Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252673
Type: TESE
Title: Familia e o eu dos filhos : uma perspectiva fenomenologica
Author: Gea, Eliana
Advisor: França, Carlos Alberto Vidal, 1945-
Abstract: Resumo: O tema pesquisado "Família e o Eu dos Filhos: uma Perspectiva Fenomenológica" fundamentou-se na fenomenologia de Edmund Husserl, caracterizada pela investigação da história do conhecimento, que propõe o retomo à origem das coisas e implica na descoberta de meios para a abordagem do fenômeno estudado. Partindo da respectiva descrição e interpretação visou mostrar e identificar como são explicitadas as estruturas do fenômeno.A pesquisa pretendeu buscar, através dos depoimentos, as interrelações entre o Eu dos filhos e a família, na cidade do Rio de Janeiro. Assim, foram estudadas as respostas às questões que se seguem: 1) Que relações familiares foram coletados com maior frequência em relação ao Eu dos filhos? 2) Como se caracterizaram as imagens construídas pelos filhos no que se refere aos pais? 3) Que situações do contexto familiar podem ser inferidas que mais influenciaram no Eu dos filhos?Nas relações familiares, os dados coletados sugeriram a predominância de situações envolvendo amor, dignidade, respeito, convivência familiar, sentimento de família, confiança, diálogo e outros elementos positivos. Assim, supõe-se que a família pode promover experiências capazes de permitir ao filho sentimentos de segurança emocional, adaptação a posições vitais diversas com um planejamento consciente de suas atividades futuras, que atuarão, de forma benéfica, na determinação do Eu do filho.Por outro lado, os resultados da pesquisa parecem indicar que algumas situações familiares influenciaram no Eu dos filhos, como a separação dos pais, a morte de um dos pais, dificuldades financeiras diante do desemprego na família etc, criando um ambiente familiar estressante, que provavelmente afetou a caracterização do Eu dos filhos.Ainda, pode-se supor que os pais não percebem que transmitem aos filhos suas vivências significativas, seus valores (culturais, morais, religiosos etc), suas expectativas de papéis, bem como nos depoimentos dos filhos é sugerida a probabilidade dos pais influenciarem nas atitudes e condutas dos filhos. Os filhos parecem descrever a imagem dos pais, como produto das experiências diretas com os mesmos

Abstract: The researched theme " Family and the Ego of the Sons: a Phenomenologic Perspective" was fundamented in the phenomenology of Edmund Husserl, characterized by the investigation of the history of knowledge and its purpose was the retum to the origin of things which implicates in the discovery of means for the approach of the studied phenomenon. Starting from the respective description and interpretation it aimed to show and identify how are explicited the phenomenon estructures.The research intended to look for, through testimoniet, the interrelations between the Ego ofthe sons and the family in the city of Rio de Janeiro. In this way, were studied the answers to the following questions: I) What familiar relations were registered whit more frequency in the sons Ego reports? 2) How were characterized the constructed images by the sons refering to the fathers? 3) What situations in the familiar context we can deduce had bigger influence in the Ego of the sons?In the familiar relations, the colleted data suggested the predominance of situations involving love, dignity, respect, familiar intimacy, family sentiments, confidence, dialogue and other positive elements. So, one could assume that the family is able of promote experiences to permiting to the son emotional security feelings, adaptation to various vital positions with a conscientious planning of his future activities, that would act in benefic form in the determination of the son Ego.On the other side, the research results seems to indicate tOOt some of the familiar situations influence in the sons Ego, like the fathers separation, the death of one the fathers, financial dificulties regarding family unemployment etc, creating a stressing familiar environment, that probably affected the characterization of the sons Ego.We also, can suppose that the fathers do not perceive they transmit to their sons their significative experiences, his values (cultural, moral, religious etc.), expectatives of rules, as well as in sons testimonies is suggested the probability of the fathers influencing Ín the son' s attitudes and conduct. The sons seem to describe the fathers image, as a product ot their direct experience with them
Subject: Família
Pais e filhos
Fenomenologia
Subjetividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gea_Eliana_D.pdf16.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.