Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252779
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Experimentações clownescas : os palhaços e a criação de possibilidades de vida
Author: Kasper, Katia Maria
Advisor: Kossovitch, Elisa Angotti, 1942-
Abstract: Resumo: Partindo da participação como "observadora" em um processo de iniciação ao clown pessoal, do Lume -Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da UNICAMP-, esta pesquisa, além de abordar aspectos históricos e trajetórias de alguns palhaços contemporâneos, analisa o papel político do palhaço, poderoso aliado na construção de possibilidades de vida. Diferentemente de um personagem, o clown opera com uma lógica própria, envolvendo modos de agir, pensar, sentir singulares. Através de uma abordagem transversal, inspirada também em aspectos da filosofia deleuzeana da diferença, exploramos a criação dos corpos clownescos, os quais, nessa arte, são os grandes diferenciadores. O corpo clownesco, que ultrapassa uma forma desenhada pelo figurino e a maquiagem, compreendendo um "feixe de impulsos", um corpo preparado para "pensar em movimento", aberto para a alteridade, nos possibilita outras apreensões das relações entre corpo e pensamento. Corpo criado na experimentação, exposto, disponível para o jogo. Várias vozes são convocadas a compor este agenciamento coletivo, colocando os leitores entre os clowns. Com Espinosa, recupera-se o sentido político da alegria, definida como potência de afetar e ser afetado, oposta às paixões tristes - como o ressentimento e a culpa- as quais nos separam de nossa potência. As paixões tristes são o flanco através do qual o poder nos toma, nos paralisa, roubando nossa potência de agir e nossa capacidade de sermos afetados. A alegria, ao contrário, religa-nos à nossa potência. O riso implica intensidade. A intensidade nos toma e nos faz sentir de outro modo

Abstract: Starting from the participation as an "observer" of the personal clown initiation process conducted by LUME - Centre for Theatrical Research -UNICAMP - this research not only tackles historical aspects and trajectories of some contemporany clowns, but analyzes the politica1 role of the clown, powerful ally in the construction of life possibilities. Different to a character, the clown works with a logic of his/her own, involving singular modes of acting, thinking, feeling. Through a transversal approach, inspired also by aspects of the Deleuzean philosophy of difference, we explore the creation of clown bodies, which ate, in this art, the great differentiators. The clown body, which goes beyond a form defined by costume and make-up, incorporating a "bundle of impulses", a body prepared to '1hink in movement", open to of the mess, brings us other understandings of the relationships between body and thinking. A body created in experimentation, exposed, ready to play. Various voices are summoned to compose this collective assembly, setting the reader among the clowns. With Spinoza, we recuperate the political meaning of joy, defined as a force to affect and be affected, as opposed to the sad passions like resentment and guilt - which sever us from our strength. The sad passions are the flank by which power seizes us, paralyzes us, stealing our force to act and our capacity to be affected. Joy, on the other band, reconnects us with our strength. Laughter implies intensity. Intensity take hold of us and make us feel differently
Subject: Teatro - Filosofia
Representação teatral
Corpo
Subjetividade
Artes cênicas
Atores - Formação
Comico, O
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kasper_KatiaMaria_D.pdf33.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.