Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252507
Type: TESE
Title: Eventos de vida estressantes, estrategias de enfrentamento, senso de auto-eficacia depressivos em idosos residentes na comunidade : dados do PENSA
Title Alternative: Stressful life events, coping, seif-efficacy of coping, and depression in community-dwelling elderly: data from PENSA
Author: Fortes, Andrea Cristina Garofe
Advisor: Neri, Anita Liberalesso, 1946-
Neri, Anita Liberalesso
Abstract: Resumo: O presente estudo é uma investigação psicológica sobre a depressão na velhice. Foram investigados os efeitos dos eventos de vida estressantes, estratégias de enfrentamento, e auto-eficácia no enfrentamento sobre depressão em 544 participantes do PENSA, um estudo sobre o envelhecimento bem-sucedido, envolvendo os idosos residentes na comunidade de Juiz de Fora/MG, que relataram ter vivido eventos de vida estressantes nos últimos cinco anos (74,6% mulheres; Média de idade = 72.11; DP = 8.29; 42,1% entre 60-69 anos; 39% 70-79 e 18,9% 80-99). Os eventos de vida estressantes foram classificados em cinco categorias: relacionados à finitude, incontroláveis, relacionados ao cuidado, pontuais ou de crise, e relacionados com o bem-estar psicológico. Os 19 itens do Inventário de Estratégias de Enfrentamento da Califórnia ¿ Califórnia Coping Invetory (Aldwin, Sutton e Lachman, 1996) foram reduzidos em cinco fatores através de análise fatorial: expressão de emoções negativas, controle ambiental, religiosidade, comportamentos de esquiva, e inibição das emoções. A auto-eficácia no enfrentamento foi avaliada como adequada x inadequada. A depressão foi avaliada através da versão da CES-D (Radloff, 1977) validada no Brasil (Tavares, 2004); o escore médio foi 10.24 (DP=8.66); 32% tiveram escore > 12 na CES-D. Não houve diferença em depressão entre gêneros; os participantes de 60-69 anos pontuaram mais do que os de 70-99. Análises de regressão mostraram que o risco para depressão foi associado com: o uso de estratégias de enfrentamento com foco na expressão de emoções negativas, a experiência de eventos incontroláveis, ter entre 60 e 69 anos, e avaliar a auto-eficácia no enfrentamento como inadequada. Os resultados mostraram que depressão na velhice é um fenômeno complexo, especialmente quando examinada em interação com variáveis psicológicas e comportamentais tais como eventos de vida estressantes, enfrentamento e auto-eficácia de enfrentamento

Abstract: This study is a psychological investigation about depression on aging. We examined the effects of stressful life events, coping, and self-efficacy of coping on depression in 544 aged participants from PENSA, a study on successful aging involving community-dwelling old people in Juiz de Fora/MG, who reported stressful life events in the last five years (74,6% women; Mean age = 72.11; SD = 8.29; 42,1% aged 60-69; 39% 70-79 and 18,9% 80-99). Stressful life events were classified into five categories: related to the own death and illness, uncontrollable, related to care, turning points, and related to psychological well-being. The 19-itens from California Coping Inventory (Aldwin, Sutton e Lachman, 1996) were reduced into five factors through factor analysis: emotional negative expression, environment control, religiosity, avoidance behaviors, and emotional suppression. Self-efficacy of coping was evaluated as appropriate x inappropriate. Depression was evaluate through a valid Brazilian version of the CES-D (Radloff, 1977, Tavares, 2004); mean score of depression was 10.24 (SD= 8,66); 32% scored > 12 in CES-D. There was no difference in depression among gender; the participants aged 60-69 scored more than those aged 70-99. Analysis of regression showed that risk for depression was associated with: use of emotional negative expression coping-focused, uncontrollable events, being aged 60-69 and evaluate self-efficacy of coping as ¿inappropriate¿. The results show depression on aging as a complex phenomenon, especially when examined with psychological and behavioral variables such as stressful life events, coping and self-efficacy of coping
Subject: Stress (Psicologia)
Depressão - Aspectos psicológicos
Envelhecimento - Aspectos psicológicos
Ajustamento (Psicologia) na velhice
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fortes_AndreaCristinaGarofe_M.pdf1.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.