Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253975
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: (Re)significando a avaliação da aprendizagem em matemática no ensino superior
Title Alternative: Re-signifying the assessment of mathematics learning in higher education
Author: Borges, Marta, 1972-
Advisor: Carvalho, Dione Lucchesi de, 1946-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo compreender o processo de produção negociada de sentidos e significados de avaliação e as implicações na prática avaliativa de um grupo de nove professores de matemática. Vinculados a uma instituição federal de ensino superior, os docentes discutiram suas práticas avaliativas durante três semestres letivos. Por meio de uma pesquisa interpretativa, buscou-se investigar: Que modos e sentidos de avaliação foram mobilizados e problematizados nos encontros desse grupo e quais as possíveis contribuições à prática avaliativa? As informações produzidas no trabalho de campo, por meio dos encontros, das entrevistas e dos registros, compuseram o material textual, analisado segundo elementos da Análise do Discurso de Bakhtin. Os eixos temáticos contíguos foram definidos no intuito de dar uma visão de conjunto do movimento pelo qual foram sendo construídas as compreensões acerca da prática avaliativa, a partir da unidade de análise: Os saberes produzidos na relação eu-outro por meio da reflexão coletiva em torno da avaliação da aprendizagem em matemática. Adotando como tema: O processo de negociação de sentidos e significados de avaliação no grupo, foram analisados quatro eixos: A relação com a memória do vivido; Leituras; Compartilhamentos e Repensar a prática avaliativa. De outra parte, adotando como tema: As conexões entre a formação e os saberes da profissão, dois eixos inter-relacionados foram considerados: A formação acadêmica e O exercício da docência, dos quais emergiram os sub-eixos: Ausência de discussões sobre avaliação e predominância de avaliações tradicionais; Espelhar-se em si mesmo e nos outros; Experiência em outros níveis de ensino; Conversas e trocas com colegas e A participação no grupo. Os resultados indicaram que as enunciações produzidas nos encontros, mediadas pelo excedente de visão de cada um, deslocaram sentidos de avaliação presentes nas concepções e experiências trazidas pelos professores, indicando possibilidades avaliativas antes não percebidas, como a orientação prévia do aluno para as provas escritas, à luz da regulação das aprendizagens. O saber fazer passou a ser mais valorizado à medida que foi compartilhado e problematizado conjuntamente, assim como os saberes experienciais advindos da própria prática. Com relação à formação do professor, os resultados evidenciaram que a ausência de discussões sobre avaliação da aprendizagem em matemática na graduação e na pós-graduação implica na manutenção de concepções e práticas de ensino e de avaliação tradicionais. Nesse sentido, a problematização conjunta implicou em mudanças na prática avaliativa dos professores e a reflexão feita por eles sobre a própria prática significou uma mudança na concepção de ensino. Concluiu-se que, mesmo no ensino superior, o exercício da docência demanda uma prática contínua de reflexão e estudo sobre o processo de avaliar, integrado ao processo de ensinar e aprender. O movimento de ressignificação conjunta a partir da problematização da própria prática, buscando interlocução seja na literatura, por meio de estudos, seja em outros excedentes de visão no grupo, favoreceu a percepção dos professores de que modificações nas práticas avaliativas requerem modificações nas práticas de ensino, podendo desencadear questionamentos mais amplos, no âmbito das políticas públicas educacionais, do trabalho docente, das práticas educativas e da formação inicial e continuada

Abstract: This study aimed to understand the negotiated production process of senses and meanings of evaluation and the implications for assessment practice of a group of nine math teachers. Linked to a federal institution of higher education, the teachers discussed their assessment practices for three semesters. Through an interpretive research, we sought to investigate the following question: What modes and evaluation senses were mobilized and problematized in the meetings of this group and what the possible contributions to the assessment practice? The information produced in the fieldwork, through meetings, interviews and field diary, were analyzed according to elements of Bakhtin's discourse analysis. The unit of analysis: The knowledge produced in the self-other relationship through collective reflection on the assessment of mathematics learning was defined in order to provide an overall vision of how were being built the understandings about the assessment practice. Adopting the theme: The way negotiation process and meaning of evaluation in the group were analyzed four axes: The relationship with the memory of living; Readings; Shares and Rethinking evaluation practice. The analysis considered two interrelated axes: Academic education and Teaching from the theme: The connections between the training and the profession knowledge. The sub-axes that emerged were Absence of discussions on evaluation and predominance of traditional assessments; Reflect about himself and others; Experience in other levels of education; Conversations and exchanges with colleagues and Participation in the group. The results indicated that the enunciations produced in meetings mediated by the vision surplus each displaced senses evaluation present in the conceptions and experiences brought by teachers, indicating evaluative possibilities previously not perceived as previous orientation of the student to the written tests, in the light of the regulation of learning. The know-how has become more valued as was shared and questioned together, as well as the experiential knowledge arising from the practice itself. Regarding teacher education, the results showed that the absence of discussions on evaluation of mathematics learning at the undergraduate and graduate implies the maintenance concepts, teaching, and assessment of traditional practices. In this sense, the collective problematization resulted in changes in assessment practices of teachers and reflection made by them on the practice itself meant a change in teaching concept. The study concluded that, even in higher education, the practice of teaching demands a continuous practice of reflection and study on the process of assessing, integrated into the process of teaching and learning. The research showed that the ressignification in group from the problematization of own practice, seeking interlocution whether in literature, through studies, or in other vision surplus, favors the perception that changes in assessment practices require changes in teaching practices, triggering broader questions in the context of public educational policies, teaching work, educational practices and initial and continued teacher's formation
Subject: Avaliação da aprendizagem
Matemática
Ensino superior
Formação de professores
Editor: [s.n.]
Citation: BORGES, Marta. (Re)significando a avaliação da aprendizagem em matemática no ensino superior. 2015. 1 recurso online ( 249 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253975>. Acesso em: 27 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Borges_Marta_D.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.