Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252416
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação na creche : o caso dos espaços não-escolares
Title Alternative: Evaluatiojn at day-care scools : the case of the non-scholar places
Author: Godoi, Elisandra Girardelli
Advisor: Freitas, Helena Costa Lopes de, 1946-
Abstract: Resumo: Esta tese tem como objeto de estudo a investigação das formas de avaliação presentes na educação das crianças de 0 a 3 anos e, para cumprir este objetivo, destacou a creche como espaço de observação. Buscando referências de estudos na área da avaliação, verifica-se que a sua maioria tem destacado a escola como espaço de discussão; assim esta pesquisa traz uma contribuição importante tanto para o campo da avaliação como para a área da educação infantil, na medida em que abre a possibilidade de pensarmos a avaliação das crianças pequenas em espaços nãoescolares - neste caso, a creche - como primeira etapa da educação básica. Este estudo buscou entender as práticas avaliativas presentes no cotidiano, tendo como referência as seguintes questões: Como a avaliação é construída e vivida diariamente pelas crianças, professoras e monitoras no espaço da creche? Quais são os instrumentos utilizados neste momento da educação? Que papel a avaliação cumpre? Pela própria natureza do tema, a metodologia foi construída através de pesquisa qualitativa, realizada em uma creche da Rede Municipal de Campinas durante um ano e utilizou os seguintes recursos na coleta de dados: observações e entrevistas. A partir da coleta de dados e partindo do pressuposto que a avaliação é um dos elementos da organização do trabalho pedagógico, foi elaborada uma descrição do cotidiano da creche, de como o conhecimento e as experiências eram construídas naquele espaço e as relações entre as professoras, monitoras e as crianças. Este cotidiano é apresentado desde a entrada até a saída das crianças. Durante esta descrição verifica-se uma tendência a ritualização destas experiências, além da existência de uma avaliação informal que se manifestava de modo freqüente neste percurso, controlando o comportamento e a postura das crianças. Para isso, o poder do adulto (professoras e monitoras) sobre a criança era permeado por ameaças, recompensas e punições. A avaliação presente neste espaço comparava, rotulava, classificava, ora reprovava, ora aprovava a criança. Uma avaliação baseada na vigia e no controle constante (na observação se a criança obedecia ou não às regras que eram determinadas), que disciplinava o corpo e determinava as formas das crianças se portarem, como: a maneira que deveriam se sentar, comer, dormir, brincar, entre outras. Ao mesmo tempo, os dados revelaram um movimento de transgressão por parte das crianças em relação a estas regras, ou seja, uma resistência à forma de trabalho que, se apresentava rotineiro e homogêneo, que educava para o disciplinamento e para a submissão. Assim, em contrapartida a esta forma de trabalho, as crianças mostravam sinais de (des) encontro entre as propostas dos adultos e da instituição e o seu jeito de ser

Abstract: The object of study of this thesis is the investigation into the evaluation ways present in the children¿s education from 0 to 3 years old. To achieve this objective, the day-care center were chosen to be observed. According to most of the studies in the evaluation area, the school place was highlighted for discussion: therefore this research brings an important contribution either to the evaluation matter or the early child education, as it is possible to consider think young children¿s evaluation at nonscholar places which in this case is the day-care as the first stage in the basic education. This study tried to understand the evaluation practices that are evident in a daily basis, outstanding the following questions: How is the evaluation built and experienced by the children, teachers and monitors at the day-cares? What are the instruments used by the school staff and the children at this moment of education? Which role does the evaluation play? As the own theme requires the methodology was developed and experienced through qualitative research conducted in a public day-care center in Campinas and during one year. The resources used to obtain the data were: observations and interviews. Considering the collected data and assuming that the organization is one of the elements from the organization of the pedagogical work, it was elaborated a description of the daily routine at the day-care and how the knowledge and experiences were built at that place and the relationship among the teachers, monitors and children. That routine was showed from the beginning to the end of the day when the children went home. In the description process it was seen a tendency to the rituals in the experiences, besides the existence of a frequent informal evaluation in this trajectory, controlling the children¿s behavior and posture. For that reason, the adult¿s authority (teachers and monitors) over a child included threats, prizes and punishments. The evident evaluation in that place would compare, label, classify, approving and disapproving the children at the same time. The evaluation was based on constant watching and controlling (observing if the child was o belying or not the given rules), even the children¿s bodies and behavior as: how they should sit eat, sleep, play and others. At the same time, the data revealed that the children does these rules not accepted a resistance to the assignments that were common and equal to everyone which would educate for the discipline and submission. In that way this the children behavior were not aligned with the adult¿s proposal
Subject: Educação infantil
Creches
Avaliação
Avaliação informal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Godoi_ElisandraGirardelli_D.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.