Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252500
Type: TESE
Title: A tradição herdada e a nova filosofia da ciencia : uma revisão da obra de Thomas S. Kuhn
Author: Gemente, Antonio Celso
Advisor: Arana, Hermas Gonçalves, 1945-
Abstract: Resumo: O objetivo da tese foi o de analisar criticamente o pensamento de Thomas S. Kuhn conforme este se encontra exposto na obra "A Estrutura das Revoluções Científicas" e em outras publicações do mesmo autor, ligadas especificamente aos assuntos ali expostos. Isto foi realizado partindo-se da hipótese geral de que o trabalho de Kuhn pode ser encarado como pretendendo ser um representante significativo de uma nova filosofia da . ciência, em contraposição à chamada tradição herdada nesta área, que foi identificada, no caso, primeiramente comas propostas do empirismo lógico de Rudolf Carnap, e posteriormente também com as formulações do racionalismo crítico popperiano. Esta hipótese geral - que define a importância e a representatividade destas correntes de pensamento na filosofia da ciência, que se contemplou, como bem ajustadas às respectivas categorias - foi depois estendida com o fim de se estabelecerem vínculos entre elas que não as colocassem trivialmente dentro de mera ordem cronológica seqüencial, senão que mostrassem o quanto a obra de Kuhn, neste particular, foi tributária da tradição herdada, constituindo-se então como mais um esforço no sentido de compreender-se melhor o conhecimento científico. Tal esforço, no entanto, de acordo com a interpretação desta tese, não superou os limites da tradição, devido a que o próprio Kuhn, ao tentar um detalhamento de suas formulações, não logrou nem ultrapassar a tradição, nem tampouco manter-se fiel aos seus objetivos originais de criar uma nova concepção acabada a respeito da atividade científica, ainda que tenha dirigido críticas relevantes a alguns conceitos tradicionais. Para defender a hipótese da incompletude do pensamento de Kuhn em conftonto com a tradição, a tese descreve preliminarmente as características básicas das três correntes filosóficas contempladas para daí proceder à análise propriamente dita, que se inicia abordando a polêmica entre Popper e Kuhn - o que toca também nos principais pontos levantados pelo empirismo lógico - para terminar com uma análise da síntese kuhniana, ou seja, o resultado das reformulações levadas a cabo por Kuhn, em vista das implicações do seu trabalho. A conclusão da tese é por aceitar tanto a hipótese geral como a sua parte estendida, vale dizer, concluiu-se que as categorias tradição herdada e nova filosofia da ciência foram úteis à compreensão de como a obra de Kuhn parece incompleta, quando conftontada com a tradição. Desse modo, esta obra poderia ser entendida não como uma proposta acabada, mas sim como uma crítica, e portanto não se constituindo em uma visão hegemônica a respeito, em função das muitas lacunas ainda existentes no pensamento de Kuhn, que ele não conseguiu explicar sem envolver-se na ambigüidade de conceitos ou sem recorrer à mesma tradição que anteriormente criticara

Abstract: The purpose of this thesis was to analyse critically the thinking of Thomas S. Kuhn according to his work "The Structure of Scientific Revolutions", and other publications by the sarne author concerning specifically to what it was presented in that work. This analysis was carried out based on the general hypothesis that Kuhn's work , can be seen under the intention of being a new philosophy of science significant representative as opposed to the so called generalized tradition in this field, which was formerly identified, in this case, with the logical empiricism proposed by Rudolf Carnap, and subsequendy related to the Popper critical rationalism. This general hypothesis - which defines the importance and representativeness these lines of thought for the philosophy of science, here considered as properly adjusted to their inherent categories - was later extended in order to establish links arnong those lines ofthougth, thus avoiding to place them as mere chronological sequence, but to show how much Kuhn' s work, in this particular sense, carne &om the generalized tradition, so, becoming an extra effort to better understand the scientific knowledge. This effort however, in this thesis interpretation, did not overcome the tradition limits, neither because Kuhn himself, by elaborating his own formulations, could surpass tradition nor remained faithful to his original objectives of creating a new complete concepction related to the scientific activity, although he has made relevant criticisms on some traditional concepts. In order to defend the hypothesis of Kuhn's incompleteness as opposed to tradition, this thesis preliminarly describes the basic characteristics of the three philosophical lines envisaged, and then analyses them, beginning with the Popper and Kuhn polemics - which also deals with the main points put forward by the logical empirism - and finishes with an analysis ofKuhn's synthesis, that is, the result ofrephrasings carried out by Kuhn, considering the implications ofhis work. As a conclusion of the thesis, the idea is to accept the general hypothesis as its extending part, that is, the generalized tradition and the new philosophy of science categories were use fuI to understand how Kuhn's works seems incomplete when conttonted with tradition. This way, his work could be understood not as a finished proposition, but rather as a criticism, therefore not being an hegemonic vision on the subject, because of many lacks still existing in Kuhn's thinking, which he could not explain without being involved in the concept arnbiguity, or without refering to the tradition which he formerly criticized.
Subject: Kuhn, Thomas S., 1922-1996
Ciência - Filosofia
Ciência - História
Racionalismo
Empirismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gemente_AntonioCelso_D.pdf36.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.