Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254709
Type: TESE
Title: Moniliformina em milho : um estudo de metodologia analitica e de incidencia
Author: Leoni, Luis Antonio Baffile
Advisor: Soares, Lucia Maria Valente, 1947-
Abstract: Resumo: A moniliformina é uma toxina hidrossolúvel produzida por cepas de Fusarium, que age no metabolismo energético inibindo a produção de energia. Em animais de laboratório, a moniliformina demonstrou causar fraqueza muscular progressiva, aflição respiratória, cianose, coma e morte. A moniliformina tem sido encontrada em alguns países em cereais. Dentre estes, o milho tem sido o mais implicado em casos de contaminação por moniliformina, onde tem aparecido sozinha ou acompanhada de outras toxinas de Fusarium. No Brasil, não são conhecidos quaisquer dados sobre a incidência de moniliformina em alimentos. A inexistência de dados nacionais pode estar ligada ao fato dos métodos analíticos conhecidos para esta micotoxina serem complexos e de difícil aplicação em laboratórios nacionais. Adicionalmente, reações químicas para confirmação da identidade da toxina não são descritas na literatura. No presente trabalho, desenvolveu-se e avaliou-se um método analítico para moniliformina em milho empregando cromatografia líquida de alta eficiência. Na extração foi utilizada uma mistura de metanollágua (95:5). Na etapa de limpeza foram realizadas duas partições com hexano, seguidas de secagem do extrato em evaporador rotatório a 40 °C, lavagem com acetona e re-suspensão do resíduo em água. Na etapa de cromatografia líquida foi utilizada como fase estacionária, uma coluna de fase reversa C18 e como fase móvel água + citrimida (0,035%) + sulfato de zinco (0,05%) / tampão acetato de sódio (pH=3,5) / metanol, 42-10-48 . A detecção teve como base a absorbância do composto a 263 nm. O limite de detecção do método foi de 0,33 119/9 e sua recuperação média de 83,9 %. Testes de repetibilidade apresentaram um coeficiente de variação médio de 4,7 %. Reações de derivação para a moniliformina foram testadas com a finalidade de confirmar sua identidade e dentre estas, obteve-se sucesso com a metilação, catalisada por trifluoreto de boro. O método desenvolvido foi utilizado para analisar dezoito amostras representativas de milho recém colhido e estocado em silos e armazens localizados em diferentes regiões do Estado de São Paulo, cobrindo assim a produção comercial de 1992. Quatro amostras de milho provenientes de campos experimentais localizados em diferentes municípios do Estado foram também analisadas. Adicionalmente, em 1993, sessenta e oito amostras (19 de milho para' canjica, 24 de milho para pipoca e 25 de fubá) comercializados na cidade de Campinas, S.P., foram examinadas. Moniliformina não foi detectada em nenhuma amostra

Abstract: Moniliformin is a water soluble toxin produced by Fusarium species. The toxin affects metabolism by inhibiting production of energy. In experimental animais moniliformin causes respiratory distress, progressive muscular weakness, cyanosis, coma and death . Moniliformin has been found iin cereais a few countries. Corn has been the cereal most implicated in cases of contamination by moniliformin. The toxin itself has been detected either alone or together with other Fusarium mycotoxins. In Brazil there is no data on the incidence of moniliformin in foods. The reason for that may rest on current analytical methods. They are found to be complex and of difficult aplication under the prevailing laboratory conditions in Brazil. Chemical reactions to confirm the toxin identity have not been reported so far in the literature. In the present work, an analítical method has been developed and evaluated to determine moniliformin by high performance liquid chromatography in corn. Extraction utilized metanollwater (95+5). In the cleanup step, two partitions with hexane were conducted followed by evaporation of the extract to dryness in a rotary evaporator at 40°C. The residue was suspended with acetone, dried and dissolved in water. The HPLC quantitation step employed a column C18 as the stationary phase and water + citrimide (0,035 %) + zinc sulfate (0,05 %) I sodium acetate buffer (pH= 3,5) I metanol, (42+10+48) as the mobile phase. Detection was conducted by measuring of absorbance of the compound at 263 nm. The detection limit and average recovery were 0,33 1l9/g and83,9 %, respectively. Repeatability, in terms of relative standard deviation (RSD), was 4,7 %. Derivatization reactions were tested with the aim to confirm moniliformin identity during analysis. Methylation catalised by boron trifluoride proved to be adequate. The developed method was employed for the analysis of eighteen samples of corn stored in warehouses and silos located in different areas of the State of São Paulo and representative of the commercial harvest of 1992. Other four corn samples collected in experimentais plots in different locations in the State of São Paulo were also analysed in 1992. Sixty eight samples of com and a com product ( 19 of "canjica" corn, 24 of popcorn and 25 of corn meal) adquired in Campinas markets were examined in 1993. Moniliformin was not detected in any of the samples
Subject: Toxinas
Micotoxinas
Milho
Aflatoxina
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leoni_LuisAntonioBaffile_M.pdf2.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.