Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254533
Type: TESE
Title: Produção, separação e bioensaio da escotoxina termo estavel de Bacillus thuringiensis, obtida por fermentação submersa
Author: Moraes, Iracema de Oliveira, 1940-
Abstract: Resumo: Com vistas â produção de insecticidas bacteriaos foi estudada a fração solúvel e termo-estável denominada exotoxina, a partir de Bacillus thuringienéis. Foram empregados meios de cultura industriais contendo melaço de cana de açúcar e água de maceração de milho. 0 comportamento da fermentação nas duas escalas estudadas (1 litro e 20 litros) foi similar com relação ao pH, consumo de açúcar e cinética de crescimento, tendo os tempos, para complementar a fase exponencial, se reduzido de 10 horas na escala de 1 litro para 5 horas em 20 litros, ocasionando considerável aumento na produtividade. Foi verificado o efeito da concentração de Oxigênio sobre o crescimento do microrganismo, observando-se a existência de uma faixa ótima no entorno de 10% do valor de saturação, ocasionando o máximo valor da velocidade específica de crescimento µ = 0,62 h-1 em fermentador de 2 0 litros. O acompanhamento da produção de ácido dipicolínico permitiu estabelecer a fase de máxima esporulação do microrganismo. Estudos de concentração, liofilização e secagem bem como de semi purificação e purificação da exotoxina, comprovaram sua termo estabilidade e solubilidade em água. Foram realizados bio ensaios com Dípteros para comprovar o potencial da exotoxina termo-estável, em Ceratitis capitata (mosca de frutas), Drosophila melanogaster, Chrysomya chloropyga, Chrysomya megacephala e Musca domestica. Os resultados encontrados confirmam a viabilidade tecnológica de produção e emprego da exotoxina termo-estável de Bacillus thuringiensis contra Dípteros, cuja maioria constitui praga da Agricultura e da Saúde Pública

Abstract: The soluble and heat stable fraction of Bacillus thuringiensis was studied with the purpose of producing a bacterial insecticide by fermentation. The fermentation course in the two scales investigated (1 L and 20 L) was similar in relation to pH, sugar consumption and kinetics of growth, the times required for the completion of the exponential growth phase being reduced from 10h in the 1 L scale to 5h in the 20 L fermentor thus ensuring a considerable productivity increase. There was verified the effect of oxygen on the microorganisms growth in observing the existence of an optimum range of 10% of the saturation value; the maximum of specific growth rate being 0,62 h-1 in a 20 L fermentor. The study of dipicolinic acid production made possible to estabish the maximum sporulation phase of microorganisms. Investigation on the concentration, freeze drying and drying as well as of semipurification and purification of exotoxin proved its heat stability and solubility in water. There were carried out bioassays with Diptera (Ceratitis capitata, Drosophila melanogaster, Chrysomya chloropyga, Chrysomya megacephala and Musea domestica) to prove the potential of heat stable exotoxin. The results obtained confirmed the technological viability of production and of the use of heat stable exotoxin of Bacillus thuringiensis for combating Diptera, the majority of which is prejudicial to Agriculture and Public Health
Subject: Bacillus thuringiensis
Fermentação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1981
Appears in Collections:FEA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moraes_IracemadeOliveira_LD.pdf3.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.