Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254090
Type: TESE
Title: Ambientalização curricular na educação superior : tendências reveladas pela pesquisa acadêmica brasileira (1987-2009)
Title Alternative: Curricular greening of Higher Education : trends in Brazilian research (1987-2009)
Author: Rink, Juliana
Advisor: Megid Neto, Jorge, 1958-
Neto, Jorge Megid
Abstract: Resumo: No contexto de um projeto de identificação, análise e avaliação das dissertações e teses brasileiras em Educação Ambiental defendidas no período 1987-2009 (Projeto EArte), desenvolvido pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" ¿ campus Rio Claro (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade de São Paulo (USP), foram analisados os processos de ambientalização curricular propostos e/ou estudados pelos trabalhos de pesquisa em Educação Ambiental (EA) voltados para a formação de professores e profissionais educadores ambientais. O estudo configurou-se como pesquisa de estado da arte, tendo por problema a seguinte questão: que concepções e práticas de ambientalização curricular podem ser evidenciadas nas dissertações e teses em EA voltadas para formação de professores e profissionais educadores ambientais? A partir de dados obtidos via Banco de Teses da Capes e Projeto EArte, de um universo de 2.151 pesquisas em EA, foram selecionadas 85 dissertações e teses dentro da temática de interesse, classificadas em relação à base institucional (ano da defesa, instituição de ensino superior, região geográfica, grau de titulação acadêmica, dependência administrativa) e à base curricular-ambiental (modalidade do curso e área curricular, concepções de educação ambiental, concepções de currículo). Os resultados revelaram que: a) o conjunto de trabalhos sobre ambientalização curricular na formação inicial de educadores apresenta crescimento, com expansão mais visível no início dos anos 2000, em consonância com o incentivo à ambientalização na Educação Superior por parte dos marcos históricos e regulatórios internacionais e nacionais; b) predominam trabalhos defendidos em universidades federais, localizadas nas regiões Sudeste e Sul do país, em especial nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul; c) os trabalhos abrangem majoritariamente cursos de licenciatura, com predomínio de Ciências Biológicas e Pedagogia; d) a maior parte dos estudos configura-se como diagnóstico curricular de cursos e eventualmente de disciplinas específicas; e) poucas pesquisas implementam e avaliam propostas de ambientalização curricular; f) a maioria dos processos de ambientalização investigados pelos trabalhos assenta-se em perspectivas não-críticas de EA, ligadas às tendências conservadora e pragmática; g) há presença incipiente da perspectiva crítica no conjunto de documentos, e ainda de modo prognóstico e teórico; h) a concepção de currículo da grande maioria dos documentos é tradicional, mostrando estrutura rígida e pouco flexível dos cursos investigados. A produção investigada revelou ainda a persistência do debate em relação à disciplinarização da temática ambiental na formação inicial de professores e profissionais educadores ambientais e apontou para diversos obstáculos e condicionantes institucionais que favorecem processos de ambientalização curricular restritos, pontuais e com características pouco críticas. Nota-se um esforço da comunidade acadêmica brasileira em incorporar a dimensão ambiental na Educação Superior, porém, é necessário superar certa tendência a fragmentações e à disciplinarização da EA observada em boa parte da produção selecionada. Espera-se que este trabalho contribua para ampliar a divulgação de pesquisas em ambientalização curricular, colaborando para a circulação do conhecimento gerado na área e também suscitando elementos para novas investigações referentes à pesquisa em EA no Brasil

Abstract: In a project identification, analysis and assessment of dissertations and theses in Brazilian Environmental Education defended in the period 1987-2009 (Project EArte), developed by the São Paulo State University "Júlio de Mesquita Filho" - Rio Claro campus (UNESP), State University of Campinas (Unicamp) and University of São Paulo (USP), the processes of curriculum greening proposed and/or studied by the researches in Environmental Education (EE) focused on teacher training and environmental educators professional were analyzed. The study is a state of the art research, with the problem the following question: what conceptions and practices of curriculum greening can be evidenced in dissertations and theses in EE focused on teacher training and environmental educators? From data obtained via Bank of Theses - Capes and EArte Project, a universe of 2,151 research in EE, 85 theses were selected within the theme of interest, classified in relation to the institutional basis (year of defense, School superior, geographic region, degree of academic titles, administrative dependence) and curriculum-based environmental (mode of travel and curriculum area, conceptions of environmental education, curriculum conceptions). The results revealed that: a) the body of work on curriculum greening has growth with more visible expansion in the early 2000s, in line with the encouragement of greening in higher education by international historical and regulatory frameworks and national; b) predominate work defended in federal universities located in the Southeast and South regions of the country, particularly in the states of São Paulo and Rio Grande do Sul; c) work mainly covers undergraduate programs, with a predominance of Biological Sciences and Pedagogy; d) most studies configures itself as diagnostic curricular courses and eventually specific disciplines; e) little research implement and evaluate proposals for curriculum greening; f) most cases investigated by the work rests on non-critical perspectives EE, linked to conservative and pragmatic tendencies; g) there incipient presence of critical perspective on the set of documents, and even prognosis and theoretically; h) the design of the curriculum of most documents is traditional, showing rigid and inflexible structure of the courses investigated. Production investigated further revealed the persistence of the debate regarding the disciplining of environmental issues in initial teacher educators and environmental professionals and pointed to several obstacles and institutional factors that favor processes of curriculum greening restricted, punctual and with little critical features. It is noted an effort of the Brazilian academic community to incorporate the environmental dimension in higher education, however, is necessary to overcome a tendency to fragmentation and the disciplining of EE observed in much of the selected production. It is hoped that this work will contribute to broaden the dissemination of research in curriculum greening, contributing to the circulation of knowledge generated in the area and giving rise to new elements investigations relating to research in EE in Brazil
Subject: Currículos
Educação ambiental
Ensino superior
Educadores - Formação
Estado da arte
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rink_Juliana_D.pdf2.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.