Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251714
Type: TESE
Title: Bem-estar psicologico : investigações acerca de recursos adaptativos em adultos e na meia-idade
Title Alternative: Psychological well-being : investigations regarding adaptive resources in adults and in middle-aged
Author: Queroz, Nelma Caires
Advisor: Neri, Anita Liberalesso
Abstract: Resumo: Estudo 1: investigou bem-estar psicológico em amostra de conveniência de 300 homens e 300 mulheres de 25 a 35 e de 45 a 55 anos por meio da Escala de Desenvolvimento Pessoal (EDEP), com 5 fatores. Os itens da EDEP e Fator 1 (auto-realização, crescimento pessoal e ajustamento psicológico) mostraram consistência interna satisfatória. Independentemente da idade, as mulheres tiveram maior pontuação do que os homens no Fator 1. As mulheres adultas tiveram médias mais altas do que os homens adultos nos Fatores 1, 2 (produtividade), 4 (preocupações com as próximas gerações); os homens de meia-idade tiveram maior pontuação no Fator 5 (compromisso com o outro do que as mulheres de meia-idade); os adultos pontuaram mais alto do que o grupo de meia-idade no Fator 4; o grupo de meia-idade pontuou mais alto do que os adultos no Fator 3 (cuidado) e no Fator 5. Conclusão: A EDEP total e o Fator 1 mostraram alta consistência interna. As mulheres independentemente da faixa etária e o grupo de meia-idade apresentaram mais autos-relatos positivos sobre o bem-estar psicológico. Estudo 2: investigou relações entre bem-estar psicológico, personalidade e enfrentamento em homens e mulheres adultos e de meia-idade. Foram selecionados os 40 participantes que tiveram maior pontuação e os 40 que tiveram menor pontuação na EDEP no Estudo I. Foram aplicadas as Escalas Fatoriais de Neuroticismo, Extroversão e Socialização e a Escala Modo de Enfrentamento Problemas e a EDEP. O bem-estar psicológico correlacionou-se negativamente com neuroticismo e positivamente com extroversão, socialização e estratégias de enfrentamento focalizadas no problema. As mulheres apresentaram mais ansiedade e utilizaram mais estratégias focalizadas na emoção e em práticas religiosas do que os homens. Os adultos pontuaram mais alto em neuroticismo e utilizaram mais estratégias focalizadas na emoção do que os de meia-idade; estes pontuaram mais alto em socialização do que os adultos. Os participantes que tiveram maior pontuação na 1ª avaliação na EDEP, apresentaram menor neuroticismo, traços de socialização (amabilidade,confiança),extroversão (comunicação, assertividade e interações sociais) e utilizavam estratégias focalizadas no problema. Conclusão: As mulheres e os adultos apresentaram mais traços de neuroticismo e usuários de estratégias de enfrentamento focadas na emoção. Quanto maior o senso de ajustamento de bem-estar psicológico, menor o neuroticismo, mais traços de extroversão, socialização e a utilização de estratégias focalizadas no problema.

Abstract: Study I: Psychological well-being was investigated in convenience samples in 300 men and 300 women from 25 to 35 years old and 45 to 55 years old through Personal Development Scale (EDEP) with 5 factors. EDEP items and Factor 1 (self actualization, personal growth and psychological adjustment) showed satisfactory internal consistence. Regardless the age women made more points than men in Factor 1. Adult women had their averages higher than adult men in Factors 1 and 2 (productivity), 4 (worry about next generations); middle-aged men had higher punctuation in Factor 5 (commitment with the other) than middle-aged women; adults made more points than the middle-aged group in Factor 4; the middle-aged group made more points than the adults in Factor 3 (care) and in Factor 5. Conclusion: EDEP total and Factor 1 showed high internal consistence. Women regardless the age bracket and the middle-aged group presented more positive self-reports about the psychological well being. Study II: investigated relations among psychological well-being, personality and coping in both adults and middle-aged men and women. The 40 participants who made more points and the 40 who made fewer points in EDEP in Study 1 were selected. The Neuroticism Factorial Scales, Extroversion and Socialization were applied as well as Ways of Coping Problems Scale and EDEP. The psychological well-being correlated negatively with neuroticism and positively with extroversion, socialization and coping strategies based on the stressor. Women presented more anxiety and used more coping strategies based on the emotion and on religious practices than men. Adults made more points in neuroticism features and used more strategies focused on emotion than the middle-aged ones; the latter made more points in socialization than adults. The participants who made more points on the first EDEP evaluation, presented less neuroticism, socialization traces (tenderness, trust), extrovert (communication, assertiveness and social interactions) and used strategies focused on the problem. Conclusion: Women and adults presented more neuroticism traces and showed they are users of coping strategies focused on emotion. The biggest the adjustment of the psychological sense of well being, the smallest the neuroticism, more traces of assertiveness, socialization and use of strategies focused on the problem.
Subject: Bem-estar psicologico
Personalidade
Estratégias
Adaptação psicológica
Idade
Gênero
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Queroz_NelmaCaires_D.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.