Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252795
Type: TESE
Title: A relação do sujeito com o conhecimento : condições de possibilidades no enfrentamento da deficiencia mental
Author: Carvalho, Maria de Fatima
Advisor: Smolka, Ana Luiza Bustamante, 1948-
Abstract: Resumo: A educação de pessoas que têm seu desenvolvimento vinculado ao comprometimento do funcionamento mental ainda é marcada pela idéia da deficiência mental como uma condição definidora da incapacidade do indivíduo frente às exigências de ordem cognitiva, emocional e social demandadas pelo processo de desenvolvimento. Tendo como fundamento a perspectiva histórico-cultural em Psicologia, esse trabalho toma como argumento as proposições vygotskianas sobre a gênese social do desenvolvimento humano e assume a deficiência mental como condição humana diferenciada, não apenas organicamente determinada, mas também, socialmente construída enfatizando a importância das práticas sociais como constitutivas dos processos psicológicos superiores. Nesse contexto, apresenta o trabalho empírico desenvolvido em uma escola especial, na cidade de São Paulo, sobre as condições de possibilidades de relação com o conhecimento, vividas por jovens e adultos com deficiência mental. Essa investigação aponta as dificuldades vividas por essas pessoas de serem interpeladas como jovens e adultos e os seus esforços no sentido de ampliar suas possibilidades de participação social. Discute o papel das práticas educativas que têm lugar na escola como constitutivas dessas possibilidades e explicita, no contexto das contradições que caracterizam a relação dessas pessoas com a escola, as condições adversas de sua constituição social, condições de possibilidades de fazer-se um adulto, um cidadão, um brasileiro

Abstract: The education of mentally deficient people is still influenced by the notion that mental deficiency alone determines the cognitive, emotional and social difficulties they present in face of society's demands for their developmental processes. Based on the historical-cultural approach in Psychology, this work is anchored on Vygotsky's ideas on the social genesis of human development, as it assumes mental deficiency as a distinguished human condition that is not simply organically determined, but is also socially constructed, and emphasizes the importance of social practices as constitutive of the higher psychological processes. As such, this work presents analyses and considerations resulting from an empirical work with students of a Special School in the city of São Paulo, Brazil, focusing on the possible conditions of their relationship with knowledge. Our comments on the results of this study highlight the difficulties these students face to be treated in a way corresponding to their age, either as young people or as adults, and their efforts to improve their possibilities of social participation. We discuss the role of the educational practices observed in the School as constitutive of these possibilities; we attempt to make explicit the adverse conditions of the students' social constitution as we inquire and argue about the many diverse possibility conditions and contradictions of their becoming adults and Brazilian citizens
Subject: Deficiência mental
Conhecimento
Educação
Escolas
Socialização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_MariadeFatima_D.pdf11.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.