Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251707
Type: TESE
Title: Formação inicial de professoras mediada pela escrita e pela analise de narrativas sobre operações numericas
Title Alternative: Inicial formation of teachers mediated by writing and by the analysis of narratives on numerical operation
Author: Megid, Maria Auxiliadora Bueno Andrade
Advisor: Fiorentini, Dario, 1950-
Abstract: Resumo: O trabalho apresenta um estudo sobre a formação inicial de professoras que ensinam matemática para os anos iniciais do ensino fundamental mediada pela escrita e pela análise de narrativas sobre as operações numéricas. Teve por objetivo analisar e interpretar como se dá o processo de aprendizagem profissional e de (re)significação do sistema de numeração decimal e das quatro operações aritméticas básicas em alunas de um curso de Pedagogia, bem como os indícios de mudança da relação com a matemática e seu ensino ao longo da experiência formativa, quando utilizados recursos das dinâmicas de cooperação e das narrativas. No percurso da pesquisa foram utilizados, entre outros autores, aportes teóricos de Josso (2004; 2006), Freitas (2006) e Suárez (2008) relativamente às narrativas e escritas de si, e de Fiorentini (2006) e Nacarato (2008) no que se refere aos conteúdos matemáticos e didático-pedagógicos. A coleta de dados teve por base as dinâmicas de cooperação (Alrø e Skovsmose, 2006), as práticas reflexivas exploratório investigativas e as escritas de narrativas pelas alunas. Os dados originaram-se de três fontes distintas: da professora-pesquisadora, das alunas, individualmente, e do grupo de alunas a partir dos trabalhos colaborativos realizados em duplas, pequenos grupos ou grupo-classe. Foram coletados por intermédio de registros escritos, diário de campo e gravações em áudio ou vídeo. As práticas em sala de aula centraram-se nas quatro operações aritméticas fundamentais: adição, subtração, multiplicação e divisão. Para cada uma delas ocorreram três etapas de trabalho: uma primeira, onde as alunas individualmente refletiam sobre a operação em pauta e registravam em seus cadernos as formas que utilizavam para realizá-las, utilizando o cálculo mental e algoritmos aprendidos na escola básica; uma segunda, onde em duplas ou pequenos grupos narravam às colegas seus procedimentos, elaborando um registro único do grupo; e uma terceira, com toda a turma, que envolvia a socialização dos diferentes registros, em que se buscava a reconstrução de estratégias utilizadas na realização das operações e também alternativas para o ensino de algoritmos convencionais ou não. As análises feitas apontam que os procedimentos utilizados auxiliaram na (re)significação de conceitos matemáticos e na construção de perspectivas pedagógicas para o ensino de Matemática nos anos iniciais. As aulas e o desenvolvimento da pesquisa explicitaram as incompreensões das alunas, permitindo a exposição de suas angústias e ansiedades, o que proporcionou a interlocução entre as vidas das alunas, de seus ambientes socioculturais e incentivou o processo de desnaturalização da transmissão dos algoritmos. Foi possível a percepção de que as operações matemáticas podem ser aprendidas a partir da utilização dos recursos do cálculo mental e da utilização das propriedades a elas relacionadas, mesmo que de forma intuitiva. Além disso, as narrativas aliadas às dinâmicas de cooperação potencializadas pelo diálogo mostraram-se ingredientes fundamentais no ambiente de ensino e aprendizagem.

Abstract: The paper presents a study of the initial development of teachers who teach Maths to the first years of elementary school mediated by written work and analysis of narratives on numerical operations. The objective was to analyse and interpret how the process of professional learning and that of re-significance of decimal numerical system and of the four basic arithmetical operations for students from a Pedagogy course takes place, as well as the signs of change related to Maths and its teaching throughout the formative experience, when resources of dynamics of narratives and cooperation are used. When researching, among many authors pointed out on this paper, there is theory by Josso (2004; 2006), Freitas (2006) and Suárez (2008) narratives and written work, and by Fiorentini (2006) and Nacarato (2008) referring to Maths and didacticspedagogical contents. The collection of data was based on dynamics of cooperation (Alrø e Skovsmose, 2006), the investigative exploring reflexive practices and the written work of narratives by students. Data arose from three distinctive sources: researcher teacher, students, individually, and from the group of students as from the collaborative papers which were done in pairs, small groups or class group. Written field diary and audio and video recording were collected. The practice in the classroom was concentrated in four fundamental arithmetic operations: addition, subtraction, multiplication and division. For each one there three phases of work: a first one, with students reflecting individually about the operation and registering in their notebooks the ways they realized them, using the mental calculation and algorithms learned in elementary school; a second one, where in pairs, or small groups they narrated their procedures to their colleagues, elaborating a unique register of the group and a third one with all the group, which included the socialization of different registers, where there was the reconstruction of strategies used when realizing the operations and also alternatives for teaching conventional or non-conventional algorithms. The analyses point out that the procedures helped on (re)significance of Mathematics concepts and in the construction of pedagogical perspectives for teaching Maths in the first years. The classes and the development of the research explicited the lack of comprehension of the students, allowing the exposition of anguish and anxiety, which helped the interlocution among the students lives, their socio-cultural environment. Besides, it motivated the process of denaturalisation of transmission of algorithms. The perception that Maths operations can be learned by using mental calculations resources and the use of properties to them related, even if intuitively, was evident. Besides, the narrative aligned to dynamics of cooperations emphasized by the dialogues showed fundamental ingredients in the teaching and learning environment.
Subject: Professores - Formação
Números
Narrativas
Educação matemática
Educação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Megid_MariaAuxiliadoraBuenoAndrade_D.pdf16.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.