Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252770
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: João Francisco Regis de Moraispt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.format.extent208f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleMedicina : da mistica sacral a mistica cientifico-tecnologicopt_BR
dc.contributor.authorArizono, Adriana Davolipt_BR
dc.contributor.advisorMorais, Régis de, 1940-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.subjectMedicina - Filosofiapt_BR
dc.subjectEducação - Filosofiapt_BR
dc.subjectBioéticapt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta dissertação se constitui numa aproximação analítica à medicina alopática contemporânea, tendo em vista sua identificação epistemológica com a racional idade científico-tecnológica moderna. A recuperação de aspectos históricos que definiram a medicina visa contribuir para o entendimento dos aspectos ideológicos que a mantém, no imaginário sócio-cultural, como conhecimento e prática aparentemente totalizadores, mas, na verdade, reducionistas em relação à saúde. Nas Idades Antiga e Média, consoante com a mentalidade hegemônica dessas épocas, a atuação médica se pautava pelo entendimento sacral da relação do homem com as enfermidades. Com a revolução científica a medicina se dessacralizou. Seus conhecimentos, sua atuação, seus objetivos e seus valores foram reordenados de acordo com a racional idade científica, implicando em uma mudança significativa de abordagem: da pessoa para a doença. Os fatores que contribuíram para a mitificação da ciência e da tecnologia no imaginário sócio-cultural contemporâneo são analisados, tendo a medicina como seu reflexo. Assinala-se a problemática da medicina científico-tecnológica, enquanto prática reducionista, e a importância da retomada de uma visão de totalidade do homem, sugerindo um repensar da educação médicapt
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued1997pt_BR
dc.identifier.citationARIZONO, Adriana Davoli. Medicina: da mistica sacral a mistica cientifico-tecnologico. 1997. 208f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/252770>. Acesso em: 22 jul. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineFilosofia e História da Educaçãopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Educaçãopt_BR
dc.date.defense1997-02-17T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-07-22T06:04:05Z-
dc.date.accessioned2018-07-22T06:04:05Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-07-22T06:04:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arizono_AdrianaDavoli_M.pdf: 15075908 bytes, checksum: 1871fdc2434c82eb0f3b6db20e14cde7 (MD5) Previous issue date: 1997en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252770-
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arizono_AdrianaDavoli_M.pdf14.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.