Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253848
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise multidimensional de tarefas desempenhadas por cuidadores familiares de idosos de alta dependencia
Author: Perracini, Monica Rodrigues
Advisor: Neri, Anita Liberalesso, 1946-
Neri, Anita Liberalesso
Abstract: Resumo: Cuidar de um parente idoso incapacitado, gera perturbações para cuidadores e suas famílias. Entretanto, não necessariamente significa estresse e desgaste. Isto depende de fatores objetivos e subjetivos mediados pelos recursos alocados pelo cuidador e o suporte social existente e utilizado pelo mesmo. Dentre estes fatores, as tarefas que envolvem o cuidado para com idosos fragilizados, desempenhadas por cuidadores e, principalmente, o julgamento sobre as mesmas nos traz dados significativos quando se planejam intervenções baseadas em necessidades reais, derivadas da análise de informações sob o ponto de vista do cuidador. Os objetivos deste estudo são: 1. gerar conhecimento sobre o significado das tarefas ligadas ao cuidado de idosos demenciados, altamente dependentes, para seus cuidadores familiares, significado esse definido em termos da similaridade relativa para sua execução, 2. identificar o padrão subjacente aos significados dessas similaridades, definido em termos dos domínios cognitivos a que pertencem esses cuidados, 3. levantar o julgamento sobre a dificuldade relativa, para a realização das tarefas de cuidar em termos do padrão de similaridade subjacente, 4. levantar as tarefas que envolvem maior esforço físico e que são mais demoradas, comparando com a dificuldade na realização das tarefas, 5. levantar as soluções idealizadas pelos cuidadores frente às dificuldades quanto à situação de cuidar. Os cuidadores foram selecionados a partir de três critérios impostos aos idosos de quem cuidavam, os quais foram: receberem cuidados exclusivamente de pessoas da família, serem dependentes para dez ou mais atividades de vida diária e de atividades instrumentais e, apresentarem comprometimento cognitivo em termos de terem escores baixos em um teste de função cognitiva. Dessa forma, os critérios de elegibilidade delimitaram o segmento estudado a 49 cuidadores familiares principais de idosos com comprometimento cognitivo e altamente dependentes, derivados de um estudo longitudinal com 1667 idosos, em curso no município de São Paulo. Destes, 15 cuidadores foram submetidos à entrevista semi-estruturada para levantar dados sócio-demográficos, a rotina desses cuidadores durante a semana e no fim de semana, as tarefas que exigiam esforço físico e as mais demoradas, a idealização de pedidos frente a situação de cuidar e também a 28 cartões-estímulo contendo tarefas de cuidar para que os sujeitos arranjassem por ordem de similaridade e dificuldade (técnica de "Q-sorted cards"). As informações resultantes foram submetidas a análises estatísticas multivariadas.Foram identificadas três tipologias subjacentes à similaridade na realização das tarefas: 1. tarefas que refletem as necessidades dos idosos em termos de cuidados pessoais e instrumentais em oposição a cuidados cognitivo-emocionais, 2. tarefas expressas em relação ao manejo de tempo ou seja, tarefas realizadas rotineiramente em oposição à tarefas realizadas esporadicamente; 3. tarefas que refletem as redes de apoio que dispõe o cuidador em termos das tarefas que realiza sozinho em oposição às tarefas que envolvem outras pessoas, usualmente da família. Quanto às tarefas consideradas mais difíceis dois grupos de tarefas foram observados: O primeiro se refere às tarefas de cuidados pessoais que o cuidador geralmente faz sozinho e o segundo se refere às tarefas ocasionais que envolvem outras pessoas. Os atributos de esforço físico e de demora na realização das tarefas, não estão dentro dos domínios pensados pelos cuidadores e parecem não exprimir todas as dimensões que envolvem o desempenho das tarefas de cuidar. A análise qualitativa da rotina diária descrita pelos cuidadores, confirmou as informações da análise multivariada e permitiu derivar informações sobre o ônus a elas associado, particularmente, no que diz respeito às características dos sujeitos e ao evento cumulativo de tarefas dispersas ao longo do dia que requerem supervisão contínua e à falta de suporte familiar. Os sujeitos apontaram o desejo de ter uma pessoa treinada para ajudar, poder dividir as responsabilidades com alguém da família, ter maior disponibilidade de informação e ter acesso à assistência médico-hospitalar especializada. Os dados são sugestivos da necessidade de se oferecer programas para cuidadores familiares, que abordem a questão das tarefas do cuidar em termos dos domínios cognitivos a que pertencem, refletindo a forma como pensam os cuidadores sobre as tarefas que desempenham diminuindo assim, seu desgaste

