Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253012
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Tecendo a manhã : Historia do Diretorio Central dos Estudantes da Unicamp (1974/1982)
Title Alternative: Weaveeing the morning : history of the Central Directory of the Students of the Unicamp (1974/1982)
Author: Pereira, Mateus Camargo
Advisor: De Rossi, Vera Lúcia Sabongi, 1949-
Rossi, Vera Lucia Sabongi de
Abstract: Resumo: O objeto de estudo desta pesquisa é o de apresentar uma reflexão inicial sobre a história do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Unicamp, compreendendo o movimento estudantil desde sua formação e destacando o embate entre as principais bandeiras de luta - das chapas vencedoras e perdedoras - nos processos eleitorais que configuraram as quatro primeiras gestões da entidade, no período de 1974 a 1982. Março de 1974 é demarcado pela primeira movimentação de massa do movimento estudantil contra a ditadura militar - a Greve das Humanas -, quando surge a necessidade de uma entidade central dos estudantes da Unicamp. O ano de 1982 representa a finalização do primeiro ciclo de quatro gestões do DCE: Tecendo A Manhã; Sair dessa Maré; Força Viva e Unidade e Ação, marcado pela presença de militantes estudantis vinculados à Ação Popular (AP) em todas elas. Foram objetivos desta pesquisa: 1- Levantar, organizar, tornar pública e acessível a documentação aglutinada sobre o tema deste estudo, oriunda de diversas procedências. Tal objetivo resultou na produção do volume II, contendo as fontes documentais primárias, e de anexos incorporados ao final desta dissertação. 2- Compreender, no processo histórico, as peculiaridades da formação da entidade central dos estudantes da Unicamp (objetivo desenvolvido no capítulo I). 3- Compreender o movimento estudantil, coordenado pelas gestões do DCE, como parte do processo de lutas mais amplo da sociedade brasileira nos tempos de confronto com a ditadura do regime militar (objetivo desenvolvido no capítulo II). 4- Refletir acerca do embate entre as principais bandeiras de luta, das chapas perdedoras e vencedoras, nos processos eleitorais das gestões de estudantes coordenados pelo DCE (desenvolvido no capítulo III). Os referenciais teórico-metodológicos foram extraídos, primordialmente, de historiadores da história cultural, voltados para a tradição das oposições, dissidências e para o debate sobre a democracia, tais como C. Hill, E. P. Thompson, E. Hobsbawn e J. Le Goff. Para assegurar o diálogo entre as fontes documentais, foi realizada uma ampla revisão bibliográfica sobre o tema, bem como o levantamento de fontes primárias impressas, diversificadas e produzidas, primordialmente, pelos estudantes nos centros e diretórios acadêmicos, tais como: boletins, jornais, panfletos e cartas¿programa das chapas concorrentes às eleições do DCE, consultados nas visitas aos arquivos do estado (AESP), Arquivo Edgard Leuenroth (AEL/Unicamp) e Sistema Integrado de Arquivos da Unicamp (SIArq). No decorrer do processo, percebe-se uma intensa participação do ME da Unicamp nas movimentações pela retomada das Liberdades Democráticas, pela democratização dos órgãos decisórios da Unicamp e pela melhoria das condições de ensino e permanência nesta universidade, esta representada pelo fim do jubilamento, pela construção da moradia estudantil e do restaurante universitário e pelo transporte subsidiado, entre outras. No período analisado, o ME da Unicamp constrói instrumentos e espaços políticos de participação entre setores do estudantado, por meio de impressos, reuniões abertas, assembléias, atos públicos e manifestações culturais, tendo como centro a Casa dos Centros Acadêmicos. Participa, também, dos Encontros Nacionais de Estudantes (ENEs) e dos debates sobre a refundação das entidades estudantis estaduais e nacional (UEEs e UNE). Influenciado por idéias de transformação social trazida por militantes estudantis vinculados a tendências políticas de esquerda, alia suas táticas às estratégias dessas organizações, cerrando fileiras, quando da volta do pluripartidarismo no Brasil, em 1980, dentro do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Tal processo cumpriu relevante papel cultural e político na história recente do Brasil, ao mesmo tempo em que esteve inserido nos movimentos estudantis e de intelectuais reconhecidos do Ocidente, no bojo das bandeiras de luta e das movimentações de "1968", que trafegaram de campus a campus

Abstract: The aim of this study is to present some initial reflections about the history of the Unicamp's student' union, to comprehend the student movement since its beginning there, highlighting the conflict between its main flags (between the student' representatives that ran for election, including the ones that won and the ones that lost) in the election process of the first four years of the student' union at Unicamp and its outcomes, from 1974 to 1982. In March, 1974, happened the first mass movement of the student' movement, it was against the military dictatorship "The strike of the humanity studies". It was when a student' union started to be required at Unicamp. The year of 1982 corresponded to the ending of the first cycle of four student' union' representative' groups : Tecendo A Manhã; Sair dessa Maré; Força Viva e Unidade e Ação, all of them connected to the group Ação Popular (AP). The following were this research study purposes: 1. To get a hold, organize and publicize documents about this study theme from various origins. This object generated a volume II with the primary fonts and attachments; 2. To comprehend the Unicamp' student' union historical process and the peculiarities its development (Chapter I); 3. To comprehend the students movement coordinated by Student' Union as a part of a wider process in the Brazilian society during the military dictatorship (Chapter II); 4. To reflect about the conflict between the main flags that the student' representatives that ran for election stood for during the election process that was coordinate by the Student' Union (Chapter III). The theoretical-methodological references were mainly based on the cultural history historians focused on the opposition, dissidence tradition and on the democracy debate, such as C. Hill, E. P. Thompson, E. Hobsbawn and J. Le Goff. A wide bibliographical revision about the theme was made in order to insure the dialogue between the documents, as well as a search on primary sources produced mainly by students themselves, that can be found in following archives: State Archive (AESP), Edgard Leuenroth Archive (AEL/Unicamp), and Unicamp's integrated Archive System (SIArq). The Unicamp student's movement participated intensely in the democratic freedom recovering movement inside and outside Unicamp. Inside the University they also engaged in a campaign for studying fairer conditions - student' residence, student' restaurant, student' transportation - all subsidized. During the analyzed period the student' movement at Unicamp created political instruments for the students to participate trough hand-outs, open meetings, public manifestations, cultural manifestation. For those activities they could use a house called "Casa dos Cas". They joined the national student's meeting (ENE) and the debates to recover (after the dictatorship) the state and national Student' Union (UEE's and UNE). Influenced by the social transformation ideas brought by student activists connected to opposition groups, these students contributed to the parties "PT" and "PMDB" when the military dictatorship ended in Brazil and many parties where legalized. This process had an important political and cultural role in the recent history of Brazil within the student movement are also important western intellectuals, surrounded by the "1968" movement flags that moved from campus to campus
Subject: Movimentos estudantis
Estudantes - Atividades políticas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MateusCamargo_M.pdf9.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.