Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253926
Type: TESE
Title: Os intelectuais e a política de pós-graduação no Brasil à luz do processo de elaboração dos PNPG 2005-2010 e PNPG 2011-2020
Title Alternative: Intellectuals and graduate policy in Brazil from the perspective of the process of preparing the PNPG 2005-2010 and the PNPG 2011-2020
Author: Benck, Simone Pereira Costa, 1973-
Advisor: Aguilar, Luis Enrique, 1958-
Abstract: Resumo: O propósito da pesquisa foi analisar a academia e a política de Pós-Graduação, para estabelecer relações entre aquela, representada por intelectuais que lidam com a construção do conhecimento, e a política pública de pós-graduação do Estado brasileiro, aqui significada pelos objetivos e interesses disseminados e implementados nos Planos Nacionais de Pós-Graduação (PNPG), nos governos FHC (1995-2002) e LULA (2003-2010). O foco recaiu sobre a participação, na perspectiva da formulação dos Planos Nacionais de Pós-Graduação, pensados à luz do discurso de intelectuais. Para tanto relacionou a presença ativa de intelectuais da comunidade científica como atores políticos na elaboração dos PNPG, no período de 1995-2010. A problemática questionou: i) é possível acreditar que atores políticos e sociais, primordialmente intelectuais ligados à comunidade acadêmica, de professores/pesquisadores, membros nas comissões de elaboração dos PNPG, influenciaram diretamente a política pública de Pós-Graduação, logo não haveria como desatrelar a história da Pós-Graduação da intelectualidade que a constitui? ii) de que maneira intelectuais influíram para a consolidação do modelo vigente de Pós-Graduação dependente dos critérios de avaliação estipulados pela CAPES? Com base em análise de documentos oficiais e das entrevistas semi-estruturadas com intelectuais brasileiros das grandes áreas do conhecimento: Ciências Exatas e da Terra, Multidisciplinar, Ciências Agrárias, Engenharias, Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e Linguística, Letras e Artes. Para compor amostra por conveniência, utilizada no estudo, foram selecionados intelectuais que participaram, primordialmente, como membros das Comissões de Elaboração do V PNPG (2005-2010) e do PNPG 2011-2020 ou, ainda, por atuação como membros representantes de áreas nos Conselhos Superiores da CAPES entre 1995 e 2010, de forma a garantir representação de cada uma das 09 (nove) grandes áreas do conhecimento definidas pela agência. Quanto aos resultados destacou-se o processo significativo de equilíbrio nas relações entre as diversas áreas do conhecimento, a comunidade científica e os documentos relativos à política de pós-graduação. Os resultados alertam, ainda, para a predominância de certo estrangulamento da pós-graduação; a necessidade de fortalecimento da relação entre a PG e outros segmentos educacionais, a exemplo da experiência iniciada com a Educação Básica com o PNPG 2011-2020; o enfoque de produção de conhecimento baseado em culturas individualistas e em criações insólitas; a perpetuação de assimetrias históricas; a urgência em avigorar experiências de internacionalização; e, a mecanização do processo de avaliação em relação à qualidade desejada e necessária à PG. Dentre as conclusões obtidas é possível afirmar que no período examinado houve a efetiva contribuição dos intelectuais da comunidade acadêmica na elaboração das diretrizes pensadas por meio dos PNPG, bem como para o desenvolvimento e consolidação da pós-graduação no Brasil. Ao se comparar o sistema de avaliação da Pós-graduação no Brasil ao de outros países reconhece-se o modelo brasileiro como um modelo híbrido. Além disto, a comunidade acadêmica reiterou o efetivo empenho da CAPES no processo de criação, desenvolvimento e consolidação da pós-graduação brasileira devido ao envolvimento das comunidades científicas. Entretanto, o discurso dos intelectuais em relação à PG explicita as demandas históricas como: redução de assimetrias; a interdisciplinaridade; a internacionalização; o modelo de avaliação imperante no Sistema Nacional de Pós-Graduação ¿ SNPG e a necessidade do acompanhamento dos PNPG como política pública

Abstract: The purpose of the research was to analyze relationships between the academy and national policies for graduate study, in an effort to establish connections between the former, represented by intellectuals who deal with knowledge construction, and the latter, dealing with graduate education promoted by the Brazilian State, here signified by the goals and interests disseminated and implemented in National Plans for Graduate Study (PNPG) promulgated during the presidential terms of FHC (1995-2003) and LULA (2003-2010). The study focused on the participation of members of the academy in the formulation of National Plans for Graduate Study, based on the speech of the intellectuals involved. It therefore viewed the participating intellectuals of the scientific community as political actors in the elaboration of the PNPG, in the period of 1995-2010. The research problematic addressed the following questions: (i) did political and social actors, primarily intellectuals connected to the academic environment, directly influence the public policy of graduate education, considering that the history of graduate study cannot be uncoupled from the intelligentsia of which it is constituted? (ii) in what way did intellectuals influence the consolidation of the prevailing model of graduate education dependent on assessment criteria stipulated by CAPES? The investigation was of a qualitative nature based on the analysis of official documents and of semi-structured interviews with Brazilian intellectuals, representing the following fields of knowledge: Exact and Earth Sciences, Multidisciplinary Study, Agrarian Sciences, Engineering, Health Sciences, Biological Sciences, Applied Social Sciences, Human Sciences and Linguistics, and Arts and Languages. To compose the sample of convenience used in this study, intellectuals were selected who participated either as members of the drafting committees for the V PNPG (2005-2010) and the VI PNPG (2011-2020) or as area representatives on the Superior Councils of CAPES between 1995 and 2010. This approach ensured that each of 09 (nine) large areas of knowledge, as defined by the agency, were represented in the study. The results of the research highlighted the significance of balanced relations between the various areas of knowledge, the scientific community and the documents pertaining to the policy of graduate education. One of conclusions obtained from the study is that is it possible to affirm that in the period under review there was an effective contribution on the part of the national scientific community to the preparation of the guidelines expressed in the PNPG and to the overall development and consolidation of graduate study in Brazil. In addition, the community that was consulted emphasized that the effectiveness of CAPES in promoting graduated education can be attributed to the involvement of the scientific communities. On the other hand, the discourse of intellectuals in relation to graduate study reiterate and reinforce historic demands with respect to graduate study, such as the need to reduce asymmetries, by area and by knowledge, to promote interdisciplinarity and internationalization, the attenuate the vices of the evaluation model prevalent in the national graduate system, and to view and monitor the National Plans for Graduate Study as a public policy of the State and not merely of governments
Subject: Brasil. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nivel Superior
Pós-graduação
Intelectuais
Conhecimento
Política e educação
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Benck_SimonePereiraCosta_D.pdf3.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.