Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/254017
Type: TESE
Title: Conhecimentos ordinários, currículo e cultura : artes de fazer no acampamento Elizabeth Teixeira
Title Alternative: Ordinary knowledge, curriculum and culture : arts of doing in Elizabeth Teixeira camp
Author: Carcaioli, Gabriela Furlan, 1983-
Advisor: Petrucci-Rosa, Maria Inês, 1962-
Abstract: Resumo: A partir de considerações acerca dos processos de legitimação de conhecimentos, engendrados em perspectivas culturais, este trabalho busca realizar algumas considerações no que concerne às práticas curriculares, que consideramos estarem dentro de uma bricolagem pedagógica e social. Para tanto, observamos, de forma etnográfica, o cotidiano e as artes de fazer de uma comunidade rural, dentro de um movimento social, na cidade de Limeira - interior do estado de São Paulo ¿ que está envolta em um contexto de estigmatização local e nacional, mais abrangente. O acampamento refere-se a uma área ocupada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ¿ MST, em defesa da reforma agrária no Brasil. As entrevistas produzem narrativas dos sujeitos praticantes do cotidiano da comunidade do acampamento Elizabeth Teixeira. Tais narrativas são trabalhadas como mônadas, que são fragmentos de história prenhes de significação e brechas através das quais é possível visualizar aspectos de um tempo e um lugar social. Os fragmentos de história são produzidos a partir de excertos das narrativas, buscando um recorte que focalize uma possibilidade de significação para a história contada. Consideramos que a etnografia e as narrativas, podem ser capazes de revelar artes de fazer cotidianas e trazer à tona as vozes silenciadas dos moradores da comunidade. Poderemos observar que a incessante busca pelos conhecimentos híbridos impulsionam os sujeitos a viverem na comunidade, buscarem um discurso coletivo e lutarem contra formas de dominação que aparecem em muitos casos, através do discurso científico que se dá contra seus conhecimentos cotidianos, os populares. Dessa forma, a pesquisa busca uma abordagem que compreenda: Educação do Campo, currículo numa perspectiva narrativa e práticas culturais

Abstract: Considering the processes of knowledge legitimation, engendered in cultural perspectives, this work aims to make some considerations with regard to curricular practices, which we believe are within an educational and social patchwork. For that reason, we observed in an ethnographic way, the everyday and the arts of doing in a rural community within a social movement in the city of Limeira - located in the countryside of São Paulo state - which is shrouded in a context of local and national stigmatization. The camp refers to a region occupied by the Landless Workers Movement - MST, in defense of agrarian reform in Brazil. Interviews produce narratives of the subjects of everyday practitioner¿s camp Elizabeth Teixeira community. Such narratives are worked as monads which are fragments of replete significance and history of loopholes through which you can view aspects of a social time and place. Fragments of story are made from excerpts of narratives, seeking a cut that focuses a possibility of meaning to the story told. We believe that ethnography and narratives may be able to reveal the art of everyday doing and bring out the silenced voices of community residents. We may observe that the incessant search for knowledge drives hybrid subjects to live in the community, seek a collective discourse and combat forms of domination that appear in many cases, through scientific discourse that takes place against their everyday and popular knowledge. Thus, the research seeks an approach comprising: Field Education, curriculum and cultural practices in a narrative perspective
Subject: Educação no campo
Curriculo
Cultura
Apropriação do conhecimento
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carcaioli_GabrielaFurlan_M.pdf5.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.