Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251834
Type: TESE
Title: Experiencia de eventos estressantes associados ao cuidado, alterações de sono e sintomas depressivos entre idosos da comunidade : dados do PENSA
Title Alternative: Experience of stressing events associated with care, sleeping alteration and depressive symptoms among aged of the community
Author: Ferreira, Monica Beatriz
Advisor: Ceolim, Maria Filomena, 1962-
Abstract: Resumo: O presente estudo é sobre a depressão e suas possíveis relações com o estresse e as alterações de sono no indivíduo idoso. Foram utilizados os dados do PENSA (Estudo dos Processos do Envelhecimento Saudável), a partir das informações fornecidas por uma comunidade de idosos residentes em Juiz de Fora/MG. Os instrumentos utilizados para a coleta das informações foram: questionário de características sócio-econômicas (idade, gênero, estado civil e escolaridade), Escala de Rastreamento de Sintomas Depressivos (Center for Epidemiologic Survey-Depression/ CES-D), The Elders Life Stress Inventory (ELSI) e Mini-Sleep Questionare (MSQ). Da sub-amostra de 898 participantes, entrevistada domilciliarmente entre 2002 e 2004, encontrou-se o predomínio de mulheres (646 mulheres ¿ 71,9% / 252 homens ¿ 28,1%), entre 60 a 69 anos (40,6%), 70 a 79 anos (40,0%) e mais de 80 anos (19,4%), casados (50%) e com filhos (90,3%), grau de escolaridade correspondente ao ensino fundamental e médio (81,9%), renda familiar de 3 a 8 salários mínimos (52,7%), mais de duas pessoas na casa (49,9%), pertencentes à classe social média (59,6%). Através da pontuação na CES-D, 66,0% não apresentavam sinais de depressão. Através do MSQ, houve variação de 10 a 49 pontos, com média de pontuação 23 pontos (± 7,7) e 62,3% apresentaram pontuação menor que 25. Entre as mulheres (n=646), 36,5% pontuaram para sintomas depressivos. Na comparação com os homens, a diferença foi estatisticamente significante (p=0,009). As mulheres apresentaram escore significativamente mais elevado do que os homens na CES-D (p<0,001), sendo as idosas mais acometidas do que os homens (p = 0,030) por alterações do sono. Através da escala ELSI, classificou-se os idosos em três grupos, conforme suas respostas sobre eventos estressantes: eventos estressantes ligados ao cuidado (319 ou 35,5%), outros eventos estressantes (todos os demais eventos do Inventário - 404 ou 45,0%), ausência de eventos estressantes - 175 ou 19,5%). O evento 14 (¿uma piora na saúde ou comportamento de um membro da família¿) apresentou relação significativa com a depressão (p = 0,004). Foi observada relação estatisticamente significante entre depressão e vivência do evento 14 (p < 0,001). Na análise de regressão logística multivariada, idosos com depressão apresentaram mais risco para alterações de sono, sendo isto mais acentuado nas mulheres. Concluiu-se pela existência da relação entre depressão e alterações do sono, sendo a maioria em mulheres e relacionado ao evento estressante do cuidado com o outro. Não há relação significativa entre eventos estressantes e alterações de sono, mas entre eventos estressantes (de qualquer tipo) e depressão

Abstract: The present work is about the depression and its possible relation with stress and sleeping alterations among aged individuals. PENSA were used, based upon datas obtained by aged community living in Juiz de For a/MG. The instruments used for the collected data such as: social economic characteristics (age, gender, civil state, schooling), depressive symptoms tracking scale (Center for Epidemiologic Survey-Depression/CES-D), The Elders Life Stress Inventory (ELSI) and Mini-Sleep Questionnaire (MSQ). Among the sub sample of 898 participants interviewed at home between 2002 and 2004 women predominance was found (646 women ¿ 71,9%/ 252 men ¿ 28,1%) between 60 to 69 years (40,6%), between 70 to 79 years (40,0%) and more than 80 years (19,4%), married (50%) and with children (90,3%), individuals with elementary school level (81,9%), family income of 3 to 8 minimum salary (52,7%), more than two people in the house (49,9%), belonging to the medium social class (59,6%). Threw the CES-D punctuation, 66,0% didn¿t present depression signs. Threw MSQ there was a 10 to 49 points variation with average punctuation of 23 points (+-7,7) and 62,3% presented lower punctuation than 25. Among women (n=646), 36,5% scored for depressive symptoms. Comparing to men, the difference was statically significant (p<0,009). The women presented significantly higher score than men in the CES-D (p<0,001), the aged women presented more sleeping alterations than men (p=0,030). Threw the ELSI scale, aged were classified into three groups by the answers given about stressing events: stressing events related to care (319 or 35,5%), other stressing events ( all other events of the inventory ¿ 404 or 45,0%), lack of stressing events ¿ 175 or 19,5%. The event 14 (a worsening in the health or behavior of a family member) presented significant relation with depression (p = 0,004). A statically significant relation was observed among depression and living event 14 (p<0,001). In the logistic regression univaried, aged with depression presented more risk for sleeping alterations this was more observed among women. It was concluded that there is a relation between depression and sleeping alterations, especially among women and related to stress events with one another. There is no significant relation among stressing events and sleeping alterations but among stressing events (of any kind) and depression
Subject: Depressão
Estresse
Sono
Transtornos do sono
Envelhecimento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_MonicaBeatriz_M.pdf826.37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.