Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254144
Type: TESE
Title: Educação superior, trabalho e humanização : mediações políticas e pressupostos institucionais para a análise da produção social e dos impactos do projeto de formação FASB - Barreiras-BA
Title Alternative: Higher education, work and humanization : political mediation and institutional assumptions for an analysis of social production and its impact on student projects at FASB - Barreiras-BA
Author: Lucena, Roberto Marden, 1971-
Advisor: Arantes, Valério José, 1949-
Abstract: Resumo: A tese tem por objetivo especificar uma prática política que é desenvolvida por força de uma determinada formação sócio-educacional de pessoas e a relação destas com a docência, tendo por fulcro as potencialidades de teores da interação entre educação e trabalho, teoria e prática, bem como sujeito e objeto. Trata-se de prática política devida a uma peculiar abertura a novas perspectivas, estas propiciadas por uma prática especificamente educativa cujo próprio desenvolvimento emerge mediado por determinado saber a respeito da interdependência entre política e economia. O método da especificação em foco corresponde àquele que é seguido em ontologia do ser social: têm-se circunstâncias reais, objetivas ou sempre pós-ocorridas, nas quais se observam aspectos mais historicamente desenvolvidos e suas causalidades, de forma ulteriormente categorizados. Mediante teleologização destas causalidades, há como realizar alternatividade de objetivos. Assim, obtiveram-se saberes alternativos para compor princípio educativo, os quais facultam uma educação superior de intensificada qualidade e mediada por ideias claras sobre os sentidos de se tornar pública e/ou privada. Entretanto, estes sentidos e tal qualidade se encontram fragilizados pelo hegemônico e continuado embate ideológico sobre implicações da exterioridade da relação entre educação e política ou vice-versa. Este embate urge ser caracterizado por distanciar-se da questão dos limites no atendimento das necessidades culturalmente criadas de poder e de patrimônio, atendimento a depender de trabalho que tende a se processar de modo incoerente na sua indiretitude (instrumentalização) com o intercâmbio entre sociedade e natureza livre. Alternativamente a tal distanciamento ideológico, aprofundam-se referências sobre aspectos sócio-ontológicos que desvelam novas perspectivas para a relação externa entre educação superior e política, com desdobramentos em termos de trabalho e humanização. É do desenvolvimento da prática educativa, em coerência sócio-ontológica com intercâmbio entre sociedade e natureza livre, que há de provir desenvolvimento de especificidade de prática política externamente relacionada com educação superior

Abstract: This dissertation examines a practice that developed within a certain socio-educational context of people and their relationship with teaching, centering on the potential levels of interaction between education and work, theory and practice, and subject and object. This practice came about from a particular openness to new perspectives which were afforded by an educational practice based on specific knowledge regarding the interdependence of politics and economics. The method of the practice in question corresponds to that of the ontology of social being: there are real, objective, or previously occurring circumstances in which more historically developed aspects and their causalities can be observed through post-hoc categorization. Through the teleologization of these causalities, alternative means of realizing objectives are possible. In this way, alternative knowledge can be gained from which to construct educational principles, providing higher education of enhanced quality through clear reasons for making universities public and/or private. However, these reasons and quality are undercut by the continued hegemonic ideological conflict surrounding the implications of outside perspectives on the relationship between education and politics or vice versa. This conflict must be characterized by distancing oneself from limitations in meeting the culturally constructed needs of power and heritage which may depend on work that tends to be incoherent in its indirectness (instrumentalization) with interplay between society and nature. As an alternative to this ideological separation, references to socio-ontological aspects are further developed which reveal new perspectives on the external relationship between higher education and policy, with implications for work and humanization. It is through the development of educational practice in socio-ontological coherence with interplay between society and nature that practice externally related to higher education is developed
Subject: Educação (Superior)
Política educacional
Educação e trabalho
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lucena_RobertoMarden_D.pdf2.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.