Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253910
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Docentes negros na universidade pública brasileira : docência e pesquisa como resistência e luta
Title Alternative: Black faculty members at the Brazilian public university : teaching and research as means of resistance and struggle
Author: Pires, Mara Fernanda Chiari, 1954-
Advisor: Gusmão, Neusa Maria Mendes de, 1948-
Abstract: Resumo: O acesso à educação sempre foi uma reivindicação dos movimentos negros no Brasil, na luta por uma sociedade mais igualitária e justa. Esta luta incessante e a mobilização contínua, ainda que pouco divulgadas pela mídia, resultaram nas medidas governamentais que definiram os programas de ações afirmativas, garantindo maior condição de ingresso na vida universitária aos alunos negros. Se estas conquistas devem ser garantidas e protegidas, como nos sugere Norberto Bobbio, este trabalho é uma reflexão sobre a necessidade de novos avanços, para sua efetivação, no interior da universidade. Em especial, aponta para a necessária revisão epistemológica do conhecimento construído e perpetuado no interior da academia, que vem mantendo valores discriminatórios em nome de uma suposta "universalidade" do saber e da ciência. Estes valores vêm interpondo obstáculos à vida escolar de alunos negros nos diferentes graus de ensino, em uma sociedade que há séculos defende sua hegemonia branca. Para esta pesquisa foram tomados os depoimentos de três professores universitários de instituições públicas que, como tantos alunos negros, também se depararam com esses múltiplos obstáculos para o ingresso e progressão na vida escolar, e, posteriormente, como docentes universitários. Os depoimentos foram confrontados com os obtidos por outros pesquisadores junto a estudantes e docentes negros, e ofereceram elementos de análise para uma reflexão sobre se é suficiente a garantia de ingresso nos cursos superiores na luta contra o racismo e a discriminação, ou se a ideologia que os mantém não exige uma revisão de currículos e conteúdos, e a proposta de constituição de um novo saber intercultural, tecido horizontalmente na trama das relações interraciais. Neste sentido, é feita uma revisão da luta por educação dos movimentos negros, e analisada a contribuição da Associação Brasileira de Professores Negros, a ABPN. Abrindo espaços para a divulgação de trabalhos de jovens pesquisadores negros e não negros sobre temáticas de interesse dos grupos negros em sua revista eletrônica, seus cadernos temáticos e nos COPENE ¿ Congresso de Pesquisadores Negras e Negros ¿ a ABPN participa da construção de um novo olhar sobre a realidade do negro e sua inserção na sociedade brasileira

Abstract: Access to education has always been a strong claim among black population movement groups in Brazil, on the fight for a fairer and more egalitarian society. This constant struggle and ceaseless mobilization, though still little reported by the media, have resulted in governmental measures that have defined programs of positive actions, providing better conditions for black students to be admitted in universities. If such conquers must be ensured and protected, as Norberto Bobbio suggests, this paper is a reflexion over the need of new advances, for its effectiveness, within superior education. It points specifically to the need of epistemological revision of constructed and perpetuated knowledge within the academic environment, which has been keeping prejudicial values, for the sake of a "universality" of knowledge and science. Such values have posed obstacles to school life of black students on the different educational levels, in a society that has, for centuries, defended its white hegemony. For this research, three college professors from public universities were interviewed. Like many other black students, these teachers have also faced several barriers in order to enter university and develop their academic life and, afterwards, as college professors. Their accounts have been aligned with those collected by other researchers who interviewed both black students and teachers and offered analytical elements for later reflexion over how effective the guarantee of admission of black students in higher education courses is, on the fight against racism and discrimination, or whether the ideology keeping them does not require a review on the academic curricula and content, and the proposal of building new cultural knowledge, horizontally woven on the interracial relations tapestry. On that note, the topic of fighting for formal education of black groups is addressed, and the contributions from the ABPN ¿ Brazilian Associationof Black Teachers ¿ are analyzed. By offering room for publication of papers written by black and non-black researchers about topics of interest for black groups in its electronic magazine, as well as in the COPENE ¿ Congress of Black Researchers ¿ ABPN participates in the construction of a fresh look on the current reality of black individuals and their insertion in the Brazilian society
Subject: Associação Brasileira de Pesquisadores Negros
Negros - Vida intelectual
Movimento negro
Saberes do docente
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pires_MaraFernandaChiari_D.pdf4.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.