantes. Com base nos resultados obtidos e no fato de que ambos os métodos utilizados geralmente conduzem a superestimativas, concluiu-se que a ingestão dos antioxidantes BHA, BHT e TBHO pelo consumidor brasileiro médio não evidencia preocupação. Com o objetivo de verificar se os níveis reais de uso dos antioxidantes BHA, BHT e TBHO estão de acordo com a legislação brasileira, algumas categorias de alimentos foram selecionadas para análise. Os alimentos analisados foram: óleos de soja e milho, gordura vegetal hidrogenada, margarina, creme vegetal e halvarina, que foram considerados como a principal fonte de exposição aos três antioxidantes estudados, através da dieta. Amostras de diferentes marcas e lotes foram coletadas nos principais hipermercados da cidade de Campinas, SP. A técnica analítica utilizada foi a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE), com detecção na região ultra-violeta. Os resultados analíticos obtidos indicaram que o TBHO e BHT são os antioxidantes fenólicos mais utilizados, respectivamente, em óleos vegetais e em gorduras e derivados. O antioxidante BHA não foi detectado em nenhuma das amostras analisadas. De acordo com os dados analíticos, o uso do BHT e do TBHQ encontra-se de acordo com a legislação vigente no Brasil na época do estudo, já que em 95% das amostras analisadas os níveis destes compostos foram inferiores aos respectivos limites máximos permitidos. Estes resultados reforçam a conclusão do estudo de ingestão realizado, através do qual se concluiu que a ingestão dos antioxidantes fenólicos BHA, BHT e TBHQ no Brasil encontrase de acordo com as recomendações do JECFA, não representando riscos à população.

Abstract: The potential intake of the phenofic antioxidants butylated hydroxyanisole (BHA), butylated hydroxytoluene (BHT) and tert-butyl hydroquinone (TBHQ) was estimated based on national food consumption data and on national maximum permitted additive levels. In a first step, the safety aspects of the maximum permitted levels of each antioxidant were assessed using the Budget Method. The results indicated the need of a more detailed intake study, mainly for BHA and BHT. Their Theoretical Maximum Oaily Intake (TMOI) was then estimated, resulting in values lower than the Acceptable Oaily Intake (AOI) recommended by JECFA for each compound. Based on the results and on tha fact that both the used methods tend to produce superestimates, it was concluded that the intake of the antioxidants BHA, BHT and TBHQ do not indicate any worry for mean Brazifian consumers. To confirm that the use levels of BHA, BHT and TBHQ are in accordance with the current legislation, some categories of food were selected for analysis. The analysed food were: soybean and com oil, hydrogenated vegetable fat, margarine, vegetable cream and halvarina, which were considered as the main exposure source to the three studied antioxidants through the diet. Samples of different brands and batches were colected in the main supermarkets of the city of Campinas, SP. The used analytical techique was high performance liquid chromatography (HPLC) with UV detection. The analytical results indicate that TBHQ and BHT are the most used phenolic antioxidants in vegetable oils and in fats and derived products, respectively. The antioxidant BHA was not detected in any of the analysed samples. According to the analytical data, the use of BHT and TBHQ is in fine with the current legislation, as the antioxidant levels were below their respective maximum permitted levels for 95% of the analysed samples. These results reinforce the conclusion of the intake study, when it was concluded that the intake of BHA, BHT and TBHQ in Brazil are in accordance with JECFA's recommendations and do not represent health risks to the population.
Subject: Antioxidantes
Cromatografia líquida de alta eficiência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BANNWART, Gisele C. Maziero C. Avaliação da ingestão potencial dos antioxidantes butil hidroxianisol, butil hidroxitolueno e terc-butil hidroquinona. 2000. 181p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/255003>. Acesso em: 26 jul. 2018.
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bannwart_GiseleC.MazieroC_M.pdf34.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.