Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252994
Type: TESE
Title: Diretrizes curriculares nacionais e a formação de professores : flexibilização e autonomia
Author: Silva, Sarita Medina da
Advisor: Höfling, Eloisa de Mattos, 1949-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem como tema as proposições da política educacional de reforma curricular do MEC para o ensino de graduação desencadeada em meados dos anos de 1990 e que se referem às diretrizes curriculares para formação de professores da educação básica. O objetivo foi compreender as proposições, ações e percepções de coordenadores e professores da Universidade Federal de Uberlândia envolvidos no processo de implementação do projeto institucional de formação de professores da educação básica fundado no paradigma da flexibilização. A pesquisa parte de uma problematização do poder do Estado na materialização das políticas de reformas educacionais implementadas pelo MEC e do pressuposto de que a mediação da instituição universitária na relação pedagógica entre conhecimento e sociedade tem papel central nas mudanças educacionais. A abordagem metodológica recupera o processo de elaboração e implementação das diretrizes curriculares para formação de professores da educação básica no âmbito nacional, na gestão acadêmica e no nível da percepção dos formadores de professores e se apóia em procedimentos como análise da produção teórica, de fontes documentais e em entrevistas com professores e coordenadores de cursos de licenciatura. O estudo revela que o paradigma da flexibilização dos processos de formação tendo em vista as demandas do setor produtivo fragiliza a consolidação da identidade do profissional docente e descaracteriza a autonomia e a qualidade do estatuto dessa formação. Também mostra que a implementação das diretrizes curriculares para formação de professores quanto à reforma curricular do ensino superior, por meio dos vários procedimentos legais, tem como propósito assegurar e dar continuidade à tendência flexibilizadora já adotada como política educacional do MEC. Por fim, o estudo evidenciou que essa tendência contribui para conduzir as instituições federais de ensino superior à perda daautonomia didático-pedagógica e de seu papel social de modo a alterar sua identidade institucional e a identidade profissional dos docentes universitários

Abstract: The subject matter of this study are the curriculum reform proposals established by the Brazilian Education Ministry¿s policies for the graduation teaching level in mid-1990s ¿above all the curricular guidelines aimed at the elementary education teachers¿ training. Since those proposals meant to implement an institutional project of teachers training founded on the flexibility paradigm, the aim of this study has been to understand them and also how graduation professors and coordinators from Universidade Federal de Uberlândia perceive them. Its starting point is a discussion on the state¿s power of putting the ministry¿s policies into action and the assumption that university plays a central role in educational changes, since it mediates the pedagogical relationship between knowledge and society. The methodological approach of this work traces back the elaboration and implementation of these guidelines in the country, in the academic management and in teachers¿ educators¿ perception. It is based on procedures such as analysis of theory and documents, as well as on interviews with professors and coordinators of licentiate degree courses. Results reveal that flexibility paradigm of teachers¿ education processes to meet market needs weakens education¿s professional¿s identity and takes away the quality and autonomy which mark this level of training. Also, it shows that implementing curriculum guidance for teachers¿ education with the graduation teaching reform aims to ensure and continue the flexibility tendency already taken as educational policy by Brazilian Education Ministry. Finally, this study made clear that such tendency contributes to lead graduation teaching federal institutions to the lost of their pedagogical autonomy and social role, by changing both their institutional profile and professors¿ professional identity
Subject: Diretrizes curriculares nacionais
Política e educação
Ensino superior
Reforma do ensino
Formação de professores
Flexibilidade curricular
Autonomia escolar
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_SaritaMedinada_D.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.