Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254457
Type: TESE
Title: Desenvolvimento e avaliação de massa tipo macarrão a base de milho e quinoa para celiacos
Author: Caperuto, Luciana Chagas
Advisor: Amaya-Farfán, Jaime, 1941-
Farfan, Jaime Amaya, 1941-
Abstract: Resumo: Doença celíaca é uma intolerância alimentar ao glúten, causada pela ingestão de cereais que contêm essa proteína, como trigo, amido de trigo, centeio, cevada, triticale e, provavelmente, aveia. O único tratamento efetivo contra a doença é a exclusão total da dieta de produtos elaborados a partir dos grãos considerados tóxicos. Essa exclusão pode ser uma tarefa difícil devido à grande quantidade de produtos industrializados e, até mesmo, caseiros preparados a partir desses grãos. No caso do trigo, a exclusão ou substituição desta matéria-prima é particularmente complexa, em função de suas propriedades viscoelásticas únicas. Pseudo cereal isento de glúten, originário da região andina sul americana, a quinoa (Chenopodium quino8, Willd), é uma alternativa para a citada substituição muito atraente para celíacos e pessoas não portadoras de tal doença. Apresenta elevado teor de proteína e pode satisfazer quase completamente, em termos de vitaminas e minerais, o requerimento recomendado pelo "Commitee on Dietary Allowances". O objetivo deste trabalho foi desenvolver um produto tipo macarrão de milho e quinoa para qualquer indivíduo, especialmente os celíacos. Foram avaliados os parâmetros de: qualidade de cozimento (perda de sólidos, aumento de peso, aumento de volume), textura (adesividade e elasticidade), viscosidade (viscosidade de pico e viscosidade final) e umidade da mistura de farinhas pré-gelatinizadas. Dos parâmetros estudados, verificou-se que a perda de sólidos, aumento de peso e volume, adesividade e umidade da farinha tratada termicamente variaram em torno de uma média. Esses valores médios foram: 16,2% de perda de sólidos, aumento de 2,3 vezes para o peso, aumento de 2,6 vezes para o volume, adesividade de 2090,7g e umidade de 38,4% na farinha tratada termicamente. Os resultados de elasticidade e viscosidade de pico forneceram indicações relevantes quanto à formulação e processamento, mas não permitiram chegar a conclusões definitivas, em função do processo ainda não apresentar alta reprodutibilidade. Já a viscosidade final teve modelo significativo (p=O,0657) e, portanto, preditivo. A combinação das variáveis independentes que implicou no maior valor de elasticidade, característica desejável para o produto em questão, foi baixo a médio tempo de tratamento térmico, baixa à média umidade de condicionamento e de baixa à média porcentagem de quinoa. Para a viscosidade de pico, todos os valores obtidos podem ser considerados baixos em relação à farinha inicial não tratada, e, portanto, qualquer combinação de tempo de tratamento térmico, umidade de condicionamento e porcentagem de quinoa pode ser considerada boa, devendo¬se escolher a mais conveniente. Já para a viscosidade final, a melhor combinação foi baixo teor de quinoa (1,6 a 5%) e toda a faixa de tempo de tratamento térmico ou toda faixa de quinoa e tempo de tratamento térmico de aproximadamente 4 minutos. A média obtida para a aceitação global do produto foi 6,83, que se encontra entre "gostei ligeiramente" e "gostei moderadamente". Com relação à intenção de compra, 50% dos provadores "possivelmente comprariam". Isso mostra um considerável potencial de mercado para o produto.

Abstract: Celiac disease can be understood as an intolerance to gluten exhibited by certain individuais upon ingestion of such cereais as wheat, wheat starch, rye, barley, triticale and probably oats, which contain this class of proteins. The only effective treatment to date, is the complete exclusion from the diet of products known to be toxic. Exclusion of these grains from a standard diet can be a difficult task for the patient, given the wide spectrum of industrialized and home-made products of the Western diet that include those ingredients. The substitution of wheat requires the use of special technical strategies because of its unique viscoelastic properties. Quinoa (Chenopodium quinoa Willd), a pseudo cereal original of the high Andes that has been adapted to the low lands of the Brazilian "cerrado" is reportedly gluten-free and should be explored as a cereal food substitute for celiac patients. Quinoa products have high contents of protein, and can furnish most of the recommendations for vitamins and minerais. The objective of this work was to assess the potential of quinoa flour in the development of a spaghetti prototype, using corn and quinoa flours as ingredients. Cooking quality (loss of solids, volume and weight increments), texture (adhesiveness, elasticity), viscosity (peak and final viscosities) and moisture contents of the pre-gelatinized flour mixtures were the physical parameters studied. Of these, only texture did not vary, about a mean. Mean values were 16.2%, 2.3 times, 2.6 times, 2090.7g and 38.4% for loss of solids, weight increase, volume increase, adhesiveness and moisture, respectively. The results from elasticity and peak viscosities provided information relevant to both formulation and processing of the product, but did not permit to draw more definite conclusions due to the low reproducibility of the processo The final viscosity, in turn, afforded a significant model (p=0,0657) and was, therefore, predictive. The combination of independent variables that resulted in higher elasticity values, desirable characteristic for the target product, was short-to-medium thermal treatment, low-to-medium conditioning moisture and low to-medium quinoa level of addition. For peak viscosity, all values obtained could be considered low with respect to the unreated, initial flour. Thus, any value could be satisfatory and convenience will influence selection. For the final viscosity, however, the best combinations were low (1,6 a 5%) quinoa content and the entire range of time of thermal treatment or, alternatively, the entire range of quinoa content and a thermal treatment of about 4 minutes. the mean sensory acceptance value was 6,83 placed the product between "I liked it slightly" and "I liked it moderately". Regarding the intention of buying the product, 50% of the tasters declared they "would probably buy it", which shows a substantial potential market for the product.
Subject: Autismo
Dieta sem gluten - Receitas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FEA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caperuto_LucianaChagas_M.pdf12.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.