Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254154
Type: TESE
Title: Ciência e religião nos escritos educacionais de John Locke : a formação moral da criança
Title Alternative: Science and religion in educational writings of John Locke : the moral formation of the child
Author: Nascimento, Christian Lindberg Lopes do, 1976-
Advisor: Rodrigo, Lidia Maria, 1949-
Abstract: Resumo: O presente trabalho tem o propósito de investigar o impacto do ensino da ciência e do ensino da religião na formação moral na criança, fazendo o recorte a partir dos escritos educacionais de John Locke, sem deixar de considerar as demais obras deste filósofo. Para tanto, serão examinados os referenciais teóricos que influenciaram o autor do Ensaio sobre o entendimento humano, como o ceticismo de Montaigne e o realismo baconiano, bem como a contribuição reformista para a educação. Do ponto de vista da teoria educacional de Locke, trata-se de problematizar a relação, em princípio controversa, que o autor estabelece entre o ensino da ciência e o ensino da religião para produzir determinada formação moral. A pesquisa trabalha com a hipótese de que, com esse tipo de formação moral, o autor visa a constituição de uma sociedade moralmente cristã. Dito isto, a presente tese é dividida em quatro capítulos. No primeiro, serão apresentados os antecedentes do pensamento educativo de John Locke. Em seguida, será feita a análise das principais obras do filósofo inglês, tendo como elemento norteador os temas da ciência, da religião e da moral. No capítulo terceiro, a investigação ficará alicerçada nas obras educativas dele, no qual os conteúdos educativos tornam-se central. No último capítulo, os conceitos de infância e de formação sofrerão uma breve consideração conceitual, para, em seguida, serem utilizados como fundamento para a reflexão acerca do tema da formação moral da criança em Locke. Do ponto de vista operacional, a presente investigação alicerça-se na hermenêutica como concepção metodológica, adotando a análise de conteúdo como método. Já os procedimentos metodológicos utilizados são a leitura, o fichamento, a análise dos dados coletados e a redação do texto propriamente dita. Por fim, adotou-se as obras de John Locke como fonte primária e a dos comentadores e/ou filósofos julgados como relevantes para o desenvolvimento da argumentação como secundária

Abstract: This paper aims to investigate the impact of science teaching and religious teaching in children¿s moral education, by emphasizing the educational writings of John Locke, without forgetting the other works of this philosopher. Therefore, the theoretical frameworks, as the skepticism of Montaigne and the Baconian realism, as well as the reformist contribution to education, which influenced the author of An Essay Concerning Human Understanding, will be examined. From the perspective of Locke¿s educational theory, it is necessary to discuss the relationship, at first controversial, that the author establishes between the science teaching and the religious teaching to produce a certain moral education. This research considers the hypothesis that, with this kind of moral education, the author aims the establishment of a society morally christian. Thus, this thesis is divided into four chapters. In the first, John Locke¿s history of educational thought will be presented. Then, the analysis of Locke¿s main works will be done, having as guiding elements the themes: science, religion and morals. In the third chapter, the research will be grounded in his educational works, in which educational content become central. In the last chapter, the concepts of childhood and education will have a brief conceptual consideration, to then be used as a basis for reflection on the theme of children¿s moral education in Locke. Regarding the operational point of view, this research is founded in hermeneutics as a methodological conception, adopting the content analysis as a method. The methodological procedures used were reading, book reporting and analysis of the collected data and drafting the text. Finally, John Locke¿s works were adopted as a primary source and the commentators and/or philosophers¿ works were judged relevant to the development of the argument as a secondary source
Subject: Locke, John, 1632-1704
Moral
Educação
Religião
Ciência
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nascimento_ChristianLindbergLopesdo_D.pdf1.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.