Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254982
Type: TESE
Title: Avaliação da ingestão potencial de cafeina pela população de Campinas
Author: Camargo, Monica Cristiane Rojo de
Advisor: Toledo, Maria Cecilia de Figueiredo, 1953-
Toledo, Maria Cecilia de F.
Abstract: Resumo: Uma pesquisa foi conduzida na cidade de Campinas, S. P., durante o verão de 1993, a fim de avaliar a ingestão diária potencial (IDF) de cafeína pela respectiva população. Os resultados da pesquisa se basearam em uma amostra representativa de 600 indivíduos, com idade entre 9 e 80 anos, os quais foram questionados sobre seus hábitos alimentares quanto ao consumo de café, chã, produtos de chocolate e refrigerantes. Os níveis de cafeína nos produtos mencionados foram determinados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com detecção por absorção no ultravioleta a 254 nm. A ingestão potencial diária por indivíduo, expressa em mg/Kg de peso corpóreo (p.c.) f foi calculada a partir dos dados de consumo de alimentos que contêm cafeína e dos teores de cafeína determinados nos produtos analisados. Os resultados da pesquisa indicaram que 81% dos entrevistados consumiam refrigerantes, 75% café, 65% produtos de chocolate (56% chocolates em barra e 38% em pó) e 37% chá. Os níveis de cafeína encontrados nos diferentes produtos, indicam que o café é o alimento que contém as maiores concentrações de cafeína (5,34 a 10,51 mg/g). Os valores médio e mediano de ingestão diária potencial de cafeína para a população estudada foram de 2,74 e 1,85 mg/Kg p.c.. Considerando-se cada uma das fontes de cafeína na dieta, os níveis medianos de IDP estimados foram 1,90; 0,32; 0,11; 0,17; 0,19 mg/Kg p.c, respectivamente para o café, chá, chocolate, achocolatados e refrigerantes. Esses valores indicam que o café ê o veículo mais importante para a ingestão de cafeína na dieta da população estudada.

Abstract: A survey of the potential intake of caffeine was carried out in Campinas, S. P., Brazil, in the summer of 1993. The survey was based on a representative sample of 600 individuals, 9-80 years old, who were questioned about their habitual usage of coffee, tea, chocolate products and carbonated beverages. Caffeine levels in the products were determined by high performance liquid chromatography with a UV-visible detector at 254 nm. Individual daily intakes of caffeine were calculated from the consumption data generated by the survey and the caffeine content of the analysed products, and were expressed as mg/Kg b.w.. Of all those interviewed, 81% consumed coffee regularly, 75% coffee, 65% chocolate products and 37% tea. Of the analysed products, coffee showed the highest amounts of caffeine (5.34 to .10.51 mg/g). The average and median potential daily intake of caffeine by the population studied were respectively, 2.74 and 1.85 mg/Kg b.w.. Coffee, tea, chocolate products and carbonated beverages accounted for a median individual daily intake of 1.90; 0.32; 0.19 and 0.19 mg/Kg b.w., respectively. These intake data show that coffee is the most important vehicle for caffeine intake within the population studied.
Subject: Cafeína
Café
Cacau
Chá
Refrigerantes
Cromatografia líquida de alta eficiência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Camargo_MonicaCristianeRojode_M.pdf3.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.