Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253192
Type: TESE
Title: Oralidade e escrita : uma relação de complementaridade
Author: Bueno, Miriam Lara Piloni Borges
Advisor: Banks-Leite, Luci, 1944-
Abstract: Resumo: Nos estudos voltados à aquisição da leitura e da escrita com freqOência destaca-se a oralidade como um fator primordial para que a criança seja alfabetizada com sucesso. Este trabalho indica que crianças com dificuldades de linguagem oral podem ser alfabetizadas, vindo depois a usar essa nova forma de comunicação como instrumento de "adequação" e desenvolvimento da oralidade. Analisou-se aqui, então, a influência, do processo de aprendizagem da leitura e da escrita, no aprimoramento da linguagem oral. A abordagem histórico-cultural (VYGOTSKY, 1984) foi adotada como referencial teórico sendo que, para a realização da parte empírica, nos inspiramos no Método Observacional Naturalista (PERRONI, 1996) ue permite uma análise qualitativa e "ampla" dos dados; estes foram obtidos a partir do acompanhamento fonoaudiológico de duas crianças em fase de alfabetização que apresentavam alterações articulatórias, razão pelas quais haviam sido encaminhadas pela escola. Pudemos verificar que, ao tomar contato com a escrita, considerada neste trabalho como um sistema particular de símbolos e signos, cujo domínio constitui um ponto importante no desenvolvimento cultural da criança, os sujeitos obtiveram mais recursos para a reflexão e o aprimoramento de sua fala. Este estudo traz elementos para se refletir, de forma diferenciada, sobre a relação existente entre oralidade e escrita, não entendendo a oralidade como diretora mestra da escrita, nem mesmo vendo escrita independente da oralidade, mas indicando que ambas se complementam e promovem o aprimoramento da linguagem

Abstract: Our study deals with the acquisition of reading and writing skills. Frequently, orality is outlined as a primordial factor for success fuI! children's literacy. This work indicates that children with difficulties in orallanguage may be alphabetized, and later use this new communication form as an instrument for oral adjustments and improvement. We analyze, here, the influence of the learning process of reading and writing on the improvement of orallanguage. The Historical-Cultural approaches (VYGOTSKY, 1984) were adopted as a theoretical reference. The empirical part is inspired in the Natural Observation Method (PERRONI, 1996) which allows a qualitative and "wide" data analysis. The data were obtained from the speech therapy evaluation service applied to two children in the phase of alfabetization that presented articulatory alterations - the reason why they had been indicated by the school. It was possible to verify that, through the writing process, considered in this work as a particular system of symbols and signs whose domination constitutes an important point in the cultural development of the child, both subjects obtained more resources for their intellectual reflection and speech improvement. This study brings up elements for reflection, in a differentiated form, about the relationship which exists between orality and writing. Taking orality not as the master director of writing, nor seeing writing as independent trom orality, the study indicates that both complement themselves and promote the improvement of language
Subject: Fala
Escrita
Linguagem
Fonoaudiologia
Educação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bueno_MiriamLaraPiloniBorges_M.pdf4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.