Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254947
Type: TESE
Title: Segurança alimentar e nutricional de familias do municipio de Campinas
Title Alternative: Food and nutritional security for families of the municipality of Campinas
Author: Frozi, Daniela Sanches
Advisor: Galeazzi, Maria Antonia Martins, 1944-
Abstract: Resumo: A segurança alimentar e nutricional é um marco dentro da política de alimentação e nutrição no Brasil, alcançando nos últimos anos espaço importante no planejamento de medidas de intervenção. O consumo alimentar é considerado como uma das metodologias indiretas usadas para diagnosticar o estado nutricional de uma população. A relação entre dieta e seus efeitos na saúde humana é importante por permitir traçar um perfil epidemiológico que explique a relação entre causa e efeito dos diferentes distúrbios alimentares decorrentes de carências ou excessos nutricionais. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a situação de segurança alimentar e nutricional das famílias no município de Campinas (SP) considerando o consumo protéico e calórico e a relação entre adequação energética e o consumo de vitamina A, ferro e cálcio, visando também examinar o contexto socioeconômico e político relacionado à época histórica do estudo. Iniciou-se a pesquisa pela revisão bibliográfica sobre o estado de bem-estar social e sobre as políticas de alimentação, com um breve histórico. Foram utilizados os dados gerados pelo Estudo Multicêntrico de Consumo Alimentar, estudo do tipo transversal, realizado em outubro de 1996. A amostra foi composta por 899 famílias com 3648 membros para verificar o consumo de energia e proteína. Para o consumo dos micronutrientes a amostra constou de 672 famílias diagnosticadas como tendo consumo adequado de energia. Para o tratamento dos dados utilizou-se análise estatística descritiva para as variáveis relacionadas à caracterização das famílias e de seu consumo alimentar. Salienta-se que, após a introdução do Plano Real, houve imediata melhora no acesso aos alimentos em decorrência do aumento da renda da população. No caso do município de Campinas, as famílias com mais de quatro membros e com renda per capita até dois salários mínimos tiveram menor consumo energético ao passo que apresentaram menor consumo protéico as famílias chefiadas por mulheres e também as chefiadas por jovens. Foi encontrada, para todos os micronutrientes estudados, alta prevalência do baixo consumo desses em relação à densidade nutricional. Políticas públicas que consideram a composição familiar parecem representar uma boa opção na definição da vulnerabilidade e insegurança alimentar e nutricional a que estão expostas as famílias. É necessário considerar ainda que o consumo adequado de energia não garante níveis seguros para o estado nutricional de uma população e que a preocupação em saciar hoje a fome de energia poderá significar amanhã um quadro crônico de carências nutricionais ao lado dos excessos energéticos

Abstract: Food and Nutritional Security is a hallmark of the Food and Nutrition policy in Brazil, and in recent years it has gained relevance in the planning of intervention measures. Food consumption is seen as one of the indirect methodologies used for the diagnosis of a population's nutritional status. The relation between diet and its effects on human health is important for designing an epidemiological profile to explain causes and effects of different eating disorders resulting from nutritional lacks or excesses. Our purpose was to evaluate the Food and Nutritional Security of families from the municipality of Campinas (SP) first, by evaluating the caloric and proteic intake, and, second, by evaluating the relation between this consumption and the consumption of micro-nutrients such as vitamin A, iron and ca1cium. We also set out to examine the social, political and economic context of the period in which the study took place. The first step in the research was a bibliographic review and the writing of a brief history of the Welfare State and Food Policies in recent Brazilian history. Also a descriptive analysis was made with the variables related to the identification of the families and their food consumption. The study was transversal and was held in October 1996, making use of data from a multi-centric study about food consumption and a sample composed of 899 families with a total of 3648 individuals in order to verify their energy and protein consumption. The sample for the consumption of micro-nutrients involved 672 families diagnosed as having adequate caloric consumption. It's important to note that after the implementation of the Real Currency Plan, there was an immediate improvement in access to food due to the population' s increased income. ln the municipality of Campinas, families with over 4 members and with more than 2 minimum wage salaries had a lower caloric consumption, whereas families supported by women and by younger individuals presented a lower level of protein consumption. We found, in relation to all the micro-nutrients under study, a high prevalence of low consumption of the nutrients in relation to the nutritional density of the diet. Public policies that consider the family composition seem to represent a better alternative for defining vulnerability to food and nutritional unsafety. It is necessary to consider that adequate energy consumption does not guarantee a safe nutritional condition, and that seeking to satisfy hunger today may lead to an accumulation of chronic nutritional deficiencies- and excess energetic intake tomorrow
Subject: Alimentos - Consumo
Bem-estar social
Política alimentar
Nutrição
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Frozi_DanielaSanches_M.pdf3.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.