Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254034
Type: TESE DIGITAL
Title: A experiência da escrita no espaço virtual : a voz, a vez, uma conquista talvez
Title Alternative: The experience of writing in the virtual space : voice, time, an achievement
Author: Soligo, Rosaura Angelica, 1959-
Advisor: Prado, Guilherme do Val Toledo, 1965-
Abstract: Resumo: Tendo como tema a experiência de escrita no espaço virtual, a pesquisa buscou responder a questão "Em que circunstâncias, de que modo e por quais razões a comunicação escrita que acontece no espaço virtual se constitui em experiência formativa para quem dela participa?". Os pressupostos centrais que orientaram o processo de construção da pesquisa foram estes: as relações humanas são dialógicas e constituídas pela ação de sujeitos que produzem história, cultura e realidades, e são também por elas produzidos; a formação humana é o conjunto de experiências de aprendizagem ao longo da vida; é preciso adentrar a pesquisa com todos os nossos sentidos, se nutrir em todas as fontes, considerar o conhecimento legitimado um guia e não uma doutrina, narrar o vivido e pluralizar os modos de produzir ciência. A abordagem metodológica se caracteriza pelo que foi chamado de pesquisa narrativa em três dimensões, por articular intencionalmente as fontes narrativas de dados, um modo narrativo de produzir conhecimento e o registro narrativo da pesquisa. Nessa abordagem, os dados foram produzidos a partir de depoimentos escritos por 24 sujeitos, mas também a partir do registro reflexivo produzido pela pesquisadora desde o início do percurso. Além dessa peculiaridade da pesquisa, há outras: o grupo de sujeitos foi considerado um grupo de colaboradores e também a pesquisadora e o orientador fizeram parte dele; os autores tomados primeiramente como referência teórica, sempre que possível, foram os próprios sujeitos de pesquisa; o saber da experiência teve igual relevância que o conhecimento legitimado pelos processos de produção acadêmica; o registro da tese foi um memorial de pesquisa em forma de cartas, cujos destinatários diretos são os leitores; embora o texto seja predominantemente narrativo, ele é híbrido, já que comporta trechos em formas textuais não narrativas, sempre que foram consideradas mais adequadas aos propósitos; e o estilo da linguagem é resultado de um esforço de "literaturização" do registro. As análises evidenciaram que a comunicação por escrito online é formativa para quem dela participa sempre que se constitui em uma experiência de fato, por responder a algum tipo de necessidade pessoal que se tenha: conhecer e conversar com pessoas, viver outras experiências que o cotidiano fora da tela não garante, experimentar os efeitos de uma vida inventada, testar o reconhecimento e a aceitação pessoal, dialogar sobre o que lhe interessa, ampliar o conhecimento e o universo cultural, integrar comunidades de semelhantes, fortalecer horizontalmente a identidade, protagonizar movimentos, se alienar um pouco da dura realidade ou simplesmente `jogar conversa fora¿. Os modos de aprender, de assumir a vez e mostrar a voz, nos dispositivos de comunicação online, são outros, diferentes dos demais, à medida que passam invariavelmente pela linguagem escrita. Todos os sentidos e efeitos pretendidos passam e se fazem pela palavra escrita, fato histórico novo nos processos de interlocução direta. Com a possibilidade de ocupação do espaço virtual muitas pessoas até então sem-vez superaram essa sua condição e vozes até então caladas ou silenciadas podem agora se manifestar de diferentes formas. Mas se essa circunstância representará de fato um conquista para todas as pessoas, ainda não é possível saber

Abstract: Having the experience of writing in the virtual space as theme, the research intended to answer the question "Under what circumstances, how and for which reasons the written communication that takes place in the virtual space constitutes a formative experience for those who participate?". The central assumptions which guided the process of building the research were: the human relationships are dialogical and constituted by the action of subjects who produce history, culture, and realities, and are also produced by them; human education is the set of learning experiences through a lifetime; it is needful to step into the research with all senses, be nurtured by all the sources, consider the legitimized knowledge as a guide and not a doctrine, narrate the lived experience and pluralize the ways of making science. The methodological approach is characterized by what was named narrative inquiry in three dimensions, once it intentionally interlinks the narrative sources of data, a narrative way of producing knowledge and the narrative recording of the research. In this approach, data were produced from the testimonials written by 24 subjects, but also from the reflexive records produced by the researcher since the beginning of the journey. Besides this particularity of the research, there are others: the group of subjects was considered a group of collaborators and the researcher and the advisor were also its members; the authors primarily assumed as theoretical referential were the subjects themselves whenever possible; knowledge coming from experience had relevance equal to the knowledge legitimized by the academic production processes; the thesis¿ recording procedure is a research memorial using the format of letters whose direct recipients are the readers; although the text is predominantly narrative, it is hybrid, since it comprises excerpts in non-narrative text forms, whenever they were considered more adequate for the purposes; and the style is the result of an effort of "literaturizing" the thesis¿ recording. The analysis demonstrated that the online written communication is formative to those participating in it, whenever it results in an actual experience by answering some kind of personal need: to meet and talk to people, live experiences not ensured by the everyday offline life, experiment the effects of an invented life, trial the personal acknowledgment and acceptance, dialogue about what matters, broaden the knowledge and the cultural universe, take part in communities of peers, strengthen horizontally the personal identity, be protagonist in social movements, alienate a little from the harsh reality or simply make "small talk". The modes of learning, taking the turn and showing the voice are very particular in the online communication tools, since they imply the written language. All the intended meaning and effects require and are produced by the written word, which is a new historical fact within the process of direct interlocution. Due to the possibility of occupy the virtual space, several people once deprived from opportunities could overcome this condition, and voices hitherto silent and silenced can now express themselves in different ways. But if this circumstance will represent an actual achievement to those people, it is not yet possible to know
Subject: Experiência
Escrita
Comunicação digital
Formação
Narrativas - Investigação
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Soligo_RosauraAngelica_D.pdf7.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.