Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253938
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A integração curricular da educação ambiental na formação inicial de professores : tecendo fios e revelando desafios da pesquisa acadêmica brasileira
Title Alternative: The curricular integration of environmental education in initial teacher training : weaving yarn and revealing challenges of the Brazilian academic research
Author: Pereira, Francielle Amancio
Advisor: Amaral, Ivan Amorosino do, 1942-
Abstract: Resumo: Os avanços alcançados pela pesquisa brasileira em Educação Ambiental nas últimas décadas têm demandado estudos dedicados à compreensão dessa produção, conhecendo suas características, tendências, contribuições, limitações, aplicabilidade de suas conclusões, etc. Neste cenário insere-se a presente pesquisa, cujos objetivos são: investigar o conjunto de teses e dissertações defendidas no Brasil na área de Educação Ambiental, que consideraram explicitamente a perspectiva da integração curricular da temática na Formação Inicial de Professores, no período de 1981 até 2010, descrevendo e analisando as tendências desta produção. Trata-se de um estudo do tipo Estado da Arte, desenvolvido a partir da complementaridade dos enfoques qualitativo e quantitativo. Após a identificação e recuperação das pesquisas, foi realizada a classificação dos documentos de acordo com um conjunto apropriado de descritores. Os dados obtidos foram organizados em tabelas, planilhas e gráficos, analisados e interpretados, buscando identificar tendências dessa produção. Dos 28 trabalhos levantados, foram recuperados 22 documentos completos. Os resultados revelam um desequilíbrio temporal e regional da distribuição da produção acadêmica relacionada à temática da pesquisa. O predomínio de sua produção por instituições de origem pública foi acompanhado da pequena participação das agências de fomento na concessão de apoio, e não revelou nenhuma tradição institucional ou pessoal de pesquisa nesta área. Os autores das pesquisas investigadas são formados principalmente em cursos de Ciências Biológicas ou Pedagogia, que também foram alvo principal de interesse, enfocando principalmente currículos, projetos e programas desenvolvidos, concepções, representações e percepções de formadores e aprendizes em Educação Ambiental. Nos referenciais teóricos adotados pelos autores dos documentos investigados predominam teorias mais contemporâneas sobre Educação Ambiental (tendência crítica), integração curricular (transdisciplinaridade, interdisciplinaridade genérica, plena e de transição) e formação de professores (emancipatório-político, prático-reflexivo e negação do modelo tradicional). Em alguns casos, apesar de o autor apresentar, no referencial teórico, um determinado posicionamento quanto a alguns dos descritores utilizados por nós, os argumentos por ele desenvolvidos para embasar esse posicionamento revelaram uma perspectiva diferente, demonstrando uma contradição entre o que pretendia e o que alcançou de fato. Quanto aos cursos de formação inicial de professores investigados nos documentos analisados por nós, o cenário foi um pouco diferente. A maioria deles se alinhou a um perfil de Educação Ambiental adestradora e, contraditoriamente, às modalidades curriculares de Educação Ambiental de maior potencial integrador (Educação Ambiental como elemento transversal e como elemento essencial). No caso dos modelos de formação de professores, houve um sensível predomínio daqueles que tentam se contrapor ao modelo tradicional. Quanto aos níveis de integração curricular, predominaram aqueles de maior potencial integrador (transdisciplinaridade, interdisciplinaridade genérica, plena e de transição), quando considerados em conjunto. Apesar de, no conjunto, ocorrer o predomínio dos modelos de formação de professores que se contrapõem ao tradicional, este modelo ganhou destaque sobre os demais no plano individual, o que contribui para justificar os altos índices de tendências de Educação Ambiental naturalista e adestradora identificados. O presente estudo revela a necessidade de se repensar a formação inicial de professores, a fim de possibilitar a inclusão da temática ambiental sob uma perspectiva integradora e crítica

Abstract: The advances made by Brazilian research in environmental education field during recent decades have demanded studies to understand this production, knowing their characteristics, tendencies, contributions, limitations, applicability, etc. The present study fits in these sceneries, whose purposes are: to investigate the pool of theses and dissertations in Brazil concerning the Environmental Education¿s field, which explicitly considered an integration perspective of this theme in Initial Teacher Training curriculum, from 1981 until 2010, describing and analyzing the tendencies of this production. This is a study of "State of the Art", developed from qualitative and quantitative approaches. After the identification and recovery of the studies, we classified all documents according to an appropriate set of descriptors. Data were organized in tables, spreadsheets and graphs, and then analyzed and interpreted in order to identify all the tendencies of these productions. Twenty-two complete documents were recovered from 28 studies that were searched. The results show temporal and regional imbalance in academic literature publications distribution, about this study theme. The predominance of its production by public institutions was followed from a small support of funding agencies, and showed no institutional or personal research tradition in this area. The authors from the studies investigated are mainly from Biology and Pedagogy field, which were also the main target in their curriculum, projects and programs that was made, conceptions, and representations and perceptions of teachers and learners in Environmental Education. They were mainly Environmental Education (critical view), curriculum integration (transdisciplinarity, generic, full and transition interdisciplinarity) and teacher training (political-emancipatory, reflective-practical and denial of the traditional model) in the references used from the authors in their studies investigations. However, in several cases, although the author is positioned in a certain way for some of the descriptors used by us, the theoretical arguments revealed to support the studies had another perspective, showing no sense between what they wanted and what they reached indeed. The initial formation courses of investigated teachers had a different comparing with the other results. The majority of them fits a shaped environmental education, on the opposite side of higher integrative potential Environmental Education curricular arrangements (environmental education as a cross member and as an essential element). Regarding teacher education models, there was a substantial predominance of those trying to counter the traditional model. Regarding the curriculum levels integration, there was a predominance of those with greatest integrator potential (transdisciplinarity, generic interdisciplinarity, full and transition interdisciplinarity), when considered together. Although, the prevalence of the training models for teachers that oppose the traditional model, this model reach high attention comparing with others individual plain, which allow us to justify the high rates of naturalistic and shaped tendencies of Environmental Education and identified. This study reveals the importance of rethink the initial training of teachers in order to enable the inclusion of environmental issues in an integrated and critical perspective
Subject: Estado da arte
Educação ambiental
Integração curricular
Interdisciplinaridade
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_FrancielleAmancio_D.pdf2.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.