Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254754
Type: TESE
Title: Utilização de consorcio microbiano para biorremediação do meio ambiente contaminado com derivados de petroleo
Title Alternative: The use of a microbial consortium for biorremediation of oil derivatives ¿ contaminated environment
Author: Dias, Fabio Guimaro
Advisor: Durrant, Lúcia Regina, 1957-
Abstract: Resumo: Neste trabalho foi formulado um consórcio microbiano para avaliação de seu potencial em degradar petróleo e seus derivados, em microcosmos e meio mínimo de sais. As 43 bactérias testadas na primeira fase do projeto demonstraram alguma propriedade que as classificam como potencialmente degradadoras de hidrocarbonetos. Todavia, as cepas 1, 9, 22, 23 e 36 demonstraram os melhores e mais homogêneos resultados em praticamente todos os parâmetros analisados, sendo estas, portanto, as cinco cepas selecionadas para a formulação do consórcio. As cepas do consórcio propiciaram uma degradação média para todos os hidrocarbonetos testados de 62,65% para cepa 1, 61,12% para a cepa 9, 53,77% para a cepa 22, 57,87% para a cepa 23 e de 44,03% para a cepa 36. Com exceção de alguns HPA¿s degradados por determinadas cepas, a grande maioria não foi totalmente biodegradado, fato que pode ser comprovado pelos baixos valores de EC50, e, com isso, altos valores de toxicidade aguda. No experimento realizado em microcosmo, avaliando-se a evolução de C-CO2 por modelos estatísticos, pode-se concluir que a melhor condição para a maximização desse parâmetro foi na condição do ponto central para a fonte de nitrogênio (0,10 g/100g de solo), ferro (0,0015 g/100g de solo) e inóculo (0,6ml/100 g de solo) e, na condição de +2 para a fonte de fósforo (0,08 g/100g de solo). Com este experimento foram fixadas as condições ótimas para uma melhor evolução de CCO2 em solos contaminados. No mesmo experimento, analisando a degradação dos hidrocarbonetos por cromatografia gasosa, foi obtida uma melhor degradação para o experimento 3 (uréia 0,07 g/100g de solo, fosfato de potássio 0,065 g/100 g de solo, Sulfato de ferro 0,001 g/100 g de solo, e inoculo 0,4 ml/100 g de solo), com uma degradação de 70,74% dos hidrocarbonetos. Nos microcosmos utilizando solo da REPLAN (Refinaria de Paulínia/PETROBRAS), com histórico de contaminação, foi obtida uma melhor degradação para os hidrocarbonetos analisados de 75% quando se utilizou a bioestimulação e de 51,7% quando se utilizou a bioaumentação e bioestimulação juntas. Para os microcosmos utilizando o consórcio liofilizado, foi obtida uma degradação de 57,85% para o liofilizado sem nutriente e, de 67% para o liofilizado com nutriente. As linhagens foram identificadas através da técnica do RNA 16S, como sendo pertencentes a gênero Bacillus, exceto o microrganismo 23, cuja identificação não foi possível através dos resultados obtidos, o consórcio microbiano tem potencial para ser aplicado em áreas contaminadas com petróleo e seus derivados

Abstract: In this work, a microbial consortium was evaluated regarding to its potential to degrade oil and derivatives, using microcosms in salt minimal medium. Forty three bacteria were tested in the first phase of this project to demonstrate some properties that could identify them as potentially degraders of hydrocarbons. The strains 1, 9, 22, 23 and 36 showed the best and homogeneous results in practically all the analyzed parameters, and five strains were selected to be part of the bacterial consortium. These strains had an average degradation of 62.65% for the strain 1; 61.12% for the strain 9; 53.77% for the strain 22; 57.87% for the strain 23; and 44.03% for the strain 36. Some PAHs were not completelly degraded by some strains, and this fact could be proven by the low values of EC50, with production of high values of acute toxicidade. In the microcosm experiments, the C-CO2 evolution was performed using statistical models, which could be concluded that the best condition for the maximization of this parameter was in the central point condition for the nitrogen source (0.10g/100g of soil), iron (0.0015g/100g of soil) and inoculum (0,6ml/100g of ground), using the condition of +2 for the phosphorus source (0.08g/100g of soil). In this experiments could be set an excellent condition for a better evolution of C-CO2 in contaminated soil. In the same experiment, analyzing the degradation of the hydrocarbons in GC-FID, a better degradation was obtained for the experiment 3 (urea 0,07g/100g of soil, potassium fosfate 0.065g/100g of soil, iron sulphate 0.001g/100g of ground, and inoculum of 0.4 ml/100g of soil), reaching hydrocarbons degradation of 70.74%. In the microcosms using the REPLAN (PAULINIA REFINARY/PETROBRAS) soil with previous contamination history, the best degradation of 75% was promoted when bioestimulating, and 51.7% when this soil was bioaugmented with the bacterial consortium and also bioestimulated. For the microcosms using the lyofilizated consortium, a degradation of 57.85% was verifyed without nutrient, and 67% with nutrient. The strains were identified through the RNA 16S sequencing as Bacillus genus, excepting to the strain 23, whose results of sequencing identification was not possible in this time. These results showed that the microbial consortium has a potential application in contaminated areas with oil and derivatives
Subject: Biorremediação
Petróleo
Consorcios
Microcosmos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dias_FabioGuimaro_D.pdf779.93 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.