Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252460
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador: Monica Rodrigues Perracinipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.format.extent91f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleAnalise dos fatores de risco de quedas em idosos : estudo exploratorio em instituição de longa permanencia no municipio de Campinaspt_BR
dc.contributor.authorPiton, Danielle Alexandrept_BR
dc.contributor.advisorPerracini, Monica Rodriguespt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.subjectIdosos - Acidentespt_BR
dc.subjectIdosos - Assistência em instituiçõespt_BR
dc.subjectEquilibriopt_BR
dc.subjectIdosos - Cuidado e higienept_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo deste estudo é identificar a associação de fatores sócio-demográficos, clínicos e funcionais com relação ao risco de quedas: alto risco e médio-baixo risco e também o peso de cada um na determinação do mesmo. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo com 50 idosos de 65 anos ou mais, de ambos os sexos, residentes no Lar dos Velhinhos situado na cidade de Campinas. Utilizou-se um questionário contendo dados sócio-demográficos; dados clínico-funcionais, dados sobre quedas e os testes BOMFAQ, Escala de Depressão Geriátrica, Mini-Exame do Estado Mental, Timed Up & Go Test e Berg Balance Scale. Determinou-se a divisão de dois grupos: o primeiro com alto risco para quedas, composto por idosos que sofreram dois ou mais eventos de quedas no período de um ano ou apenas um evento, porém com lesão grave e o segundo com médio-baixo risco de quedas, o qual foi composto por idosos que não sofreram quedas no período de um ano ou que sofreram apenas um evento, porém sem lesões graves. Para análise dos dados, utilizou-se o teste Qui-Quadrado; o teste não paramétrico de Mann-Whitney, para comparação das variáveis entre os grupos de alto e médio-baixo risco e a análise de regressão logística multivariada tipo Stepwise, com nível de significância p<0.05, por meio do SAS®, versão 6.12. RESULTADOS: Na análise de regressão logística univariada, as razões de chance para pertencer ao grupo de alto risco de quedas foram: sexo feminino (OR= 14.64; 95% IC= 2.82-75.95); elevada escolaridade (OR= 5.48; 95% IC= 1.04-28.88); fazer uso de dispositivo de auxílio à marcha (OR= 7.27; 95% IC= 1.23-43.00) e apresentar alteração de equilíbrio com relação à Berg Balance Scale (OR= 5.80; 95% IC= 1.48-22.69). O modelo final da análise de regressão logística multivariada apontou como variáveis associadas ao alto risco de quedas: ser mulher, tendo 50.30 vezes uma maior possibilidade quando comparada ao sexo masculino (95% IC= 3.41-741.3), ter nível de escolaridade elevado, com 18.48 vezes a chance quando comparado aos de baixa escolaridade (95% IC= 1.24-275.7) e fazer uso de dispositivo de auxílio à marcha com 24.02 vezes maior oportunidade quando comparados aos que não utilizava dispositivo (95% IC= 1.38-418.0). CONCLUSÃO: Esta pesquisa identificou, à semelhança do que aponta a literatura, que pertencer ao sexo feminino e fazer uso de dispositivo de auxílio à marcha são fatores que estão associados a uma maior chance de pertencer ao grupo de alto risco, determinado pelo fato de ter caído recorrentemente e ou ter sofrido uma queda com lesão grave no último ano. O modelo final evidenciou também que os idosos com elevada escolaridade tiveram maior chance de pertencer ao grupo de alto risco e que apresentar déficit na mobilidade foi um fator determinante para pertencer a este grupo de riscopt
dc.description.abstractAbstract: The objective of this study is to identify the association of social-demographic, clinical and functional factors related to the risk of falls: high risk and medium-low risk and identify the importance of each factor in the determination of risk. METHOD: It is a transversal study, restrospective, with 50 elders of 65 years or more, of both genders, residents in the ¿Lar dos Velhinhos¿, in the city of Campinas. It was used a questionnaire containing social demographic data; clinical-functional data; data on falls and the BOMFAQ tests, Geriatric Depression Scale, Mini-mental State Examination, Timed Up & Go Test and the Berg Balance Scale. It was determined the division into two groups, the high risk group for falls, composed of elders who suffered two or more fall events in the period of a year or only one event but with serious injury, and the medium-low group for the risk of falls, which was composed of elders who didn't suffer falls in the period of a year or who suffered only one event but without serious injury. For the analysis of the data, it was used the ¿Qui-Square¿, the non-parametric test of Mann-Whitney, for the comparison of variables between the high risk and medium-low risk groups, and the analysis of multivaried logistic regression type Stepwise, with a meaning level p<0.05, using SAS® , version 6.12. RESULTS: In the analysis of the univaried logistic regression, the ratio of chance for belonging to the high risk group for falls were: female gender (OR=14.64; 95% IC=2.82-75.95), high educational level (OR=5.48;95% IC=1.04-28.88), use of a walking aid device (OR=7.27;95% IC=1.23-43.00) and to present change in the balance of the Berg Balance Scale (OR=5.80; 95% IC=1.48-22.69). The final model of the analysis of the multivaried logistic regression showed as variables associated with the high risk of falls: to be a woman, 50.30 times the chance when compared with the male gender (95% IC=3.41-741.3), to have a high educational level, 18.48 times the chance when compared to the ones with low educational level (95% IC=1.24-275.7) and to use a walking aid device, 24.2 times the chance when compared to those who didn't use a device (95% IC=1.38-418.0). CONCLUSION: This research identified, similarly to what shows the specialized literature, that belonging to the female gender and to make use of a walking aid device are factors which are associated to a higher chance of belonging to a high risk group, determined by the fact of recurring falls and or have suffered a fall with a serious injury in the last year. The final model also showed that the elders with high educational level had a higher chance of belonging to the high risk grouen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.citationPITON, Danielle Alexandre. Analise dos fatores de risco de quedas em idosos: estudo exploratorio em instituição de longa permanencia no municipio de Campinas. 2004. 91f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/252460>. Acesso em: 3 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Gerontologiapt_BR
dc.date.defense2004-08-16T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-08-04T00:42:21Z-
dc.date.accessioned2018-08-04T00:42:21Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-04T00:42:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Piton_DanielleAlexandre_M.pdf: 619490 bytes, checksum: 0fab347cd09975418bd3be6526b5b1ad (MD5) Previous issue date: 2004en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252460-
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Piton_DanielleAlexandre_M.pdf604.97 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.