Abstract: Providing care to a disabled elderly parent is becoming a normative experience even in developing countries like Brazil where we are facing dramatic demographic and social changes. The increasing labour force of women and especiaIly the changes in famiIy patterns points to the need to address the continuing availability of family support even in the multigeracional household structure. The caregiving role is stressfuIl and the competing demands threaten to overwhelm the caregivers' coping resources. The distress experience will depend on objective and subjective stressors and mediating events. Caregiving tasks play an important role in this scenario because they are indicators of caregiving demands and besides that the judgement caregivers made about them can be a source of adjustment or distress and overload. The aim of this study is: 1. to understand the cognitive domain of caregiving tasks in terms of the judgements about the relative similarity of these tasks, 2. to identify the difficulties perceiving the performance of these tasks based on the structure of the cognitive domain, 3. to identify the tasks that involves physical effort or that are time consuming and compare them with the judgements of difficulty, 4. to identify the idealized solutions these caregivers think of concerning the difficulties of caregiving tasks. The caregivers were selected from a longitudinal survey in course in a delimited geographical area of São Paulo with 1667 elderly people.The elegibility criterias were based on the old adults caracheteristics as follows: 1. being cared by a primary family caregiver, 2. to be dependent to ten or more ADLs/lADLs and 3. have a cognitive impairment in terms of low scores in a mental status testo The subset sample was restricted to 49 caregivers who meet the criteria. Fifteen adult caregivers current1y participate in the research and were submitted to a semi-structured interview and to a pile-sort procedure with 28 cards corresponding to 28 caregiving tasks generated by previous in depth interviews. It was asked to the caregivers to divide the pile of 28 caregiving tasks into different groups based on wich tasks were similar to them and after that to arrange them in terms of difficuty. The respondents were asked to comment on their piles as well as, yielding qualitative information on distinctions in the domain. A multivaried statistical procedure was conducted to deal with the data, specially using the multidimensional scaling technique. Three dimensions of caregiving domain were identified: 1. needs of care, elicited by the impairments of the elderly parents in terms of self-care tasks and instrumental tasks in opposition to cognitive-emotional tasks, 2. management of time in terms of routine tasks in opposition to occasional tasks, 3. social support in terms of tasks performed by the caregiver without help in opposition to tasks involving others, mainly from the family. Regarding the most difficult tasks, two groups were observed: one related to self-care tasks the caregiver usually do without help and the second group related to tasks that are performed on an irregular basis and necessarily involves other family members. These tasks considered most difficult were not associated to physical effort or time consuming per se so that these two characteristics seems not to reveal the dimensions of caregiving tasks. The qualitative analisys of the routine confirmed the data brought by the multidimensional analisys and it was also possible to reveal information about caregiver burden which was related to tasks that needs constant supervision along the day and aIs o the lack of family support to share caregiving responsibilities. The caregivers also pointed out the desire to have a paid trained caregiver to help them, to share the tasks with someone from the family, to have more information and to have especialized medical assistance. These data reveals the necessity to create support groups to help caregivers cape with the constant demands of caregiving mainly with caregiving tasks in a perspective of caregivers' cognitive domains to minimize the strain and the distress associated to them
Subject: Assistencia a velhice - Cuidados e higiene
Idosos - Psicologia
Gerontologia
Envelhecimento - Aspectos sociais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PERRACINI, Monica Rodrigues. Analise multidimensional de tarefas desempenhadas por cuidadores familiares de idosos de alta dependencia. 1994. [111]f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, [SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253848>. Acesso em: 19 jul. 2018.
Date Issue: 1994
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Perracini_MonicaRodrigues_M.pdf4.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.