Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253931
Type: TESE
Title: Aprendizagem situada em uma comunidade de aprendizes de matemática de uma escola pública
Title Alternative: Situated learning in a community of learners of mathematics in a public school
Author: Batista, Adriana Correia de Almeida, 1973-
Advisor: Fiorentini, Dario, 1950-
Abstract: Resumo: A pesquisa em questão tem como objetivo identificar, problematizar e compreender a aprendizagem que ocorre nas aulas de matemática de um 6º ano de uma escola pública. Para tanto, foi tomado como objeto de estudo a prática pedagógica de uma professora de matemática, pesquisadora e autora desta tese, e as interações com seus alunos de uma turma de 6º ano, ao longo de um ano letivo (2009). A sua questão central é Que aprendizagens são produzidas no interior de uma comunidade de aprendizes de matemática e como esses participantes se transformam identitariamente, apropriando-se de saberes/práticas nessa/dessa comunidade? Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com algumas características da etnografia. O processo de coletas de dados e de documentação teve por objetivo fornecer subsídios para as interpretações e análises acerca das práticas e indícios de aprendizagem dos alunos e da própria comunidade de aprendizes. Os procedimentos metodológicos foram: questionário do início do ano letivo; videogravação de algumas aulas; pequenos relatos sobre as aulas; carta relato sobre uma aula de grandezas e medidas enviada a um destinatário a ser escolhido pelo aluno; produções dos alunos e diário de campo da pesquisadora. Os principais aportes teóricos são aqueles relativos à teoria social da aprendizagem em comunidade de prática, tendo como interlocutores privilegiados Ettiene Wenger e Jean Lave, os quais, a grosso modo, tomam a aprendizagem como prática social. Outros autores permeiam as análises e discussões, como João Felipe Matos e R. Brown, ao tratarem da sala de aula como comunidade de prática; Barbara Rogoff, ao discutir a sala de aula como comunidades de aprendizagem e os processos de aprendizagem guiada e compartilhados entre os sujeitos. O processo de análise de dados é o de análise narrativa, o qual procura-se analisar e interpretar narrativamente as práticas vividas, apresentando, como produto final desse processo, outra narrativa. A categoria principal de análise da presente pesquisa é a aprendizagem situada na comunidade de aprendizes de matemática do 6º B e a partir dela, foram construídas quatro subcategorias: participação; produção e negociação de significados; apropriação de saberes/práticas e constituição de identidades. Estas subcategorias não devem ser compreendidas como autônomas ou independentes entre si. Ao contrário, elas se inter-relacionam ao longo do processo narrativo de análise e interpretação das práticas de aprendizagem, formando um conjunto que auxiliam a produção de análises e interpretações acerca de aprendizagem situada em prática social e humana. As análises desta pesquisa permitiram constatar que os alunos ao trabalhar em grupos, sejam estes pequenos ou que envolvem a turma toda e sob à ótica de uma comunidade de aprendizes de matemática, podem compartilhar saberes e práticas que trazem de seu mundo social, integrando-as com os saberes escolares. O papel do professor nesta comunidade é essencial, pois ele é responsável pela articulação dos saberes desses jovens daqueles produzidos na/pela escola, além de lhe caber, ainda, a elaboração e escolha de práticas pedagógicas e gêneros textuais específicos para àquela comunidade. Os diferentes papéis dos alunos na comunidade de aprendizes do 6ºB e suas participações, mobilizaram processos de negociação de significados e transformação de suas identidades ao longo das aulas de matemática

Abstract: The research project aims to identify , discuss and understand the learning that occurs in a 6th year math classes in a public school . Thus, it was regarded as an object of study the pedagogical practice of a math teacher , researcher and author of this thesis , and interactions with their students in a 6th year class, over a year ( 2009) . Its central question is what learning is produced within a community of learners in mathematics and how these participants become , appropriating knowledge / practices that / this community ? This is a qualitative research , with some characteristics of ethnography . The process of data collection and documentation aimed to provide support to the interpretations and analyzes about the practices and evidence the student learning and their own community of learners. The methodological procedures were the beginning of the school year questionnaire; video recording of some classes; small stories about classes; Letter report on a class of quantities and measurements sent to a recipient to be chosen by the own student , students' productions and field journal of researcher . The main theoretical contributions are those relating to the social theory of learning in a community of practice, having as main interlocutors Ettiene Wenger and Jean Lave , which , roughly speaking , take learning as social practice . Other authors permeate the analyzes and discussions , as Felipe Matos and R. Brown , to treat the classroom as a community of practice , Barbara Rogoff , discuss the classroom as learning communities and the processes of learning and guided sharing between the subjects. The process of data analysis is the analysis of narrative , which seeks to analyze and interpret the lived narrative practices , presenting , as the final product of this process, a another narrative. The main category of analysis of this research is situated learning of learners in mathematics 6th B community considering this, were built four subcategories : participation , production and negotiation of meanings ; appropriation of knowledge / practices , and identity construction . These subcategories shouldn¿t be understood as autonomous or independent. Rather, they are interrelated throughout the narrative process of analysis and interpretation of learning practices , forming a set that assist the production of analyzes and interpretations of situated learning in social and human practice . The analyzes in this study showed evidence that students to work in groups , whether small or involving the whole and under the eyes of a community of learners math class , can share knowledge and practices that bring their to the social world , integrating them with school knowledge . The responsibility of the teacher in this community is essential as it is responsible for the articulation of knowledge of these young people from those produced in / by the school, and will also fit the design and choice of pedagogical practices specific to that community and textual genres. The different responsibility of the students in the 6th B apprentices and their participation in community mobilized processes of negotiation of meaning and transformation of their identities along the math classes
Subject: Aprendizagem
Matemática - Estudo e ensino
Comunidades de prática
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Batista_AdrianaCorreiadeAlmeida_D.pdf4.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.